Samba do Sino

A Roda surge da necessidade em manter acesa a chama da Cultura Popular Brasileira, trazendo a tona histórias que são cantadas através de sambas tradicionais de todo o território nacional, da velha guarda aos novos compositores, pois o Samba Presente Não Esquece o Passado, deixando prevalecer o sotaque do samba paulista, do rural ao urbano. O Sino surge devido à dificuldade em encerrar o Samba às 22h, pois é realizado em bairro residencial. Surge a idéia de se utilizar um sino para indicar o final do samba. Ai começaram a dizer: –“Vamos naquele samba, aquele que o cara toca o Sino...” Assim acaba-se adotando o nome Samba do Sino. Houve a aceitação e respeito geral e assim se conveniou tocar o Sino para começar e para terminar o Samba.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Carnaval 2012 - São Paulo - Pérola Negra


Desfile Grupo Especial Carnaval São Paulo 2012 - Sexta-Feira, 18 de fevereiro. 

Sábado, 18 de fevereiro
Local:- Sambódromo Anhembi
23:35 horas - Pérola Negra

ENREDO: A PEDRA QUE CANTA TAMBEM SAMBA, ITANHAÉM, HOJE A PÉROLA É VOCÊ!

SINOPSE VERSADA

Herança de menino caiçara
Marcas na areia deixada pelos pés como “tapir”
Que a água mais teimosa não apaga
A espuma sorrateira das ondas
Que leva e traz as nossas lembranças
Num bailado sincronizado
Ao som da pedra que canta

Bendita terra de Nossa Senhora
Tudo em ti é poesia
Pelo chão, assim como as flores
Brota em seu ventre imaculado
Registros de expedições e náufragos
Desde a antropofagia solene dos homens nus
À catequização dos mesmos pelos jesuítas
O capítulo inaugural da nossa história

Amazônia paulista
Entre rios enviesados contemplamos a tua grandeza
Nas formas e nas cores
Branco, Preto e da Conceição até a Boca da Barra
Natureza esplêndida que margeia o sonho do pescador
Em canoas de fé e esperança “Rio Acima”
E sua fauna, que de longe nos fita
Mesmo acanhada tange beleza nos manguezais
Da aurora ao entardecer
E a noite dengosa cintila o luar
No espelho hipnótico das tuas águas
Que seduz desde o mar
Horizonte ornado por ilhas de perigos e encantamento
Oceano que também nos reserva riquezas
O ouro negro das tuas profundezas
Certeza de um futuro promissor

Seduzidos,
Pintores desnudam sua alma com pinceladas vorazes
Paixão em nuances da mais bela aquarela
Por Calixto, tu és o retrato fiel do paraíso
Por Emygdio, a arte primitiva te consagra
E pelo ar, a evidência do amor que vem pela brisa
Refrescando a vida dos que em ti adormecem
A cama de Anchieta
Recanto precioso
Aconchego Deus

E dele, sentimos a cálida presença
Se manifestar em tudo que vemos
Do alto da ladeira do convento
Ou envoltos a velas e flores na Gruta de Lourdes
Pela cidade, nítidas, são a tua morada
Neste legado de Abarebebê
E do teu povo ingênuo, incide a crença pelas ruas
O amor contagiante dos devotos em procissão
Pela imagem da padroeira
Relíquia da Matriz de Sant’Anna
A Nossa Senhora da Conceição

Alem da fé, a tradição nos revela
Pelos fiéis também os festejos
Que abrem as portas para o reisado
Na Madrugada de um belo cortejo
E o boa-noite verdadeiro, esperado por quem não dorme
É a prenda mais preciosa ao recebê-lo
São João Baptista igualmente é lembrando
No mês festivo de junho
Praça com bandeirolas te enfeitam
Músicas, comidas e folguedos
Porém existe a maior delas
A festa que apresenta a Corte Imperial
Tem cuscuz de arroz na Noite da Soca
E um café da manhã na mais linda Alvorada
E o capitão aparece triunfal na Erguida do Mastro
Para saudar romeiros com graça imponente
Emocionado com a Divina Bandeira
Em louvor ao Espírito Santo

Muito tenhamos a dizer sobre ti
Ao decifrar teu tesouro mais secreto
As tuas mulheres de areia,
Teu cenário paradisíaco, teu solo fértil
Teus filhos gentis
Que realçam a beleza das coisas
De forma única e genuína
Fazendo parecer tudo maior e mais vistoso
Uma dádiva recorrente
Que nos gestos simples conquista
Os que chegam de peito aberto
Ciceronianos por tua atmosfera acolhedora

Pois bem, a felicidade foi o jeito fiel que encontramos
Para narrar e fazer jus a tua essência
Pois é assim que sentimos ao lado dos teus
Nas prosas , nos mergulhos a beira mar
Na Praia dos sonhos e dos pescadores,
No leito do rio pescando a atração principal
Da moqueca saborosa que irá oferecer

E Abraçando poetas, artistas, pessoas comuns...
Em bares, em rodas de samba e em domingos familiares
Talvez se mostre pouco, a nossa homenagem
Para descortinar os teus encantos
Todavia quem sabe, estaria reservado pra nós
Embalados pelo fascínio, esta tarefa sublime
Este presente de Deus

Por isso....
A pedra que canta também samba
Itanhaém, hoje a Pérola é você!

Carnavalesco: André Machado
Presidente: Edilson Casal


Vídeo:

A pedra que canta também samba. Itanhaém: Hoje a Pérola é você
Autores: Tigrão, Serginho, Guga Mercadante, Marcelo Soares, Tião, Mydras, Carlinhos, Bola, Regianno e Michel

Rica herança a cintilar
Que em solo brasileiro fez brotar
O colonizador impôs sua maneira
E o índio rezou
Benditas histórias são flores no chão
Aquarela de inspiração
Reluz amazônia paulista
Traduz a beleza infinita
Canoa de fé, esperança
O pescador não se cansa
“Rio Acima” sempre alcança
O amor do criador

Tá no peito, de quem ama, no brilho do olhar
Gira baiana, vem abençoar
O meu caminho de fé, o povo em devoção
Oh Padroeira Imaculada Conceição

Divina a cidade está em festa
Saudando a bandeira da corte imperial
“Soca no pilão” mantendo a tradição
Perfeição…das belas mulheres de areia
No Paraíso encontrei
O abraço cortês e gente festeira
Na praia…o calor da amizade
Um banho…de felicidade
Presente de Deus, maravilhosa jóia rara
Itanhaém meu coração é caiçara

É nessa onda que a Vila Madalena diz no pé
Meu samba no balanço da maré
A Pérola que brilha hoje é você
Pedra que canta o mundo vai te conhecer

Tia Ciata - "A Mãe do Samba"

"TIA CIATA", MÃE DO SAMBA...

" O samba é o mais belo documento da vida e da alma do povo brasileiro". (Rosane Volpatto-extraído do Texto SAMBA, SABOR DO BRASIL) Um grande abraço ao nosso patrono PAULINHO DA VIOLA. (Veja mais na página História do Samba)
-------x-------

Pelo Fim da Ordem dos Músicos do Brasil !

Abaixo-Assinado Eletrônico pelo direito ao livre exercício da profissão de músico:

Participe você também, leia matérias neste blog.

Para assinar eletrônicamente:

http://www.carlosgiannazi.com.br/fale_conosco/abaixo-assinado-omb.htm

Paulinho da Viola- Entrevistado pelo programa Memória do Rádio

PAULINHO DA VIOLA - O Nosso Patrono

O Verso "Quando penso no futuro não esqueço meu passado" é creditado por Paulinho da Viola, em "Meu tempo é hoje", como sintese de sua obra, de sua vida. Recolhido de sua "Dança da Solidão"(72). (Pedro Alexandre Sanches - Folh aOn Line - 11/04/2003)

"Eu não costumo brigar com o tempo" afirma Paulinho da Viola (em 09/12/2004 - Folha On line)

"A música de Paulinho da Viola representa um universo particular dentro da cultura brasileira. Experimentá-la é reconhecer que a identidade cultural brasileira não é única, há sempre algo mais." (extraído do site de Paulinho da Viola)

A Obra de Paulinho da Viola já foi tema de livros, trabalhos acadêmicos, gravações e documentário. Em fase de finalizações, se encontra um Documentário realizado pela VideoFilmes com direção de Isabel Jaguaribe e roteiro de Zuenir Ventura. (Confira mais na página - PAULINHO DA VIOLA - Vídeos e muito mais)

-------x-------

AGENDA CULTURAL DA PERIFERIA

A Ação Educativa é uma organização não governamental sem fins lucrativos que desenvolve a apóia projetos voltados para a educação e juventude, por meio de pesquisas, formação, assessoria e produção de informações. Mantém em sua sede o espaço de Cultura e Mobilização Social, aberto ao público, que promove regularmente atividades de formação, intercâmbio e difusão cultural. Vale a pena acessar : http://www.acaoeducativa.org.br/

Confira As Comunidades de SAMBA divulgadas.
-------x-------

Samba do Sino comemora primeiro ano na noite de 15/12/2009 com história do samba

O Movimento Cultural Samba do Sino comemerou 01 ano de vida no último dia 15/12/2009, e presenteia os moradores da cidade com histórias que contam a evolução do samba no Brasil. A proposta nasceu com a idéia de resgatar esse pedaço da cultura popular. (Vanessa Coelho - Guarulhos Web 15/12/2009)