Samba do Sino

A Roda surge da necessidade em manter acesa a chama da Cultura Popular Brasileira, trazendo a tona histórias que são cantadas através de sambas tradicionais de todo o território nacional, da velha guarda aos novos compositores, pois o Samba Presente Não Esquece o Passado, deixando prevalecer o sotaque do samba paulista, do rural ao urbano. O Sino surge devido à dificuldade em encerrar o Samba às 22h, pois é realizado em bairro residencial. Surge a idéia de se utilizar um sino para indicar o final do samba. Ai começaram a dizer: –“Vamos naquele samba, aquele que o cara toca o Sino...” Assim acaba-se adotando o nome Samba do Sino. Houve a aceitação e respeito geral e assim se conveniou tocar o Sino para começar e para terminar o Samba.

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Tereza Gama


CD de samba “Aos mestres com carinho”

Vocalista da banda Clube do Balanço, neste show Tereza Gama apresenta seu trabalho solo, dentro do repertório do CD de samba “Aos mestres com carinho”. A seleção musical traz obras dos grandes mestres que marcaram a história do samba paulista e carioca, e interpretaram a história do partido alto, como Candeia, Jamelão, Osvaldinho da Cuíca, Clementina de Jesus, Clara Nunes e Dona Ivone Lara.

Quando se fala em samba, remete-se às raízes da existência humana.  Contempla-se o brilho incomensurável de mais uma das criações atribuídas à raça negra. Afinal, nenhum ser é capaz de questionar a influência africana presente na formulação de música tão bela.

Os tambores sempre estiveram presentes nas tribos do continente africano, chamando a dança e propiciando alegria. 

Desde antes de Zumbi e o Quilombo dos Palmares, significado da construção de resistência e do pleitear de direitos, demonstração de persistência de todo um povo sofrido, desprovido de garantias à igualdade, liberdade e fraternidade, mas sempre figurando e vencendo barreiras com muita alegria, a raça negra demonstra sua força.

O som dos tamborins e pandeiros, unidos ao dedilhar do violão e do cavaquinho, figura como a trilha sonora da nossa felicidade.  Relembra, em qualquer época do ano, o saudoso fevereiro que passou, bem como intensifica a espera do que virá.  Constrói a imagem prazerosa de pessoas unidas, ricas ou pobres, em prol da alegria carnavalesca, de tal sorte que, atribuir ao samba a função de igualar e afastar marcas ainda presentes do preconceito racial e social, não constitui fato questionável. É a pura realidade.
A música cerne deste álbum vem agradecer aos grandes mestres, seres que sempre exalaram genialidade, através de letras e músicas estruturadas, a fim de traduzir o sentimento e a realidade deste mundo.

Para esse volume da série “Aos Mestres com Carinho”, foram selecionados não apenas músicas, mas verdadeiras obras de arte dos grandes mestres que interpretaram a história do partido alto, recriadas agora na poderosa voz de Tereza Gama.

Cuidado Moço, ganhou alma em 1969 na voz rouca e forte do mestre da verde e rosa Jamelão.  “Partido na Cozinha”, faixa criada pelo sambista Osvaldinho da Cuíca, foi gravada originalmente em 1974 e simplifica nesta coleção a verdadeira importância do samba paulista.  Voltando ao morro carioca, mas especificamente em 1966, Clementina de Jesus soltou a voz em “Barracão é Seu”, faixa de seu LP homônimo. É dela também a voz que nos serviu de inspiração para a escolha de “Na Hora da Sede”, de 1979.

Do Partido em 5 selecionamos alguns de seus maiores clássicos como “Roda de Partideiro” de 1974, “Dedo na Viola” de 1983, e “A Volta” também de 74, sendo esta do mestre Candeia, um dos grandes nomes do Partido alto. É para ele também a homenagem nas faixas “Maria Madalena da Portela” de 77, que na versão original contou com a participação mais que especial de Aniceto do Império e “Gamação”, clássico de 1978.

Também dos idos de 70 selecionamos “Mel e Mamão com Açúcar” do grupo Favela e, para fechar o repertório com chave de ouro, duas das mais importantes personalidades do samba nacional: Clara Nunes que serviu de inspiração para “Coisa da Antiga” de 77 e Dona Ivone Lara com “Sorriso Negro” de 1981.

Luiz Fernando C.P. do Amaral / Paulo Félix


O que:- Tereza Gama
Quando:- Dia 12 de Fevereiro (domingo)
Horário:- às 16h (Espaço de Eventos)
Onde:- SESC Santo André
End:- Rua Tamarutaca, 302 (Centro - Santo André) 
Tel:             (11) 4469-1200      
Preço na Bilheteria: Grátis
Recomendação: Livre

veja vídeo

Tia Ciata - "A Mãe do Samba"

"TIA CIATA", MÃE DO SAMBA...

" O samba é o mais belo documento da vida e da alma do povo brasileiro". (Rosane Volpatto-extraído do Texto SAMBA, SABOR DO BRASIL) Um grande abraço ao nosso patrono PAULINHO DA VIOLA. (Veja mais na página História do Samba)
-------x-------

Pelo Fim da Ordem dos Músicos do Brasil !

Abaixo-Assinado Eletrônico pelo direito ao livre exercício da profissão de músico:

Participe você também, leia matérias neste blog.

Para assinar eletrônicamente:

http://www.carlosgiannazi.com.br/fale_conosco/abaixo-assinado-omb.htm

Paulinho da Viola- Entrevistado pelo programa Memória do Rádio

PAULINHO DA VIOLA - O Nosso Patrono

O Verso "Quando penso no futuro não esqueço meu passado" é creditado por Paulinho da Viola, em "Meu tempo é hoje", como sintese de sua obra, de sua vida. Recolhido de sua "Dança da Solidão"(72). (Pedro Alexandre Sanches - Folh aOn Line - 11/04/2003)

"Eu não costumo brigar com o tempo" afirma Paulinho da Viola (em 09/12/2004 - Folha On line)

"A música de Paulinho da Viola representa um universo particular dentro da cultura brasileira. Experimentá-la é reconhecer que a identidade cultural brasileira não é única, há sempre algo mais." (extraído do site de Paulinho da Viola)

A Obra de Paulinho da Viola já foi tema de livros, trabalhos acadêmicos, gravações e documentário. Em fase de finalizações, se encontra um Documentário realizado pela VideoFilmes com direção de Isabel Jaguaribe e roteiro de Zuenir Ventura. (Confira mais na página - PAULINHO DA VIOLA - Vídeos e muito mais)

-------x-------

AGENDA CULTURAL DA PERIFERIA

A Ação Educativa é uma organização não governamental sem fins lucrativos que desenvolve a apóia projetos voltados para a educação e juventude, por meio de pesquisas, formação, assessoria e produção de informações. Mantém em sua sede o espaço de Cultura e Mobilização Social, aberto ao público, que promove regularmente atividades de formação, intercâmbio e difusão cultural. Vale a pena acessar : http://www.acaoeducativa.org.br/

Confira As Comunidades de SAMBA divulgadas.
-------x-------

Samba do Sino comemora primeiro ano na noite de 15/12/2009 com história do samba

O Movimento Cultural Samba do Sino comemerou 01 ano de vida no último dia 15/12/2009, e presenteia os moradores da cidade com histórias que contam a evolução do samba no Brasil. A proposta nasceu com a idéia de resgatar esse pedaço da cultura popular. (Vanessa Coelho - Guarulhos Web 15/12/2009)