Samba do Sino

A Roda surge da necessidade em manter acesa a chama da Cultura Popular Brasileira, trazendo a tona histórias que são cantadas através de sambas tradicionais de todo o território nacional, da velha guarda aos novos compositores, pois o Samba Presente Não Esquece o Passado, deixando prevalecer o sotaque do samba paulista, do rural ao urbano. O Sino surge devido à dificuldade em encerrar o Samba às 22h, pois é realizado em bairro residencial. Surge a idéia de se utilizar um sino para indicar o final do samba. Ai começaram a dizer: –“Vamos naquele samba, aquele que o cara toca o Sino...” Assim acaba-se adotando o nome Samba do Sino. Houve a aceitação e respeito geral e assim se conveniou tocar o Sino para começar e para terminar o Samba.

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

A Ação Educativa estará recebendo a Roda de Samba FUNDO DA PENEIRA


O que: Roda de Samba FUNDO DA PENEIRA
Quando: Quinta-Feira dia 01/11/12 (véspera de feriado)
Horário: 19h às 20h - Exibição do Documentário: As Muitas Histórias do Maxixe com apresentação de Tinhorão.
               20h às 22h - Roda de Samba.
Onde: Ação Educativa
Endereço: Rua General Jardim,660 - Vila Buarque. Próx. ao Sesc Consolação. Metrô Santa Cecília e Republica.
Entrada: FRANCA
Realização: Ação Educativa
Organização: @migos do samba.com

Formado este ano, inicialmente por quatro colegas de trabalho envolvidos com Assistência Social, o Fundo da Peneira é um grupo musical dedicado ao samba tradicional, chamado de samba de raiz, com influência de samba de roda, jongo, samba de quadra e, principalmente do partido alto.

Rodnei, Regis Thadeo, Clodoaldo Arruda e Victor Buiú, se conheceram no Serviço social e, além das preocupações sociais inerentes ao trabalho que prestam na comunidade do Bom Retiro e Santa Cecília (incluindo aí a Cracolândia), descobriram outra afinidade que os unia: o samba. Desde então, eles têm feito “brincadeiras” nos bares e nas casas de amigos São Paulo afora. Essas “brincadeiras” começaram a ser levadas a sério, primeiro pelos amigos e público em geral, que foram os primeiros a notar a qualidade do grupo, e, aos poucos, empolgaram também os integrantes, que acrescentaram a formação, Vadinho, exímio percussionista para fechar a “cozinha” do Fundo.

No repertório, Cartola, Candeia, Paulinho da Viola, Manacéa, Clara Nunes, Dona Ivone Lara, João Nogueira, sambas de roda, sambas enredo históricos, enfim, uma grande homenagem aos grandes baluartes da música brasileira, além de grandes sessões de partido alto, com destaque aos versos e improvisações de Rodnei e Clodoaldo Arruda.

Tudo com muito bom humor e informalidade, dignas do nome do grupo, inspirado em uma brincadeira-trocadilho com o nome Fundo de Quintal e o fato de, no grupo, só haver “tranqueiras”, que não passariam por uma peneira nunca, mantendo o clima que,
afinal de contas, juntou o grupo, um clima de brincadeiras e “sacanagens” mútuas entreseus membros e deles para com as outras pessoas.

Antes será exibido pelo Fran CDs o Documentário As Muitas Histórias do Maxixe com apresentação de Tinhorão duração 50 minutos.

Tia Ciata - "A Mãe do Samba"

"TIA CIATA", MÃE DO SAMBA...

" O samba é o mais belo documento da vida e da alma do povo brasileiro". (Rosane Volpatto-extraído do Texto SAMBA, SABOR DO BRASIL) Um grande abraço ao nosso patrono PAULINHO DA VIOLA. (Veja mais na página História do Samba)
-------x-------

Pelo Fim da Ordem dos Músicos do Brasil !

Abaixo-Assinado Eletrônico pelo direito ao livre exercício da profissão de músico:

Participe você também, leia matérias neste blog.

Para assinar eletrônicamente:

http://www.carlosgiannazi.com.br/fale_conosco/abaixo-assinado-omb.htm

Paulinho da Viola- Entrevistado pelo programa Memória do Rádio

PAULINHO DA VIOLA - O Nosso Patrono

O Verso "Quando penso no futuro não esqueço meu passado" é creditado por Paulinho da Viola, em "Meu tempo é hoje", como sintese de sua obra, de sua vida. Recolhido de sua "Dança da Solidão"(72). (Pedro Alexandre Sanches - Folh aOn Line - 11/04/2003)

"Eu não costumo brigar com o tempo" afirma Paulinho da Viola (em 09/12/2004 - Folha On line)

"A música de Paulinho da Viola representa um universo particular dentro da cultura brasileira. Experimentá-la é reconhecer que a identidade cultural brasileira não é única, há sempre algo mais." (extraído do site de Paulinho da Viola)

A Obra de Paulinho da Viola já foi tema de livros, trabalhos acadêmicos, gravações e documentário. Em fase de finalizações, se encontra um Documentário realizado pela VideoFilmes com direção de Isabel Jaguaribe e roteiro de Zuenir Ventura. (Confira mais na página - PAULINHO DA VIOLA - Vídeos e muito mais)

-------x-------

AGENDA CULTURAL DA PERIFERIA

A Ação Educativa é uma organização não governamental sem fins lucrativos que desenvolve a apóia projetos voltados para a educação e juventude, por meio de pesquisas, formação, assessoria e produção de informações. Mantém em sua sede o espaço de Cultura e Mobilização Social, aberto ao público, que promove regularmente atividades de formação, intercâmbio e difusão cultural. Vale a pena acessar : http://www.acaoeducativa.org.br/

Confira As Comunidades de SAMBA divulgadas.
-------x-------

Samba do Sino comemora primeiro ano na noite de 15/12/2009 com história do samba

O Movimento Cultural Samba do Sino comemerou 01 ano de vida no último dia 15/12/2009, e presenteia os moradores da cidade com histórias que contam a evolução do samba no Brasil. A proposta nasceu com a idéia de resgatar esse pedaço da cultura popular. (Vanessa Coelho - Guarulhos Web 15/12/2009)