Samba do Sino

A Roda surge da necessidade em manter acesa a chama da Cultura Popular Brasileira, trazendo a tona histórias que são cantadas através de sambas tradicionais de todo o território nacional, da velha guarda aos novos compositores, pois o Samba Presente Não Esquece o Passado, deixando prevalecer o sotaque do samba paulista, do rural ao urbano. O Sino surge devido à dificuldade em encerrar o Samba às 22h, pois é realizado em bairro residencial. Surge a idéia de se utilizar um sino para indicar o final do samba. Ai começaram a dizer: –“Vamos naquele samba, aquele que o cara toca o Sino...” Assim acaba-se adotando o nome Samba do Sino. Houve a aceitação e respeito geral e assim se conveniou tocar o Sino para começar e para terminar o Samba.

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Samba do Sino em Novo Local dia 31/07/2012 às 20h

Agora o Samba tem novo endereço - Galpão Centro Cultural Jd Tranquilidade.


Neste mês de Julho de 2012 volta a funcionar no bairro o GALPÃO - Centro Cultural Jardim Tranqüilidade. Apesar de ainda não inaugurado oficialmente, o espaço deve trazer em sua grade de atividades a Música, Teatro, Artes Plásticas, Oficinas, etc.

Também está previsto um Centro de Preservação da História Local, com acervos de fotos e histórias contadas pelos próprios moradores. Os interessados poderão enviar material para o GALPÃO que será tratado para exposições.

Em parte este trabalho já vem sendo desenvolvido pelo Movimento Cultural Samba do Sino nos últimos quatro (04) anos, e o resultado já pode ser observado através deste blog .

Neste dia 31/07/2012 a partir das 20h será marcado com a apresentação do Samba do Sino, grupo formado no bairro e que tem o objetivo de resgatar o Samba Raiz, contando e cantando a história deste ritmo que é considerado um Patrimônio da Humanidade, e que nos ajuda a entender e cultuar nossa identidade cultural, fazendo parte de nossa Cultura Popular.

Assim, teremos Samba Raiz todas as terças feiras no GALPÃO – Centro Cultural Jardim Tranqüilidade, Rua Jacob, 223 – Jd Tranqüilidade – Guarulhos – SP.

O que:- Samba do Sino
Com: Marta Fróes
Convidados:- Rosane e Paulo Moraes
Quando:- 31/07/2012
Horário:- 20h
Onde:- Galpão Centro Cultural Jd Tranqüilidade
End:- R Jacob, 223 – Jd Tranqüilidade – Guarulhos – SP
Entrada Franca

NÃO ESQUEÇA DIA 11/08/2012 TEM RODA DE SAMBA BENEFICENTE em prol da Renata do Samba da Arca.


Homenagem 102 anos de Adoniran Barbosa no Ação Educativa


Conjunto João Rubinato

Conjunto João Rubinato pesquisa e divulga a obra de Adoniran Barbosa (nome artístico de João Rubinato). Apresentam as músicas de Adoniran Barbosa que a rádio não toca. Temperadas com histórias curiosas sobre elas e seu autor. Violão, cavaco, surdo, flauta, pandeiro e tamborim somam-se as onze vozes do conjunto.

O que: CONJUNTO JOÃO RUBINATO
Quano: Sexta-Feira dia 03/08/2012
Onde: AÇÃO EDUCATIVA
Horário: 19:00h
Endereço: Rua General Jardim,660 - Vila Buarque - Próximo aos metrôs República e Santa Cecília. (Sesc Consolação)
Entrada: FRANCA
Realização: AÇÃO EDUCATIVA
Organização: @migos do samba.com

Assista vídeo:

GALPÃO volta a funcionar no Jardim Tranqüilidade


Neste mês de Julho de 2012 volta a funcionar no bairro o GALPÃO - Centro Cultural Jardim Tranqüilidade. Apesar de ainda não inaugurado oficialmente, o espaço deve trazer em sua grade de atividades a Música, Teatro, Artes Plásticas, Oficinas, etc.

Também está previsto um Centro de Preservação da História Local, com acervos de fotos e histórias contadas pelos próprios moradores. Os interessados poderão enviar material para o GALPÃO que será tratado para exposições.

Em parte este trabalho já vem sendo desenvolvido pelo Movimento Cultural Samba do Sino nos últimos quatro (04) anos, e o resultado já pode ser observado através do blog www.sambadosino.blogspot.com .

Neste dia 31/07/2012 a partir das 20h será marcado com a apresentação do Samba do Sino, grupo formado no bairro e que tem o objetivo de resgatar o Samba Raiz, contando e cantando a história deste ritmo que é considerado um Patrimônio da Humanidade, e que nos ajuda a entender e cultuar nossa identidade cultural, fazendo parte de nossa Cultura Popular.

Assim, teremos Samba Raiz todas as terças feiras no GALPÃO – Centro Cultural Jardim Tranqüilidade, Rua Jacob, 223 – Jd Tranqüilidade – Guarulhos – SP.

GALPÃO um legado cultural de nossa cidade

O espaço GALPÃO transformou o bairro do Jardim Tranqüilidade em grande centro cultural de nossa cidade durante os de 1950 e 1960. Na década de 1970 perde o seu espaço físico para a construção da Praça Nossa Senhora de Fátima.

Mas quem poderia dizer que o “Trem das Onze”, o mesmo da música de Adoniran Barbosa, pudesse participar efetivamente desta construção histórica. Acontece que durante muitos anos, o principal meio de locomoção dos moradores era o do transporte ferroviário através da Tramway da Cantareira, ou Trem da Cantareira. Muito gente acredita que sua linha iniciava na Cantareira e terminava no Jaçanã (como menciona a música “Trem das Onze” de Adoniran), mas no entanto a linha continuava pela cidade de Guarulhos, tendo como estação terminal a base área de Guarulhos.

Assista vídeo:



Assim, os moradores locais já vinham se reunindo nos vagões na volta do trabalho e discutiam a ação reivindicatória de energia elétrica para a região. Adiante passaram a se reunir em suas próprias casas. Através de uma comissão formada, foi autorizada pela administração municipal a construção da sede da sociedade amigos do bairro, ao lado da praça de esportes do Grêmio Esportivo Tranqüilidade fundado em 07/07/1951 e tendo como 1º Presidente Sr Job Ferreira de Avelino – (atualmente Praça Nossa Senhora de Fátima). Através do dinheiro arrecadado dos sócios foi comprado o material para construção do GALPÃO de madeira. Na construção trabalharam os fundadores e outros moradores, aos domingos, e as esposas faziam o almoço, um grande mutirão.

Enfim a Sociedade Beneficente Amigos do Tranqüilidade foi fundada em 10/02/1952, com sede a Rua Manoel Quintão, 219 – Jd Tranqüilidade – Guarulhos.

Vejam algumas atividades realizadas no GALPÃO, os Irmãos Dogmar e José de Oliveira “2Rubis” que se apresentavam no programa “Serra da Mantiqueira” da Rádio Bandeirantes e que também eram moradores do bairro. Inezita Barroso, Nho Zé (animador), Rubinho Bley (acordeonista) e Rosita Del Campo. Havia aos domingos o programa “Despertar Musical” com música popular atendendo a pedidos, com serviço de auto-falante. Havia também o “Manhã Feliz” com músicas caipiras, o “Saudades do Sertão” e de Calouros. As tardes de domingo tinha a matinê dançante e à noite cinema. Aos sábados baile à noite. Inúmeras eram as atividades no GALPÃO. A sua importância e relevância pode ser medida quando solicitado aos antigos moradores a contarem algo sobre o bairro, o primeiro a ser citado variavelmente é o GALPÃO.

Também foram interpretadas peças de Teatro com artistas amadores da região, entre elas “A Flor do Ipê”, “Crime do Fazendeiro”, “O Escravo” e “A Manjedoura de Belém”. Muito seriados eram projetados como por exemplo: “Roy Rogers”, “Flash Gordon” entre outros. Fonte – Jardim Tranqüilidade, um bairro e suas lembranças de Maria Thereza Avelino Testone.

terça-feira, 24 de julho de 2012

Nelson Sargento, Aniversário de Nascimento


Nelson Sargento (Rio de Janeiro, 25 de julho de 1924), nome artístico de Nelson Mattos, é compositor, cantor, pesquisador da música popular brasileira, artista plástico, ator e escritor brasileiro.

O Sargento, do autor do samba Agoniza mas não morre (de 1979), corresponde, na verdade, à mais alta patente que o cidadão Nélson Mattos atingiu quando serviu ao Exército brasileiro. Viveu durante longos anos nos morros da cidade do Rio de Janeiro. Atualmente vive em Copacabana e é considerado cidadão do mundo, já que sua música é conhecida, pelo menos, nas Américas e no Japão. Casado com Evonete Belizario Mattos - empresária e produtora - criou onze filhos e vários netos e bisnetos. O compositor mangueirense possui, aproximadamente, quatrocentas músicas em seu repertório. Mudou-se do Morro do Salgueiro para o Morro da Mangueira aos 12 anos de idade.

Nasceu em 25 de julho de 1924, na Santa Casa da Misericórdia, na Praça XV, filho de Rosa Maria da Conceição e Olímpio José de Mattos. Rosa Maria era empregada doméstica e cozinheira. Trabalhava e morava com Nelson na Tijuca, na casa do comerciante Manoel Ferreira Dias que era atacadista de secos e molhados, na Rua do Acre, no Centro. Seu pai, cozinheiro de profissão, trabalhava no Armazém Dragão. Nelson conviveu pouco com o pai. Encontravam-se esporadicamente, pois quando o conheceu, ele não morava mais com sua mãe. Olímpio morreu de gangrena, depois de um acidente na cozinha de um restaurante; uma panela de água quente caiu em seu pé e, não sendo tratado, acabou falecendo.

Sua mãe saiu do emprego da casa dos Ferreira Dias, indo morar no morro do Salgueiro, em um barraco alugado. Para se sustentar ela passou a lavar a roupa de várias famílias. Nelson entregava as roupas lavadas no bairro da Tijuca. Foi lá no morro do Salgueiro que Nelson, então com dez anos de idade, tomou conhecimento do samba, desfilando e tocando tamborim na escola "Azul e Branco". Ali havia ainda outras duas escolas: a "Unidos do Salgueiro" e a "Depois eu Digo". José Casemiro, (conhecido como Calça Larga), uma liderança no morro, uniu todas elas, nascendo assim o Acadêmicos do Salgueiro.
Sua mãe morava com um senhor de idade avançada, chamado Arthur Pequeno, que trabalhava como tecelão da fábrica de Tecidos Bom Pastor e era grande amigo de Alfredo Português, importante compositor da GRES Estação Primeira de Mangueira. Com o falecimento do companheiro, Rosa Maria teve muitas dificuldades para se manter com Nelson no Morro do Salgueiro. Alfredo Português convidou-a para morarem com ele em sua casa na Mangueira. Ele morava numa parte do morro conhecida como Santo Antônio. Alfredo Português era empreiteiro da construção civil e um excelente letrista. Era uma figura diferente naquele universo, um português que compunha sambas.

Nelson despontou para a música na adolescência, quando Alfredo Português descobriu o talento que surgia no jovem. Compuseram, em 1955, o samba-enredo "Primavera", também chamado de As quatro estações do ano, considerado um dos mais belos de todos os tempos.

Nélson integrou o conjunto A Voz do Morro, ao lado de Paulinho da Viola, Zé Kéti, Elton Medeiros, Jair do Cavaquinho, José da Cruz e Anescarzinho. Entre seus parceiros de composição musical, estão Cartola, Carlos Cachaça, Darcy da Mangueira, João de Aquino, Pedro Amorim, Daniel Gonzaga e Rô Fonseca.

Escreveu os livros "Prisioneiro do Mundo" e "Um certo Geraldo Pereira". O próximo, já no prelo, tem como título provisório "O Samba eu" e narra, de maneira romanceada, mas com detalhes que vêm à tona graças à sua memória, passagens da sua vida. Atuou nos filmes "O Primeiro Dia", de Walter Salles e Daniela Thomas, "Orfeu" de Cacá Diegues, e "Nélson Sargento da Mangueira" de Estêvão Pantoja, que lhe valeu a premiação do Kikito, no Festival de Gramado, pela melhor trilha sonora entre os filmes de curta metragem. Fonte wipédia

Assista vídeo:

Samba do Sino dia 24/07/2012 as 20h30



O que:- Samba do Sino
Quando:- 24/07/2012
Horário:- 20h
Onde:- Bar III Milênio
End:- R Luiz Faccini, 528 - Centro – Guarulhos – SP
Entrada Franca

quinta-feira, 19 de julho de 2012

TERREIRO DE COMPOSITORES


Nesta Quinta-Feira (19/07) a partir das 20hs, tem Roda de Samba do TERREIRO DE COMPOSITORES.

Venha Cantar e Sambar prestigiando os Compositores...

E você Compositor, traga seus sambas e venha compartilhar com a gente.

E nesta Quinta-Feira teremos 2 Participações Especiais no nosso Terreiro: teremos a presença da Comunidade Panela do Samba de Sorocaba e do Compositor Nelson Rufino (compositor de sucessos na voz de Zeca Pagodinho,Roberto Ribeiro, entre outros)

O que:- Roda de Samba Terreiro de Compositores
Convidados:- Panela do Samba de Sorocaba e Nelson Rufino
Quando:- 19/07/2012
Onde:- Quadra da Unidos de São Lucas
End:- Rua Carminha, 264 - Pq. São Lucas - Zona Leste - São Paulo - SP
(Alt. do nº3000 da Av. Oratório e alt. do nº 2800 da Av. Prof. Inácio de Anhaia Mello)

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Tradição, e o Samba Continua... Geraldo Filme


O trabalho de Geraldo Filme, sambista paulista.

O projeto resgata e difunde o trabalho do sambista paulista Geraldo Filme. Direção artística de Romulo Fróes e direção musical de Kiko Dinucci e Rodrigo Campos, com interpretações de Teresa Cristina, Andreia Dias, Germano Mathias, velha guarda da Camisa Verde e Branco e do ator André Garolli.

Não deixa de ser uma alfinetada desferida pela primeira vez pelo maior sambista paulista de todas as eras, Geraldo Filme, quando criou o samba "Eu Vou Mostrar". "Eu vou mostrar que o povo paulista também sabe sambar... Somos paulistas e sambamos pra cachorro, pra ser sambista não precisa ser do morro." Com uma pandeirada só, Filme derrubava a máxima de que sambista bom é carioca e sambista excelente tinha de viver na favela.

Chapinha não gosta de comparações entre os três principais ramais do gênero, o paulista, o carioca e o baiano. "Samba é um só." Mas ao falar da importância de se colocar em cena um evento fechado no samba nascido e criado nos terreiros paulistas, reconhece que São Paulo tem que se impor. "Assim como saíram pedras preciosas do Cacique de Ramos (no Rio de Janeiro), tem gente de lá que não conhece o Monarco da Portela. O pessoal de São Paulo não deve nada a sambista de lugar nenhum. Você não tem idéia da quantidade de gente boa que ficou de fora desse projeto", diz ele, auto-intitulando um militante do samba paulista.

O que:- Tradição, e o Samba Continua...
Quando:- Estréia dia 31 de Agosto (sexta) Até 2 de Setembro
Horário:- Sexta e sábado, às 21h, e domingo, às 18h.
Onde:- SESC Vila Mariana (608 lugares)
End:- Rua Pelotas, 141 (Vila Mariana)
Ingressos: de R$ 10,00 a R$ 42,00
Recomendação: 12 anos


Assista vídeo:-



Tomando Partido e Convidados



O que:- Tomando Partido e Convidados
Convidados:- Timaia (Berço do Samba) e Nino Miau (Samba da Vela)
Quando:- 20/07/2012
Horário:- 19h
Onde:- Parada 93
End:- Av Gabriel Mistral, 93 – Penha – São Paulo
Entrada:- R$ 5,00 Mulher e R$ 10,00 Homem
Churrasco grátis!

terça-feira, 17 de julho de 2012

Samba do Sino ao VIVO dia 17/07/2012

Dia 16/07/1920, aniversário de nascimento de Elizete Cardoso - A Divina.


O que:- Samba do Sino
Participação:- Marta Fróes
Quando:- 17/07/2012
Onde:- Bar III Milênio
End:- R Luiz Faccini, 528 – Centro – Guarulhos
Entrada Franca






Elizete Cardoso – A Divina

Aniversário de nascimento 16/07/1920.


Elizeth Cardoso (Rio de Janeiro, 16 de julho de 1920 — 7 de maio de 1990) foi uma cantora brasileira. Conhecida como A Divina, Elizeth é considerada uma das maiores intérpretes da música brasileira e um das mais talentosas cantoras de todos os tempos, reverenciada pelo público e pela crítica.

Elizeth Moreira Cardoso nasceu na rua Ceará, no subúrbio de São Francisco Xavier, e cantava desde pequena pelos bairros da Zona Norte carioca, cobrando ingresso (10 tostões) das outras crianças para ouvi-la cantar os sucessos de Vicente Celestino. O pai, seresteiro, tocava violão e a mãe gostava de cantar.

Desde cedo precisou trabalhar e, entre 1930 e 1935, foi balconista, funcionária de uma fábrica de saponáceos e cabeleireira, até que o talento foi descoberto aos dezesseis anos, quando comemorava o aniversário. Foi então convidada para um teste na Rádio Guanabara, pelo chorão Jacob do Bandolim.

Apesar da oposição inicial do pai, apresentou-se em 1936 no Programa Suburbano, ao lado de Vicente Celestino, Araci de Almeida, Moreira da Silva, Noel Rosa e Marília Batista. Na semana seguinte foi contratada para um programa semanal na rádio.

Casou-se no fim de 1939 com Ari Valdez, mas o casamento durou pouco. Trabalhou em boates como taxi-girl, atividade que exerceria por muito tempo. Em 1941, tornou-se crooner de orquestras, chegando a ser uma das atrações do Dancing Avenida, que deixou em 1945, quando se mudou para São Paulo para cantar no Salão Verde e para apresentar-se na Rádio Cruzeiro do Sul, no programa Pescando Humoristas.

Além do choro, Elizeth consagrou-se como uma das grandes intérpretes do gênero samba-canção (surgido na década de 1930), ao lado de Maysa, Nora Ney, Dalva de Oliveira, Ângela Maria e Dolores Duran. O gênero, comparado ao bolero, pela exaltação do tema amor-romântico ou pelo sofrimento de um amor não realizado, foi chamado também de dor-de-cotovelo ou fossa. O samba canção antecedeu o movimento da bossa nova (surgido ao final da década de 1950, 1957). Mas este último representou um refinamento e uma maior leveza nas melodias e interpretações em detrimento do drama e das melodias ressentidas, da dor-de-cotovelo e da melancolia.

Elizeth migrou do choro para o samba-canção e deste para a bossa nova gravando em 1958 o LP Canção do Amor Demais, considerado axial para a inauguração deste movimento, surgido em 1957. O antológico LP trazia ainda, também da autoria de Vinícius de Moraes e Tom Jobim, Chega de Saudade, Luciana, As Praias Desertas e Outra Vez. A melodia ao fundo foi composta com a participação de um jovem baiano que tocava o violão de maneira original, inédita: o jovem João Gilberto.

Em 1960, gravou jingle para a campanha vice-presidencial de João Goulart.[2] Nos anos 1960 apresentou o programa de televisão Bossaudade (TV Record, Canal 7, São Paulo). Em 1968 apresentou-se num espetáculo que foi considerado o ápice da carreira, com Jacob do Bandolim, Época de Ouro e Zimbo Trio, no Teatro João Caetano, em benefício do Museu da Imagem e do Som (MIS) (Rio de Janeiro). Considerado um encontro histórico da música popular brasileira, no qual foram ovacionados pela platéia; long-plays (Lps) foram lançados em edição limitada pelo MIS. Em abril de 1965 conquistou o segundo lugar na estréia do I Festival de Música Popular Brasileira (TV Record) interpretando Valsa do amor que não vem (Baden Powell e Vinícius de Moraes); o primeiro lugar foi da novata Elis Regina, com Arrastão. Serviu também de influência para vários cantores que viriam depois, sendo uma das principais a cantora Maysa. Fonte Wikipédia

Assista vídeo:

segunda-feira, 16 de julho de 2012

ETC - Encontro de Teatro da Cidade - Guarulhos


Todos os espetáculos do encontro têm entrada gratuita, bastando ao público retirar um ingresso na bilheteria uma hora antes do início de cada apresentação.


Local:- Teatro Adamastor Centro – Av. Monteiro Lobato.

Quando:- 20 de julho / sexta
Teatro Adamastor Centro – Av. Monteiro Lobato.

Orgulho e Preconceito

Horário:- 20 horas
O que:- “Orgulho e Preconceito”
Quem:-  Grupo Fora de Foco
Gênero: Teatro Adulto. Duração: 100 minutos. Indicação: Livre



Quando:- 21 de julho / sábado
Teatro Adamastor Centro – Av. Monteiro Lobato.

Vivências
Abertura dos processos de criação com o Grupo Fora de Foco, das 10 às 12 horas, e com o Grupo Camomila e Alecrim.

O que:- “Vivências”
Quem:- Grupo Camomila e Alecrim
Horário:- das 13 às 15 horas.

“Clown’Tícias – Um Jornal Teatro Levisivo”

Quem:- Cia. Circo_Los Xerebas
Horário:- 16 horas
Gênero: Teatro Clown. Duração: 40 minutos. Indicação: Livre.


“O Homem Com a Flor na Boca”

Quem:- Trupe Reticências
Horário:- 18 horas
Gênero: Teatro Adulto. Duração: 45 minutos. Indicação: Livre.


“Solidão a Três”
Quem:- Simbiose Cia. Teatral
Horário:- 20 horas
Gênero: Teatro Adulto. Duração: 75 minutos. Indicação: 12 anos.



22 de julho / domingo
Teatro Adamastor Centro – Av. Monteiro Lobato.

“Vivências”
Abertura dos processos de criação com:  ,

Quem:- Cia. Circo_Los Xerebas
Horário:- das 10 às 12 horas

Quem:- Trupe Reticências
Horário:- das 13 às 15 horas.


“A Menina Que Chorava”
Quem:-  Grupo Camomila e Alecrim
Horário:- 16 horas
Gênero: Teatro Infantil. Duração: 45 minutos. Indicação: Livre.

“C.I.A.”

Quem:- Cia. de Improvisação A...
Horário:- 18 horas
Gênero: Teatro Adulto. Duração: 60 minutos.
 Indicação: 12 anos.

“Memórias de Um Sargento de Milícias”

Quem:- Cia. Realce
Horário:- 20h30
Gênero: Teatro Adulto. Duração: 75 minutos. Indicação: 10 anos
.

24 de julho / terça  - Parceria SESC SP
Teatro Adamastor Centro – Av. Monteiro Lobato.

“Vivências” - Atividade Convidada

Abertura dos processos de criação do espetáculo

“Processo de Giordano Bruno”

Quem:- Celso Frateschi
Horário:- das 20 às 21h30.


25 de julho / quarta - Parceria SESC SP
Teatro Adamastor Centro – Av. Monteiro Lobato.

“Processo de Giordano Bruno” - Espetáculo Convidado

Horário:- 20 horas
Gênero: Teatro Adulto.
Duração: 90 minutos.
Indicação: 14 anos.
Direção: Rubens Rushe.

Os últimos oito anos de vida do filósofo Giordano Bruno (1548-1600), todos eles passados nos cárceres do Santo Ofício da Inquisição italiana. Um exame crítico do mundo da Contrarreforma, cujo espírito impediu e bloqueou, durante séculos, a pesquisa científica e o desenvolvimento de uma arte e de um pensamento livres.


sexta-feira, 13 de julho de 2012

Aniversário de 5 anos do Samba no Asfalto


Será comemorado o 5º ano de existência do projeto Samba no Asfalto juntamente com o pré Lançamento do CD do Projeto... Haverá participações de várias personalidades do mundo do samba...

Venha fazer parte da nossa festa e traga toda sua familia!

O que:- Aniversário 5 anos Samba no Asfalto
Quem:- samba no Asfalto
Quando:- domingo, 22 de Julho de 2012
Horário:- 14:00
End:- Rua Francisco Antonio Miranda, 469 Ermelino Matarazzo São Paulo

Carmen Queiroz nesta sexta no Ó do Borogodó


O que:- Carmem Queiroz
Quem:- Zé Barbeiro, Roberta Valente, João Poleto, Henrique Araújo, Douglas Alonso.
Quando:- 13/07/2012
Horário:- 22h30
Onde:- Ó do Borogodó
End:- R Horácio Lane, 21

Projeto Espaço Aberto - Noites Autorais - Arte em Cena - Esquenta Guaru-Fantástico


Convido à todos para estarem conosco no dia 21/07 (sábado) no espaço CinePub Bar.

Venham compartilhar seu talento com músicas autorais ou releituras, poesias, crônicas, performances ou pinturas. Vale tudo!

Tragam sua ARTE e venham confraternizar! Favor compartilhar com vossos amigos no Facebook.

O convite está feito. Música rola a noite toda!

O que:- Clube Autoral
Quando:- 21/07/2012
Horário:- a partir das 20h.
Onde: CINE PUB
End:- R Cristovão Colombo, 254 – Jd Vila Galvão – Guarulhos
Entrada franca.

Homenagem a Carlos Cachaça no Samba de Terreiro de Mauá


Quem:- Samba de Terreiro de Mauá
O que:- Homenagem a Carlos Cachaça
Quando:- 05/08/2012
Horário:- 15h
Onde:- Centro Cultural Dona Leonor
End:- R San Juan, 121 – PQ das Américas – Mauá
Prox. A Est. Guapituba da CPTM Linha Turquesa
Blog- terreirodemaua.blogspot.com  






Assista vídeo Alvorada - Cartola, Carlos Cachaça e Herminio Belo de Carvalho.

Samba na Feira


Confira os dois eventos do Samba na Feira

Primeiro Evento

O que:- Samba na Feira
Quando:- 14/07/2012
Horário:- 14h às 18h
Onde:- Casarão São Paulo
End:- R Riachuelo, 140 – Centro – São Paulo

Segundo Evento

O que:- Samba na Feira
Quando:- 15/07/2012
Horário:- 12h
End:- Av. Eulina, 256 – Alt 2200 da Dep. Emilio Carlos





Feijoada da Liesg - Liga Independente das Escolas de Samba de Guarulhos


Atenção galera!

Os convites para a 1ª Feijoada da Liesg já estão à venda na sede da liga (rua Vito Lilla, 168 - Vila Augusta), de segunda à sexta, das 13 às 18 horas.

Valor do convite: R$ 15 // antecipado (dá direito a feijoada)

O que:- 1ª Feijoada da Liesg
Quem: Shows com Naninha da Vila, Grupo Feitiço de Mulher e muito mais.
Quando: 22 de Julho (domingo)
Horário: a partir das 12 horas
Onde:-: Terra Nossa (rua Nilo Peçanha - Centro)

Não percam!!

LANÇADO REGULAMENTO DO 7º ENCONTRO NACIONAL DE CINEMA E VÍDEO DOS SERTÕES - 2012


O 7º Encontro Nacional de Cinema e Vídeo dos Sertões é uma festival nacional de cinema e vídeo com atenção especial para as produções cinematográficas produzidas em Pontos de Cultura e Produtoras Independentes. Acontecerá entre os dias 07 a 11 de novembro de 2012.

O Encontro foi selecionado pelo Programa Petrobras Cultural e tem o patrocínio da Petrobras. O objetivo é divulgar, exibir e premiar obras audiovisuais de curtas e longas-metragens de ficção, documentário e animação, apresentando uma parcela significativa da recente produção brasileira; formar plateias; reunir profissionais de cinema para discutir questões pertinentes à área; promover encontros, seminários, debates, oficinas, palestras, cursos de formação teórica e prática e contribuir para difusão das obras selecionadas.

Na edição 2012 o Encontro irá oferecer prêmios para os filmes selecionados nas categorias longas e curtas metragens de produtoras independentes e de Pontos de Cultura de todo o Brasil. Os filmes de longa-metragem selecionados receberão por sua exibição um prêmio de R$ 1.000,00 (um mil reais) cada, já os filmes de curta-metragem receberão por sua exibição um prêmio de R$ 500,00 (quinhentos reais) cada.

As inscrições para a competição e todas as atividades paralelas do 7º Encontro Nacional de Cinema e Vídeo dos Sertões são gratuitas e estão abertas de 01 de julho a 14 de agosto de 2012, no Complexo Cultural Cidade Cenográfica, Floriano/PI ou pelos correios.
CONFIRA O REGULAMENTO E A FICHA DE INSCRIÇÃO

Maiores informações – www.cinemadossertoes.com
            (89) 9978 6996       –             (89) 9419 1808  

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Premio da Musica Brasileira - CATEGORIA SAMBA


No dia 13 de julho acontece a  23º edição do Prêmio da Música Brasileira, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

MELHOR ÁLBUM
‘Em boas e mais companhias’, de Ivor Lancelotti, produtor Família Lancelotti
‘Fabiana Cozza’, de Fabiana Cozza, produtor Paulão 7 cordas
‘Nosso samba tá na rua’, de Beth Carvalho, produtor Rildo Hora

MELHOR GRUPO
Casuarina (‘Trilhos – terra firme’)
Fundo de quintal (‘Nossa verdade‘)
Sururu na roda (‘Se você me ouvisse – 100 anos de Nelson Cavaquinho’)

MELHOR CANTOR
Arlindo Cruz (‘Batuques e romances’)
Douglas Germano (‘Orí’)
Leandro Lehart (‘Ensaio de escola de samba’)

MELHOR CANTORA
Aline Calixto (‘Flor morena’)
Beth Carvalho (‘Nosso samba tá na rua’)
Fabiana Cozza (‘Fabiana Cozza’)

Pagodão da Faeti Rádio Show



A idéia é  reunir sambistas para uma temporada de 04 semanas em diversas Casas do Brasil. Trazer ao público o melhor do Samba Raiz, Samba Rock e MPB, sempre com um convidado especial. A primeira acontece no Costela Bar.

O que:- Pagodão da Faeti Rádio Show
Quem:- Olegário Junior e Faeti Ramos e Cia
Quando:- 11/07/2012
Horário:- 19h
Onde:- Costela Bar
End:- R Botuporã, 46 – Itaquera – SP
Ingressos R$ 5,00 – Na estréia mulheres não pagam

Banda de Pífanos na Casa dos Cordéis


A Banda de Pífanos de Caruaru ou Banda de Pífanos Zabumba de Caruaru é um conjunto de música instrumental regional do Nordeste brasileiro composta por pífanos e percussão.

Formada há 86 anos, em 1924, por Manoel Clarindo Biano e Benedito Clarindo Biano no sertão de Alagoas, a Banda de Pífanos de Caruaru é um dos grupos mais antigos em atividade, e um dos grupos instrumentais mais tradicionais do Brasil. Os integrantes mais novos são todos filhos e sobrinhos dos primeiros fundadores. Os primeiros discos foram gravados em 1971, quando a banda foi para o Rio de Janeiro e fez shows.

A sonoridade única da banda, composta por pífanos e percussão, foi descoberta por alguns astros da MPB, como Gilberto Gil, que gravou "Pipoca Moderna" (com letra de Caetano Veloso) em seu disco Expresso 2222, de 1972. Em 1999 a gravadora Trama lançou um CD da Banda de Pífanos, "Tudo Isso É São João", com repertório basicamente junino, o que nunca foi a característica principal do grupo. Em 2004, o grupo recebeu o prêmio de Melhor Álbum de Música Regional ou de Raízes Brasileiras na 5ª edição do Grammy Latino.

O que:- Banda de Pífanos de Caruaru
Quando:- 22/07/2012
Horário:- 11h
Onde:- Casa dos Cordéis
End:- Av Torres Tibagy – Gopoúva – Guaruhos

Festival de Teatro Varginha-MG abre inscrições 2012


A Associação Artística Janet Finatti comunica aos grupos e cias de teatro de todo Brasil que estão abertas oficialmente desde (02/07/2012) as inscrições para a 9ª edição do "Festival Nacional de Teatro de Varginha" que será realizado dias 21 e 22 de setembro no Theatro Municipal Capitólio.

Poderão se inscrever grupos e companhias de teatro de palco, rua, ou espaço alternativo adulto e infantil em concorrência distinta.

Serão consideradas válidas as inscrições recebidas pela organização do evento até dia 24 de agosto de 2012.

O edital + ficha de Inscrição poderão ser adquiridos através do email: vivaculturavga@gmail.com

informações pelo fone: (35) 3222-9016


Lindon Lopes  &   Marcos Misael
Coordenadores do Festival de Varginha-MG

Recife recebe etapa final do Conexão Vivo Movida






Recife foi a cidade escolhida para receber o encerramento do Conexão Vivo Movida – Mostra itinerante de videoclipes e documentários musicais que percorreu quatro capitais brasileiras neste primeiro semestre e apresentou a diversidade e criatividade da atual produção audiovisual voltada para à música. Com sessões e debates gratuitos, o Conexão Vivo Movida se instala na Sala João Cardoso Ayres, na Fundaj do Derby, de 11 a 14 de julho, das 14h às 20h.

terça-feira, 10 de julho de 2012

Samba do Sino ao Vivo dia 10/07/2012


Estamos pedindo licença para “Tia Olímpia” a Dona do Samba, para batucarmos neste terreiro.

Quando os negros chegam das lavouras de café à capital de São Paulo após a instauração da Lei Áurea de 1888, trazem consigo toda a cultura musical do interior. A cidade não os aceita e eles partem para a periferia em um movimento urbanístico de marginalização. Nas fronteiras da cidade, eles constroem centros de resistência e terreiros onde podem desenvolver sua cultura. SAMBA.

O que:- Samba do Sino
Quando:- 10/07/2012
Horário:- 20h30
Onde:- Bar III Milênio
End:- R Luiz Faccini, 528 – Centro – Guarulhos
Entrada Franca

Jackson do Pandeiro


“Costumo sempre dizer que o Gonzagão é o Pelé da música e o Jackson, o Garrincha.”—Alceu Valença

Jackson do Pandeiro, nome artístico de José Gomes Filho (Alagoa Grande, 31 de agosto de 1919 – Brasília, 10 de julho de 1982), foi um cantor e compositor de forró e samba, assim como de seus diversos subgêneros, a citar: baião, xote, xaxado, coco, arrastapé, quadrilha, marcha, frevo, dentre outros. Também conhecido como O Rei do Ritmo.

Paraibano de Alagoa Grande, Jackson nasceu em 31 de agosto de 1919, com o nome de José Gomes Filho. Ele era filho de uma catadora de coco, Flora Mourão, que lhe deu o seu primeiro instrumento: o pandeiro.

Seu nome artístico nasceu de um apelido que ele mesmo se dava: Jack, inspirado em um mocinho de filmes de faroeste, Jack Perry. A transformação para Jackson foi uma sugestão de um diretor de programa de rádio. Dizia que ficaria mais sonoro e causaria mais efeito quando fosse ser anunciado.

Somente em 1953, já com trinta e cinco anos, Jackson gravou o seu primeiro grande sucesso: "Sebastiana", de Rosil Cavalcanti. Logo depois, emplacou outro grande hit: "Forró em Limoeiro", rojão composto por Edgar Ferreira.

Foi na rádio pernambucana que ele conheceu Almira Castilho de Albuquerque, com quem se casou em 1956, vivendo com ela até 1967. Depois de doze anos de convivência, Jackson e Almira se separaram e ele se casou com a baiana Neuza Flores dos Anjos, de quem também se separou pouco antes de falecer.

No Rio de Janeiro, já trabalhando na Rádio Nacional, Jackson alcançou grande sucesso com "O Canto da Ema", "Chiclete com Banana" e "Um a Um". Os críticos ficavam abismados com a facilidade de Jackson em cantar os mais diversos gêneros musicais: baião, coco, samba-coco, rojão, além de marchinhas de carnaval.

O fato de ter tocado tanto tempo nos cabarés aprimorou sua capacidade jazzística. Também é famosa a sua maneira de dividir a música, e diz-se que o próprio João Gilberto aprendeu a dividir com ele.  Muitos o consideram o maior ritmista da história da Música Popular Brasileira e, ao lado de Luiz Gonzaga, foi um dos principais responsáveis pela nacionalização de canções nascidas entre o povo nordestino. Sua discografia compreende mais de 30 álbuns lançados no formato LP. Desde sua primeira gravação, "Forró em Limoeiro", em 1953, até o último álbum, "Isso é que é Forró!", de 1981, foram 29 anos de carreira artística, tendo passado por inúmeras gravadoras.

Morte

Durante excursão empreendida pelo país, Jackson do Pandeiro que era diabético desde os anos 60, morreu aos 62 anos, no dia 10 de julho de 1982, na cidade de Brasília, em decorrência de complicações de embolia pulmonar e cerebral. Ele tinha participado de um show na cidade uma semana antes e no dia seguinte passou mal no aeroporto antes de embarcar para o Rio de Janeiro. Ele ficou internado na Casa de Saúde Santa Lúcia. Foi enterrado em 11 de julho de 1982 no Cemitério do Cajú na cidade do Rio de Janeiro com a presença de músicos e compositores populares, sem a presença de nenhum medalhão da MPB. Hoje seus restos mortais se encontram na sua terra natal (Alagoa Grande) localizado não no cemitéio local, mais sim em um memorial preparado em sua homenagem pelo povo alagoagrandense.
Fonte: Wikipédia

Assista vídeo:

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Prosa na Base do Ponteio


O grupo formado pela viola de Levi Ramiro, violeiro e luthier consagrado, e o violão de Marcos Azevedo, apresenta uma prosa entre a viola bem ponteada e a base ritmada do violão. No repertório, os vários sotaques da viola brasileira, desde a milonga do sul ao baião do nordeste, passando pela rica paisagem sonora do universo regional caipira, do sudeste e centro-oeste do Brasil.

O que:- Prosa na Base do Ponteio
Quando:- Dia 19 de Julho (quinta)
Horário:-  às 19h.
Onde:- SESC Osasco
End:- Av. Sport Club Corinthians Paulista, 1.300 (Jardim das Flores - Osasco) 
Tel:             (11) 3184-0900      
Recomendação: livre
Preço na Bilheteria: Grátis

Assista vídeo:-

Nosso Clube em 4


Com um repertório dançante, agradável e descontraído, o grupo possui pesquisa musical de choro, samba, maxixe e forró, instrumental e cantado. A formação atual conta com Cleber Silveira (acordeon/voz), Lucila Ferrini (flauta), Paulo Serau (violão) e Vagner Oliveira (percussão).

O que:- Nosso Clube 4
Quando:- Dia 18 de Julho (quarta)
Horário:-  às 20h. (no Galpão)
Onde:- SESC Ipiranga
End:- Rua Bom Pastor 822 (Ipiranga) 
Tel:             (11) 3340-2000       / 2215-8418
Recomendação: maiores de 10 anos
Preço na Bilheteria: Grátis

Gaiteando


O Projeto Gaiteando, que nasceu em junho de 2007 no Centro da Criança e Adolescente Paulo VI (CCA Paulo VI) localizado no bairro de Santa Cecília, tem como objetivo abrir as portas da música através da gaita de boca onde crianças e adolescentes se tornam protagonistas de suas histórias e sonhadores musicais. O grupo é formado por Andrey Ferreira de Almeida, Alexandre Ferreira de Almeida, Daniel Pereira Pego Rodrigues, Gabriel Eleutério Dos Santos Feo, Reginaldo José Silva, Renato José Silva e Fernando Moraes, todos alunos do professor Fabiano Leal.

O que:- Gaiteando
Quando:- Dia 15 de Julho (domingo)
Horário:- às 11h
Onde:- Centro de Preservação Cultural (CPC-USP) - Casa de Dona Yayá (40 lugares)
End:- Rua Major Diogo, 353 (Bela Vista) 
Tel:             (11) 3106-3562      
Acessibilidade somente na área externa da casa. Não há área para fumantes. Não aceita reservas. Estacionamento não conveniado próximo ao local.
Preço na Bilheteria: Grátis

Projeto Guri – Naná Vasconcelos


Naná Vasconcelos é o convidada para celebrar a cultura negra. No repertório, canções do álbum "Canto dos Escravos".

O que:- Projeto Guri
Quem:- Naná Vasconcelos
Quando:- Dia 13 de Julho (sexta)
Horário:- às 21h
Onde:- Auditório Ibirapuera
End:- Avenida Pedro Álvares Cabral, s/nº (Ibirapuera) 
Tel:             (11) 5908-4299      
Informações e ingressos:             (11) 3629-1075      
Preço na Bilheteria: R$ 20,00

Assista vídeo:-

Maíra Freitas


Apresentação de Maíra de Freitas, filha do compositor e sambista Martinho da Vila. Pianista de formação, a jovem promessa da MPB busca a complexa união do samba com a música clássica.

Pianista, cantora e arranjadora formada pela Escola de Música da UFRJ. Possui uma carreira extensa como pianista erudita e ultimamente está se aventurando pela música popular. Filha de Martinho da Vila, estreou como cantora e pianista no disco "Poetas da Cidade" do pai e agora está lançando seu primeiro disco solo como cantora e pianista pela gravadora Biscoito Fino. Paralelamente faz shows com sua irmã Mart'nália e com seu pai. http://www.mairafreitas.com.br

O que:- Maira Freitas
Quando:- Dia 10 de Julho (terça)
Horário:-  às 22h
Onde:- Bourbon Street Music Club
End:- Rua dos Chanés, 127 (Moema) 
Tel:             (11) 5095-6100      
Preço na Bilheteria: R$ 40,00
Programação sujeita a alterações.

Assista vídeo:-

Banda Mantiqueira


Criada em 1991 pelo clarinetista Nailor Proveta, a banda Mantiqueira é especializada em arranjos de música popular para a formação de big band. Explorando a diversidade da música brasileira, no repertório desta apresentação constam obras de nomes como Tom Jobim, Pixinguinha, Noel Rosa, Cartola e Moacir Santos.

O que:- Banda Mantiqueira
Quando:- Dia 9 de Julho (segunda)
Horário:- às 18h.
Onde:- SESC Vila Mariana (608 lugares)
End:- Rua Pelotas, 141 (Vila Mariana) 
Tel:             (11) 5080-3000      
Recomendação: 12 anos
Preço na Bilheteria: de R$ 6,00 a R$ 24,00

Assista vídeo:

Trio Chororó


O trio oferece um passeio pela história do choro a partir de Joaquim Callado, Ernesto Nazareth e Chiquinha Gonzaga, passando pelos nomes mais populares da história: Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Waldir Azevedo e Altamiro Carrilho. Percorre os chorões que fizeram história com seu instrumento, a clarineta, e suas composições: Abel Ferreira, Severino Araújo, K-Ximbinho e Luís Americano, até chegar aos que fazem história hoje: Isaías Bueno de Almeida, Heraldo do Monte, Proveta e Sivuca. A formação do trio é: Angélica Antunes (clarineta), Osvaldo Bigaram (violão) e Vinícius Barros (percussão).

O que:- Trio Chororó
Quando:- Dia 8 de Julho (domingo)
Horário:- às 17h
Onde:- SESC Santo Amaro
End:- Rua Amador Bueno, 505 (Santo Amaro) 
Tel:             (11) 5541-4000      
Recomendação: livre
Preço na Bilheteria: Grátis

Vanessa Moreno


A cantora apresenta músicas autorais e composições de Gilberto Gil, Chico Buarque e Noel Rosa, passando por ritmos como o samba e a MPB. Com Vanessa Moreno (voz), baixo, piano, guitarra e bateria.

O que:- Vanessa Moreno
Quando:- Dia 7 de Julho (sábado)
Horário:- às 13h30 (Praça de Eventos)
Onde:- SESC Vila Mariana (608 lugares)
End:- Rua Pelotas, 141 (Vila Mariana) 
Tel:             (11) 5080-3000      
Preço na Bilheteria: Grátis

Assista vídeo:

Neguinho da Beija Flor


Apresentação de Luiz Antônio Feliciano Marcondes, conhecido simplesmente como "Neguinho da Beija-Flor", por ser, desde 1976, o interprete oficial da escola de samba carioca Beija-Flor. Para este show ele terá a companhia do Dj Tadeu, Dayse do Banjo e da Banda Traço de União.

O que:- Neguinho da Beija Flor
Quando:- Dia 6 de Julho (sexta)
Horário:- às 22h
Onde:- Traço da União
End:- Rua Cláudio Soares, 73 (Pinheiros) 
Tel:             (11) 3031-8065      ; 3816 7693
Preço na Bilheteria: R$ 20,00 (Mulher) / R$ 40,00 (Homem)

Assista vídeo:-


Mario Sérgio, Fundo de Quintal


Mario Sérgio, ex vocalista da banda Fundo de Quintal, apresenta suas grandes composições ao lado das bandas Batuqueiros da 27 e Samba Pagode e Cia.

O que:- Mario Sérgio
Quando:- Dia 5 de Julho (quinta)
Horário:- às 22h
Onde:- Terra Country
End:- Rua Domingos Tarroso, 38 (Interlagos) 
Tel:             (11) 5661-8886      
Recomendação: 18 anos.
Preço na Bilheteria: R$ 10,00 (mulher); R$ 20,00 (homem)

Assista vídeo:

Tia Ciata - "A Mãe do Samba"

"TIA CIATA", MÃE DO SAMBA...

" O samba é o mais belo documento da vida e da alma do povo brasileiro". (Rosane Volpatto-extraído do Texto SAMBA, SABOR DO BRASIL) Um grande abraço ao nosso patrono PAULINHO DA VIOLA. (Veja mais na página História do Samba)
-------x-------

Pelo Fim da Ordem dos Músicos do Brasil !

Abaixo-Assinado Eletrônico pelo direito ao livre exercício da profissão de músico:

Participe você também, leia matérias neste blog.

Para assinar eletrônicamente:

http://www.carlosgiannazi.com.br/fale_conosco/abaixo-assinado-omb.htm

Paulinho da Viola- Entrevistado pelo programa Memória do Rádio

PAULINHO DA VIOLA - O Nosso Patrono

O Verso "Quando penso no futuro não esqueço meu passado" é creditado por Paulinho da Viola, em "Meu tempo é hoje", como sintese de sua obra, de sua vida. Recolhido de sua "Dança da Solidão"(72). (Pedro Alexandre Sanches - Folh aOn Line - 11/04/2003)

"Eu não costumo brigar com o tempo" afirma Paulinho da Viola (em 09/12/2004 - Folha On line)

"A música de Paulinho da Viola representa um universo particular dentro da cultura brasileira. Experimentá-la é reconhecer que a identidade cultural brasileira não é única, há sempre algo mais." (extraído do site de Paulinho da Viola)

A Obra de Paulinho da Viola já foi tema de livros, trabalhos acadêmicos, gravações e documentário. Em fase de finalizações, se encontra um Documentário realizado pela VideoFilmes com direção de Isabel Jaguaribe e roteiro de Zuenir Ventura. (Confira mais na página - PAULINHO DA VIOLA - Vídeos e muito mais)

-------x-------

AGENDA CULTURAL DA PERIFERIA

A Ação Educativa é uma organização não governamental sem fins lucrativos que desenvolve a apóia projetos voltados para a educação e juventude, por meio de pesquisas, formação, assessoria e produção de informações. Mantém em sua sede o espaço de Cultura e Mobilização Social, aberto ao público, que promove regularmente atividades de formação, intercâmbio e difusão cultural. Vale a pena acessar : http://www.acaoeducativa.org.br/

Confira As Comunidades de SAMBA divulgadas.
-------x-------

Samba do Sino comemora primeiro ano na noite de 15/12/2009 com história do samba

O Movimento Cultural Samba do Sino comemerou 01 ano de vida no último dia 15/12/2009, e presenteia os moradores da cidade com histórias que contam a evolução do samba no Brasil. A proposta nasceu com a idéia de resgatar esse pedaço da cultura popular. (Vanessa Coelho - Guarulhos Web 15/12/2009)