Samba do Sino

A Roda surge da necessidade em manter acesa a chama da Cultura Popular Brasileira, trazendo a tona histórias que são cantadas através de sambas tradicionais de todo o território nacional, da velha guarda aos novos compositores, pois o Samba Presente Não Esquece o Passado, deixando prevalecer o sotaque do samba paulista, do rural ao urbano. O Sino surge devido à dificuldade em encerrar o Samba às 22h, pois é realizado em bairro residencial. Surge a idéia de se utilizar um sino para indicar o final do samba. Ai começaram a dizer: –“Vamos naquele samba, aquele que o cara toca o Sino...” Assim acaba-se adotando o nome Samba do Sino. Houve a aceitação e respeito geral e assim se conveniou tocar o Sino para começar e para terminar o Samba.

quinta-feira, 27 de junho de 2013

Samba do Sino no show "Samba Presente Não Esquece o Passado"

O Samba do Sino proporciona ao público a possibilidade de contemplar artistas de épocas tão distintas e separadas pela linha do tempo, mas que se completam através da linguagem cultural e suas questões sociais, em seus cotidianos e nuances históricos relatados relatados em suas composições. O grupo apresenta no Intervalo Cultural, evento com apoio cultural da Secretaria de Cultura de Guarulhos - no Teatro Neslson Rodrigues, o Show "Samba Presente Não esquece o Passado", interpretando sambas de Paulinho da Viola, Eduardo Gudin, Monarco, Caetano Veloso, Paulo Cesar Pinheiro, Dona Ivone Lara, Délcio Carvalho, Edu Krieger, Arlindo Cruz, Antonio Almeida e novos compositores como Clementino Poeta, Gesse Fróes e Dulce Monteiro. Também homenageia Inazir Santiago (Gaguinho da Mocidade) baluarte da Escola de Samba Mocidade Alegre - Morada do Samba.

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Ame, Paulinho da Viola e Elton Medeiros - Samba do Sino ao Vivo no show "Samba Presente Não Esquece o Passado"

Samba do Sino
show "Samba Presente Não Esquece o Passado"
Intervalo Cultural
Secretaria de Cultura de Guarulhos

O Samba do Sino proporciona ao público a possibilidade de contemplar artistas de épocas tão distintas e separadas pela linha do tempo, mas que se completam através da linguagem cultural e suas questões sociais, em seus cotidianos e nuances históricos relatados relatados em suas composições. O grupo apresenta no Intervalo Cultural, evento com apoio cultural da Secretaria de Cultura de Guarulhos, o Show "Samba Presente Não esquece o Passado", interpretando sambas de Paulinho da Viola, Eduardo Gudin, Monarco, Caetano Veloso, Paulo Cesar Pinheiro, Dona Ivone Lara, Délcio Carvalho, Edu Krieger, Arlindo Cruz, Antonio Almeida e novos compositores como Clementino Poeta, Gesse Fróes e Dulce Monteiro. Também homenageia Inazir Santiago (Gaguinho da Mocidade) baluarte da Escola de Samba Mocidade Alegre - Morada do Samba.



Acreditar D Ivone Lara e Delcio Carvalho, Samba do Sino no show "Samba Presente Não Esquece o Passado"

Acreditar - D Ivone Lara e Delcio Carvalho
Show "Samba Presente Não Esquece o Passado"
Intervalo Cultural - Secretaria de Cultura de Guarulhos - 02/05/2013
Teatro Nelson Rodrigues

O Samba do Sino proporciona ao público a possibilidade de contemplar artistas de épocas tão distintas e separadas pela linha do tempo, mas que se completam através da linguagem cultural e suas questões sociais, em seus cotidianos e nuances históricos relatados relatados em suas composições. O grupo apresenta no Intervalo Cultural, evento com apoio cultural da Secretaria de Cultura de Guarulhos, o Show "Samba Presente Não esquece o Passado", interpretando sambas de Paulinho da Viola, Eduardo Gudin, Monarco, Caetano Veloso, Paulo Cesar Pinheiro, Dona Ivone Lara, Délcio Carvalho, Edu Krieger, Arlindo Cruz, Antonio Almeida e novos compositores como Clementino Poeta, Gesse Fróes e Dulce Monteiro. Também homenageia Inazir Santiago (Gaguinho da Mocidade) baluarte da Escola de Samba Mocidade Alegre - Morada do Samba.



segunda-feira, 24 de junho de 2013

Samba do Sino dia 25/06/2013 20h no GALPÃO


O que:- Samba do Sino
Quando:- 25/06/2013
Horário:- 20h
Onde:- GALPÃO
End:- Rua Jacob, 223 – Jd Tranquilidade – Guarulhos – SP
ENTRADA FRANCA


MURAL DO SAMBA:- Em homenagem as Mobilizações Civilizadas hoje o Mural do Samba é em homenagem ao POVO BRASILEIRO.

Avante Povo Brasileiro


Terra a Vista seu Cabral. Foi mais ou menos assim. De lá para cá o povo brasileiro tem trilhado um caminho de entendimento cultural que somente a ele é concedido, dada a grande miscigenação ocorrida para a formação de nossa nação. Tantos foram os nossos heróis. Zumbi. Calabar. Tiradentes. Dona Dica. Chico Mendes. Com certeza há muito mais, mais seria pouco papel para tantos, pois nossos heróis também são anônimos, como todos os manifestantes que reivindicam de forma ordeira, melhores condições sociais e de vida em nosso país.

O que não se pode conceber neste momento, e em nenhum outro, é verdade, seria, como se diz na gíria popular, “Cobrir um Santo e Descobrir Outro”. Quando elegemos um político, entendemos que o eleito ao cargo Executivo irá indicar as prioridades de seu governo, de acordo com o anseio da população, governando para que tudo seja realizado, ou pelo menos alguma coisa perto dos 100%. Cabe ao eleito ao legislativo, legislar, não em causa própria, mas sim de acordo com o anseio popular, pois também foi por este eleito. Ao judiciário cabe proceder a justiça, sem permitir que haja Indulgência, a substituição de um pecado pelo pagamento financeiro, adapta-se aqui o necessário.

Espera-se que todo o conjunto governe de forma ordeira, racional e de maneira honrada trabalhando para o crescimento e enriquecimento do povo, pois ao contrário o POVO não pode clamar pela Polícia para colocar ordem nesta esfera. Encontram-se ai as nesses tópicos, as necessidades básicas e higiênicas para uma vida digna. O povo não quer viver de doação e bolsa de ajuda quer ter o direito de trabalhar em um emprego digno e receber por este trabalho, e poder pagar pela sua moradia. Não quer se preocupar com a Saúde, pois entende que se houver alguma doença em sua família será prontamente atendido, com médicos também bem remunerados, em hospitais com instalações adequadas e medicamentos disponíveis.

Seus filhos atendidos em uma escola com professores motivados e respeitados, capazes de orientar para uma vida acadêmica, em escolas e universidades públicas sem necessidade de quotas, pois todos devem ter a mesma condição de igualdade. E por ai seguindo.

Agora, após as reivindicações vitoriosas que obrigaram o poder público recuar, já se começa a ouvir que haverá novos impostos para poder cobrir estas diferenças. Parece que estes políticos não estão entendendo nada. É uma pena, pois o Vento, a Água, a Terra e o POVO uma vez que manifesto ninguém segura.

Fica bem claro que no exercício de nosso direito nas urnas, esperamos que os eleitos cumpram seu dever com os recursos existentes, pois se for para criar novos recursos através da oneração do povo com impostos, não há necessidade de elegermos os senhores políticos, pois com recurso financeiro qualquer um faz, ou então desvia é verdade.

Seria muito bom que em toda empresa para a qual fosse contratado houvesse recursos disponíveis e ilimitados, com certeza seria muito fácil cumprir minhas metas. Mas volto a repetir, se os senhores não sabem administrar os recursos financeiros disponíveis peçam licença e deixem aqueles que sabem realizar fazer o serviço. Voltem para suas praias, hotéis, mansões, impérios industriais e financeiros, pois desta forma não precisamos de vocês.


AVANTE BRASIL.

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Espaço Literário na biblioteca Monteiro Lobato

O que:- Espaço Literário
Quando:- 27/Junho - quinta
Horário:- 15h
Onde:- Biblioteca Monteiro Lobato
End:- Rua João Gonçalves, 439 – Centro - Guarulhos/SP
Coordenação: Ibrahim Khouri (membro da Academia Guarulhense de Letras).
Entrada franca.

Encontro destinado a reunir pessoas para expressar ou manifestar artisticamente textos ao público, discutir literatura e conhecer um pouco mais da história da cidade e de seus escritores. Neste mês serão homenageados os poetas Ednaldo Couto e Vinicius de Morais. Venha participar desse sarau e traga suas poesias!

Ação Cultural | Biblioteca Monteiro Lobato
Secretaria de Cultura | Guarulhos

Tel.: (11) 2087-6908/ 2087-6900

Assista vídeo de Vinicius de Moraes:-

Samba do Sino dia 18/06/2013 20h no GALPÃO

O que:- Samba do Sino
Quando:- 18/06/2013
Horário:- 20h
Onde:- Galpão Giramundo
End:- Rua Jacob, 223 – Jd Tranqüilidade – Guarulhos – SP
Entrada Franca

FLY – Em nosso Fly sempre homenageamos um sambista no “Mural do Samba”. Nesta ocasião o homenageado é Chico Buarque.

Assista a Integra do Primeiro Programa SAMBA ACADÊMICO transmitido pela rádio web música livre em nosso blog www.sambadosino.blogspot.com

Chico Buarque, Francisco Buarque de Hollanda


Francisco Buarque de Hollanda, mais conhecido por Chico Buarque ou Chico Buarque de Hollanda, (Rio de Janeiro, 19 de junho de 1944) é um músico, dramaturgo e escritor brasileiro. É conhecido por ser um dos maiores nomes da MPB. Sua discografia conta com aproximadamente oitenta discos, entre eles discos-solo, em parceira com outros músicos e compactos.

Filho do historiador Sérgio Buarque de Holanda, iniciou sua carreira como escritor em 1962, quando escreveu seu primeiro conto aos 18 anos, ganhando destaque como cantor a partir de 1966, quando lançou seu primeiro álbum, Chico Buarque de Hollanda, e venceu o Festival de Música Popular Brasileira com a música A Banda. Socialista declarado autoexilou-se na Itália em 1969, devido à crescente repressão da regime militar do Brasil nos chamados "anos de chumbo", tornando-se, ao retornar, em 1970, um dos artistas mais ativos na crítica política e na luta pela democratização no país. Na carreira literária, foi vencedor de três Prêmios Jabuti: o de melhor romance em 1992 com Estorvo e o de Livro do Ano, tanto pelo livro Budapeste, lançado em 2004, como por Leite Derramado, em 2010.

Foi casado por 33 anos (de 1966 a 1999) com a atriz Marieta Severo, com quem teve três filhas, Sílvia Buarque, Helena e Luísa. Chico é irmão das cantoras Miúcha, Ana de Hollanda e Cristina. Ao contrário da crença popular, Aurélio Buarque era apenas um primo distante do pai de Chico.

Em 2 de dezembro de 2012, foi confirmado por Miguel Faria, um documentário, do qual apresentará um show de Chico, organizado para a produção, mesclado com depoimentos dele e de outros nomes da música nacional, além de encenações com personagens das canções mais famosas do artista.

Festivais de MPB na década de 1960

No festival de 1967 faria sucesso também com Roda Viva, interpretada por ele e pelo grupo MPB-4 — amigos e intérpretes de muitas de suas canções. Em 1968, voltou a vencer outro Festival, o III Festival Internacional da Canção da TV Globo. Como compositor, em parceira com Tom Jobim, com a canção Sabiá. Mas desta vez a vitória foi contestada pelo público, que preferiu a canção que ficou em segundo lugar: Pra não dizer que não falei de flores, de Geraldo Vandré.

A participação no Festival, com A Banda, marcou a primeira aparição pública de grande repercussão apresentando um estilo amparado no movimento musical urbano carioca da Bossa nova, surgido em 1957. Ao longo da carreira, o samba e a MPB também seriam estilos amplamente explorados.

Parceiros

Desde muito jovem, Chico conquistou reconhecimento de crítica e público tão logo os primeiros trabalhos foram apresentados. Ao longo da carreira foi parceiro como compositor e intérprete de vários dos maiores artistas da MPB como Tom Jobim, Vinícius de Moraes, Toquinho, Milton Nascimento e Caetano Veloso. Os parceiros mais constantes são Francis Hime e Edu Lobo. Fonte Wikipédia

Assista vídeo "Bom Tempo" (de Chico Buarque) 2º Lugar 1ª Bienal do Samba 1968:-

terça-feira, 11 de junho de 2013

SAMBA ACADÊMICO Programa na rádio web dia 16/06/13 22h

O que:- Samba Acadêmico - Programa Rádio web
Quando:- 16/06/2013
Horário:- 22h
End:- www.musicalivre.radio.br
Quem:- Carlos J Fernandes


Primeiro Programa 16/06 Domingo 22h. Curiosidades sobre o Samba no bloco Fique Sabendo e no Fora da Mídia os Encontros de Comunidades de Samba e divulgação do trabalho dos Sambistas da terra da garoa. 

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Samba do Sino dia 11/06/2013 as 20h no GALPÃO

O que:- Samba do Sino
Quando:- 11/06/2013
Horário:- 20h
Onde:- Galpão Giramundo
End:- Rua Jacob, 223 – Jd Tranqüilidade – Guarulhos – SP
Entrada Franca

MURAL DO SAMBA:- Em nosso Fly sempre homenageamos uma personalidade ligada ao Samba. Neste Fly a homenagem é a João Gilberto.

SAMBA ACADÊMICO - PRIMEIRO PROGRAMA – 16/06/2013 22h
Acesse:- www.webradiomusicalivre.com.br 



Neste domingo dia 16/06/2013 22 h acesse a Rádio Musica Livre na web e escute o programa SAMBA ACADÊMICO com Carlos J Fernandes. Uma programação voltada para o Samba, curiosidades no FIQUE SABENDO e o FORA da MÍDIA com dicas de eventos e encontros do Samba Paulista e também a divulgação do Trabalho de Sambistas da terra da garoa

João Gilberto, Lenda viva da Música Brasileira.

João Gilberto Prado Pereira de Oliveira (Juazeiro, Bahia, 10 de junho de 1931), conhecido como João Gilberto, é um cantor, violonista e compositor brasileiro.

Tido como o pioneiro criador da bossa nova, é considerado um gênio e uma lenda viva da música popular brasileira. Desde o lançamento do compacto que continha Chega de Saudade e Bim Bom, munido apenas da voz e do violão, começou uma revolução na música brasileira e na música mundial, não só pela famosa "batida da bossa nova". Dono de uma sonoridade original e moderna até hoje, João Gilberto foi o artista que levou a música popular brasileira ao mundo, principalmente para os Estados Unidos, Europa e Japão. Tido como um dos maiores influentes do jazz americano no século XX, ganhou prêmios importantes nos Estados Unidos e na Europa, como o Grammy, em meio a beatlemania. Seus shows, quando anunciados, têm os ingressos esgotados nas primeiras horas de venda.

É um dos poucos artistas no mundo que podem gravar o que quer, quando quer , além de ser admirado por grandes nomes da música brasileira e mundial, como Caetano Veloso, Miles Davis, Eric Clapton. Tratado como um revolucionário na música, sua inovação estética é, ao mesmo tempo, uma continuidade da linha evolutiva da música popular brasileira, fiel à tradição do samba.

Desde pequeno, João já mostrava que possuía um ouvido privilegiado. Aos sete anos, percebeu um erro na execução da organista da igreja em meio às dezenas de vozes do coro.

Assista vídeo:- 

quarta-feira, 5 de junho de 2013

Sarau do Sino dia 08/06/2013 19h Convidada Aurea Fontes

O que:- Sarau do Sino
Quando:- 08/06/2013
Horário:- das 19h às 21h
Convidada:- Aurea Fontes
Patrono deste Sarau:- Ivan Lessa
Onde:- GALPÃO Giramundo
End:- Rua Jacob, 223 – Jardim Tranquilidade – Guarulhos – SP
ENTRADA FRANCA

Dia 08/06/2013 iremos realizar o Terceiro Sarau do Sino. Desta feita o Patrono escolhido é Ivan Lessa. Como Convidado teremos a cantora Aurea Fontes.

O Sarau é aberto para participação de todos, é só chegar e realizar sua inscrição na hora. Vale qualquer linguagem cultural:


Poesia - Dança - teatro - Circo - Música - Contação de História  - Artes Plásticas - etc.

Ivan Lessa


 Ivan Pinheiro Themudo Lessa (São Paulo, 9 de maio de 1935 — Londres, 8 de junho de 2012) foi um jornalista e escritor brasileiro.

 Filho do escritor Orígenes Lessa e da jornalista e cronista Elsie Lessa. Era neto do pastor presbiteriano Vicente Temudo Lessa e bisneto do escritor e gramático Júlio César Ribeiro Vaugham, autor, entre outros, do romance naturalista A Carne e também criador da bandeira do estado de São Paulo. Ivan foi editor e um dos principais colaboradores do jornal O Pasquim, onde assinava as seções Gip-Gip-Nheco-Nheco, "Fotonovelas" e Os Diários de Londres, escritos em "parceria" com seu heterônimo Edélsio Tavares. Lessa publicou três livros: Garotos da Fuzarca (contos, 1986), Ivan Vê o Mundo (crônicas, 1999) e O Luar e a Rainha (crônicas, 2005).. Ivan Lessa morava em Londres desde janeiro de 1978 e escrevia crônicas três vezes por semana para a BBC Brasil.

Ivan Lessa criou junto com o cartunista Jaguar o ratinho Sig (de Sigmund Freud), baseada na anedota corrente da época na qual se dizia que se "Deus criou o Sexo, Freud criara a sacanagem". O ratinho se tornou símbolo de O Pasquim, aparecendo também nas capas da coleção "As anedotas do Pasquim", publicada nos anos 70 pela Editora Codecri.

Ivan Lessa também escreveu em 2003, a apresentação para o livro A sangue frio (1965), de Truman Capote, que em nova edição no ano de 2009, integrou a Coleção jornalismo literário, junto de outros livros renomados, como Berlim de Joseph Roth e Hiroshima, de John Hersey. Fonte Wikipédia


Tia Ciata - "A Mãe do Samba"

"TIA CIATA", MÃE DO SAMBA...

" O samba é o mais belo documento da vida e da alma do povo brasileiro". (Rosane Volpatto-extraído do Texto SAMBA, SABOR DO BRASIL) Um grande abraço ao nosso patrono PAULINHO DA VIOLA. (Veja mais na página História do Samba)
-------x-------

Pelo Fim da Ordem dos Músicos do Brasil !

Abaixo-Assinado Eletrônico pelo direito ao livre exercício da profissão de músico:

Participe você também, leia matérias neste blog.

Para assinar eletrônicamente:

http://www.carlosgiannazi.com.br/fale_conosco/abaixo-assinado-omb.htm

Paulinho da Viola- Entrevistado pelo programa Memória do Rádio

PAULINHO DA VIOLA - O Nosso Patrono

O Verso "Quando penso no futuro não esqueço meu passado" é creditado por Paulinho da Viola, em "Meu tempo é hoje", como sintese de sua obra, de sua vida. Recolhido de sua "Dança da Solidão"(72). (Pedro Alexandre Sanches - Folh aOn Line - 11/04/2003)

"Eu não costumo brigar com o tempo" afirma Paulinho da Viola (em 09/12/2004 - Folha On line)

"A música de Paulinho da Viola representa um universo particular dentro da cultura brasileira. Experimentá-la é reconhecer que a identidade cultural brasileira não é única, há sempre algo mais." (extraído do site de Paulinho da Viola)

A Obra de Paulinho da Viola já foi tema de livros, trabalhos acadêmicos, gravações e documentário. Em fase de finalizações, se encontra um Documentário realizado pela VideoFilmes com direção de Isabel Jaguaribe e roteiro de Zuenir Ventura. (Confira mais na página - PAULINHO DA VIOLA - Vídeos e muito mais)

-------x-------

AGENDA CULTURAL DA PERIFERIA

A Ação Educativa é uma organização não governamental sem fins lucrativos que desenvolve a apóia projetos voltados para a educação e juventude, por meio de pesquisas, formação, assessoria e produção de informações. Mantém em sua sede o espaço de Cultura e Mobilização Social, aberto ao público, que promove regularmente atividades de formação, intercâmbio e difusão cultural. Vale a pena acessar : http://www.acaoeducativa.org.br/

Confira As Comunidades de SAMBA divulgadas.
-------x-------

Samba do Sino comemora primeiro ano na noite de 15/12/2009 com história do samba

O Movimento Cultural Samba do Sino comemerou 01 ano de vida no último dia 15/12/2009, e presenteia os moradores da cidade com histórias que contam a evolução do samba no Brasil. A proposta nasceu com a idéia de resgatar esse pedaço da cultura popular. (Vanessa Coelho - Guarulhos Web 15/12/2009)