Samba do Sino

A Roda surge da necessidade em manter acesa a chama da Cultura Popular Brasileira, trazendo a tona histórias que são cantadas através de sambas tradicionais de todo o território nacional, da velha guarda aos novos compositores, pois o Samba Presente Não Esquece o Passado, deixando prevalecer o sotaque do samba paulista, do rural ao urbano. O Sino surge devido à dificuldade em encerrar o Samba às 22h, pois é realizado em bairro residencial. Surge a idéia de se utilizar um sino para indicar o final do samba. Ai começaram a dizer: –“Vamos naquele samba, aquele que o cara toca o Sino...” Assim acaba-se adotando o nome Samba do Sino. Houve a aceitação e respeito geral e assim se conveniou tocar o Sino para começar e para terminar o Samba.

domingo, 30 de setembro de 2018

Tranquila em Festa, Alunos realizam Encontro da Escola Estadual Jardim Tranquilidade


Tranquila em Festa
Encontro da Escola Estadual Jardim Tranquilidade
Por Carlos J Fernandes

No último dia 29 de setembro de 2018 alunos do Jardim Tranquilidade se reuniram no Clube Recreativo. Estivemos TODOS juntos pela última vez há 46 anos, um pouco mais um pouco menos, época que ainda colocávamos nossos aventais brancos que trazia no bolso a logo da Escola Estadual Jardim Tranquilidade, e caminhávamos para a sala de aula, alguns no período Vespertino outros Noturno. Sempre há os encontros aqui e ali, mas todos numa concentração de confraternização e lembranças aconteceram no último sábado do mês de setembro.



Fundação

O Grupo Escolar João Álvares de Siqueira Bueno foi criado por decreto publicado em 29 de junho e instalado em 01 de agosto de 1950. Inicialmente denominado como Grupo Escolar de Gopoúva. Depois também batizado de Colégio Estadual Jardim Tranquilidade. Anos depois foi transferido para um prédio novo – Escola Estadual Fábio Fanucchi.

Jardim Tranquilidade

Alan Kardec. Assim foi batizado originalmente o bairro. Suas ruas trazem um significado inigualável, pelo menos não conheço outro local que tenha tanta história gravada nos nomes de suas ruas, que por si só é uma verdadeira aula. Os nomes das ruas foram emprestados por personagens que marcaram a historia brasileira.
Em 1950 o bairro adquire o nome atual de Jardim Tranquilidade, adotando o nome da Imobiliária que realizou o loteamento.
No gene traz um código Cultural inigualável. Ainda carente de luz elétrica os moradores criam a Associação dos Amigos do Tranquilidade, em seguida em sistema de mutirão constroem a sede (onde hoje é a Praça Nossa Senhora de Fátima) que passa a ser denominada de GALPÃO. Rapidamente se torna centro de referência para os moradores, com festas, cinema, shows de música, teatro, etc.
No bairro surgiu a primeira Escola de Samba de Guarulhos, a Dois Rubis. O primeiro time profissional da cidade FLAMENGO.

Corpo Docente

A vocação por certeza já existia, porem havia necessidade do encaminhamento, do aprendizado e do exemplo. Mais uma vez fomos iluminados, foi disponibilizado um material humano de alta patente que nos empurrou ladeira acima e depois nos soltou ladeira abaixo, porque sabiam que não iriamos mais cair. Nossos professores, mestres que souberam nos fazer trilhar um caminho prospero do saber e do conhecimento.
E assim foram formados médicos, dentistas, engenheiros, arquitetos, músicos, atores, escritores, compositores, professores, diretores de escola, etc.
Para nosso deleite estavam presentes neste encontro Professores: Izabel, Brites, Galvão e por vídeo conferência Flávio. Ficaram até o final do encontro, sinal que aprovaram o trabalho realizado.



Alunada

Emoção, lembranças alegres e tristes, assim como é a vida. Lembramos de nossos amigos que já partiram e se encontram junto ao Grande Arquiteto. Lembramos de nossos amigos que não puderam estar presentes neste encontro. Lembramos de nossos amigos que ainda temos que convidar para um próximo Encontro. Lembramos daqueles que nossa memória demorou um pouco a nos ajudar recordar. Afinal são mais de 45 anos, quem sobrevive a tudo isso. Respondo: NÓS. É possível conhecer pessoas de nosso campo de convivência de quase meio século (caraca é muito tempo), SIM foi possível conhecer e no momento seguinte era como se não existisse esse lapso de tempo, será que somos ATEMPORAL.

Lembramos de várias histórias, cada rodinha, cada grupinho, cada mesa se divertia e rememorava.





Uma Homenagem

Num determinado momento a Nicinha aparece com uma bexiga em forma de coração com o nome do Igino escrito. Todos fizeram questão de pousar com a tal bexiga para uma foto em homenagem ao Igino que teve que passar por uma cirurgia urgente na quinta feira que antecedeu o Encontro. Mas já se encontra em sua casa em franca recuperação. Força Igino.



Administradores

Aos administradores Wilson e Nicinha e a todo equipe que esteve junto para que tudo ocorresse da melhor forma, nosso muito obrigado.

Foi muito bom. Que Venham Outros Encontros. Tranquila Continua em Festa. Até o próximo.


CONFIRA OS PROFESSORES E A ALUNADA QUE CONFIRMOU PRESENÇA:

Prof. FLÁVIO(Física) – Prof. GALVÃO(Biologia) – Profª Izabel(Português) – Prof. FERNANDO


ALCYR Boletta - AMADOR Gilberto Cassiano - ANTONIO RAIMUNDO Bezerra - ARI Aristides de Souza - CARLINHOS José Fernandes Neto - CARLOS Alberto Fernandes - CECÍLIA Mouro - CLAIR Carvalho - DENISE Boletta - EDSON Carvalho - EDSON Fragnan - ELAINE Lacerda - ELISA Faria - ELISA Schernik - ELIZABETH Andreus - ELIZABETH de Moura - ERVELI Schernik de Souza - EUINICE Bezerra Vieira - EZIQUIEL Brandão - GISELDA Oliveira - IGINO Belfiore - IZAURA Baggio - JAIM,E Pereira Guerra - JAIME Rebelo - JANICE Marques da Silva - JARDEL Faria - JORGE Luiz - ZÉ CARLOS Patrício - José Roberto FONSECA - LUIZ Bezerra - Luiz Carlos ROCHINHA - LUZIA Valério - MAGALI Gomes - MARA Regina Gonçalves - MÁRCIA de Camargo - MÁRCIA de Camargo - MÁRCIA Coutinho de Brito - MÁRCIA Cunha - MÁRCIO Baggio - MARGARETH Pummer - CIDINHA de Oliveira - MARIA LUIZA S Nunes - MARLENE Angelo - MARCOS Innocencio - MIRIAM Santos - NICINHA Eunice S S Santos -  ODAIR Valério - PEDRO Gioia - REGINALDO Baggio - ROSANA Sant’ana - ROSE Garcia (Fernandes) - ROSE Camacho - ROSELI Enedina da Silva - ROSELI Palitos - ROSELY Camargo - SALETE Vitiello - SÍLVIA Galhardo - SÍLVIO Guarde - SOLANGE Fernandes - SONIA Aulicino - SONIA Marcia Faria Prilip - SONIA Smith - VÂNIA Montanhani - WASHINGTON Fernandes - WILSON José de Araújo.

Para ver todas as fotos do evento acesse:


segunda-feira, 10 de setembro de 2018

Samba do Sino Destaque SAMBA Premiação Arte em Movimento 2018 Rádio Black Sampa

No dia 09 de setembro de 2018 o Samba do Sino foi premiado como Destaque do Samba pelo Prêmio Arte em Movimento Rádio Black Sampa no Teatro Padre em Guarulhos.



quinta-feira, 16 de agosto de 2018

sábado, 4 de agosto de 2018

Eliminatórias Mocidade Alegre SAMBA 8 Compositores Luis R Grillo e Carlos J Fernandes




Mocidade Alegre
Eliminatórias de Sambas Carnaval 2019

Samba 8

Compositores: Luís R Grillo e Carlos J Fernandes

Vi a lenda do amor nas asas da imaginação
A paixão proibida da doce Jaci e Guaracy
Tupã salva o paraíso da eterna escuridão
Os dois são lançados no céu pelo criador
A Lua brilhando na noite o Sol luz do dia
Lágrimas escorreram sem parar
Nasce o Amazonas nessas águas do amor
Bravos Manaós guerreiros vão nos salvar
No divino rio a dança dos peixes vai reluzir
Yara mãe d’água, seu canto vai seduzir

*Bis*
Bate Tambor. Reza Pajé. Faz Ritual
Roda na dança. Vibra em alto astral
Ariê-hei, auê a grande festa tribal
Ariê-hei, auê Pajé derrota todo mal

A vida se move na correnteza do rio
Os raios do Sol iluminam o santuário
Irradiando vigor no relicário de magia
Com a alma curada com muita energia
Rema pescador na canoa da esperança
Segue pelas águas com fé e confiança
Caboclo ribeirinho devoto pede segurança
Reza o terço agradece a fartura do pão
Na romaria das águas faz sua oração
Salve São Pedro padroeiro da navegação

*Bis*
É Ouro Sol. É Prata Lua. Verde colossal
No arrebol o Astro Rei em cena magistral REFRÃO
Mocidade fez sua Morada com amor e Fé
Ariê-hei, auê, Amazonas. Ayakamaé

Compartilhe incluindo #SAMBA8MocidadeAlegre. Não esqueça de CURTIR na página do Facebook. Valeuuu.

Acesse pelo link abaixo

sábado, 28 de julho de 2018

Samba do Sino no Palco Culturando, Festa de Peão de Boiadeiro Barretos 25-08-2018



O Samba do Sino estará representando a cidade de Guarulhos no Palco Culturando, na Festa de Peão de Boiadeiro de Barretos no dia 25-08-2018 as 21h40, último sábado do Evento deste ano.

O grupo surgiu na cidade de Guarulhos em 2008 com o objetivo de contar e cantar as histórias do samba brasileiro, em especial o Samba de São Paulo, o Samba mais caipira do Brasil. O Sino surge da necessidade em terminar o samba as 22horas. “Então começamos a tocar o sino, na realidade era um badalo de boi, para acabar a roda de samba que acontecia todas terças feiras num barzinho da Rua Cabo Antônio no Jardim Tranquilidade. Os frequentadores começaram a chamar a roda de “Samba do Sino”, e então conveniou-se a tocar o Sino para começar e para terminar” conta Carlos J Fernandes Neto – fundador do grupo de sineiros. Para homenagear o seu patrono, Paulinho da Viola, a primeira música a ser executada é sempre do poeta carioca.

Palco Culturando

O Espaço Culturando é uma intervenção da AGCIP – Associação de Gestão Cultural no Interior Paulista “Prof. Gilberto Morgado” na Festa de Peão de Barretos, em parceria com a Associação “Os Independentes”, de Barretos, e cidades associadas.

Dentro do contexto de um megaevento que atrai variados públicos, a iniciativa absorve a diversidade de gostos e tendências que a festa reúne.

A proposta é oferecer ao artista espaço e oportunidade. Hoje, é raro no interior paulista encontrar locais que ofereçam condições do artista mostrar seu saber e seu fazer. O Palco Culturando mostrará aos milhões presentes – e mesmo às autoridades dos governos estadual e federal – o trabalho realizado por Os Independentes em relação à Cultura, passando inevitavelmente pelo Espaço Cultural da AGCIP, no recinto da Festa de Barretos e ver que o evento promove o intercâmbio entre gestores culturais, artistas e comunidades dos mais variados segmentos, criando novas oportunidades de produção artística do Interior Paulista para as mais variadas “tribos” e regiões brasileiras e do Exterior.

domingo, 3 de junho de 2018

O Samba do Sino teve sua inscrição confirmada no Palco Culturando 2018 – 63ª Festa do Peão de Barretos

O resultado final será divulgado no dia 25 de junho.

Artistas que fizeram inscrição para participar da programação do Palco Culturando da AGCIP – Associação de Gestão Cultural no Interior Paulista “Prof. Gilberto Morgado” – na 63ª Festa do Peão de Barretos pode conferir na lista abaixo se a inscrição foi confirmada. Até a presente data são 88 municípios e 06 estados da federação e a AGCIP ainda lembra que será incluído mais para frente os inscritos no II Festival de Bandas Marciais e Fanfarras, prazo de inscrição para este último ainda será divulgado.

A AGCIP comunica que a inscrição ainda não implica em seleção final. Entre os dias 28 e 31 de maio os inscritos receberão e-mail com o reenvio do regulamento e todos os inscritos deverão confirmar a inscrição até dia 01 de junho de 2018. Somente após a confirmação de inscrição mediante regras do regulamento a Diretoria da AGCIP se reunirá para selecionar os inscritos que confirmarem a inscrição. O Resultado final com a pré programação será publicada no site da AGCIP em 25 de junho de 2018.

O Palco Culturando conta com a parceria da Associação Os Independentes, Grupo Colombo – Açúcar Caravelas, Consórcio Intermunicipal Culturando, Fusão Cultural, Seth Assessoria e Consultoria, cidades e artistas associados.
...
GUARUÁ
Categoria: Grupo
Nome artístico: Reisado Sergipano e Bumba meu Boi de Guaruja
GUARULHOS
Categoria: Grupo
Nome artístico: Samba do Sino
HORTOLÂNDIA
Categoria: Dupla
Nome artístico: CAMILLA E LUDMILLA
...

https://www.agcip.org.br/agcip-publica-inscritos-para-palco-culturando-2018/


segunda-feira, 28 de maio de 2018

Histórias de Nossa Música(12), No Batuque do Samba com Carlos J Fernandes. Ioio(João Nogueira e Paulo C Pinheiro) para Caetano Veoloso.


Em 1979 João Nogueira lançou seu disco Clube do Samba. Um dos sambas chamou a atenção, trata-se de “Iô-Iô” em parceria com Paulo Cesar Pinheiro. Há quem diga que a música tinha endereço certo – Caetano Veloso que andava criticando o Rio de Janeiro. “IoIô” de João Nogueira e Paulo Cesar Pinheiro.


quarta-feira, 16 de maio de 2018

A Melhor Sintonia do Samba, No Batuque do Samba com Carlos J Fernandes pela Rádio Sintonia de Bambas - 18-05-2018 19h


O que:- No Batuque do Samba
Com:- Carlos J Fernandes Neto
Onde:- Rádio Sintonia de Bambas
End:- www.sintoniadebambas.com.br
Quando:- 18-05-2018
Horários:- 19h Sexta - 14h Sábado - 15h Domingo



terça-feira, 15 de maio de 2018

Histórias de Nossa Música(11), No Batuque do Samba com Carlos J Fernandes. A Primeira Música de Carnaval brasileira “Zé Pereira”


A Primeira música de Carnaval brasileira foi um adaptação de Les Pompiers de Nanterre 1869 de Louis César Desormes e adaptação de Francisco Correia Vasques

A primeira música de carnaval só aconteceu em 1869. Trata-se de uma adaptação da música francesa “Le Pompiers de Nanterre” para a qual o ator Francisco Corrêa escreveu a letra. E foi cantada nas ruas criando o “Zé Pereira Carnavalesco”.

Zé Pereira é uma forma de diversão carnavalesca caracterizada por um ou vários foliões tocando bombos e desfilando em parada.


terça-feira, 8 de maio de 2018

A Melhor Sintonia do Samba, No Batuque do Samba com Carlos J Fernandes pela Rádio Sintonia de Bambas - dia 11-05-2018 às 19h.


O que:- No Batuque do Samba
Com:- Carlos J Fernandes Neto
Onde:- Rádio Sintonia de Bambas
End:- www.sintoniadebambas.com.br
Quando:- 11-05-2018
Horário:- Sexta 19h - Sábado 14h - Domingo 15h


domingo, 6 de maio de 2018

Rodas de Samba – Preservação da memória do samba

“O samba paulista migrou do interior do estado para a capital e possui características próprias, muita história e tradição. Com personalidades e localizações diferentes, a Comunidade o Samba da Vela, o Samba na Feira, o Samba do Sino e o Kolombolo Diá Piratininga são analisadas a partir dessa missão...”

terça-feira, 1 de maio de 2018

Samba do Sino no Opereta de POÁ dia 12 de maio 2018 14h


Além do show, o Espaço oferece uma deliciosa feijoada, para arrecadar fundos para a manutenção das atividades da Associação Cultural Opereta.

|Serviço|
Wal Serra em: Roda de Bambas - Show ao vivo com o grupo Samba de Sino
Onde: Espaço Cultural Opereta: Rua Dr. Emílio Ribas, 168 – V. Sopreter – Poá (próx. a Vivo) – Fone 4634-1175
Sábado - 12 de maio de 2018 - 14H
Deliciosa FEIJOADA a partir das 12h.

CONVITES ANTECIPADOS: R$ 30,00
Ingressos: R$ 10,00 (associado paga meia entrada)
Feijoada: R$ 20,00

Sobre Wal Serra:
Formada em Música, a partir de 1995 passou a integrar bandas de baile, como vocalista, além de coros e madrigais, ampliando seu repertório e seu amor pela música. Grande admiradora do samba, desde a adolescência participa de rodas e sambas de terreiro. Tanto nas rodas, quanto nos palcos, inspira-se em Dona Ivone Lara, Roberto Ribeiro, Delcio Carvalho e Clara Nunes na composição do seu repertório.

Sobre o grupo Samba do Sino:
Sua primeira formação acontece em dezembro de 2008, idealizado por Carlos J Fernandes Neto – músico, professor e agente cultural, e apoiado por um grupo de pessoas comprometidas no fomento da Cultura do Samba, suas histórias, seus compositores e interpretes, mantendo acesa a chama da Cultura Popular Brasileira, contando e cantando os sambas de todo o território brasileiro, da Velha Guarda aos Novos Compositores. No ano de 2015 lança seu primeiro CD “Samba do Sino na Garoa” somente com compositores paulistas num enredo que traz desde o primeiro samba de São Paulo gravado até os contemporâneos.




quinta-feira, 26 de abril de 2018

A Melhor Sintonia do Samba, No Batuque do Samba com Carlos J Fernandes. Homenagem Dona Ivone Lara e Dia Nacional do Choro. Dia 27 de abril de 2018.


O que:- No Batuque do Samba
Com:- Carlos J Fernandes
Homenagem:- Dona Ivone Lara e Dia Nacional do Choro
Onde:- Radio Sintonia de Bambas
Quando:- 27-04-2018
Horários:- Sexta 19h  - Sábados 14h  -  Domingos 15h



terça-feira, 17 de abril de 2018

Histórias de Nossa Música (04), No Batuque do Samba com Carlos J Fernandes – As Rosas Não falam – Roberto Carlos não gravou porque...”justamente por achar que as falam...”


O samba “As rosas não falam”, uma das músicas clássicas de Angenor de Oliveira, o Cartola, não ganhou interpretação de Roberto Carlos, como era o sonho do inesquecível compositor e um dos fundadores da escola de samba Mangueira. Roberto Carlos se justificou da seguinte maneira: “Justamente por achar que as rosas falam, não vou gravar a música ainda não. Pode ser que um dia eu venha a gravar. A música é linda. A letra é linda, maravilhosa. Cartola é um grande compositor, inspiradíssimo. Fez coisas lindas. Quem sabe um dia eu gravo uma de suas músicas”.

A composição foi inspirada nas roseiras plantadas no pequeno jardim da casa do casal Cartola e Zica, apelido de Euzébia Silva Nascimento. Fascinada com a grande quantidade de rosas desabrochadas, ela perguntou a Cartola: “Por que nasceram tantas rosas assim?” E ele respondeu: “Não sei, Zica, as rosas não falam”. A frase instigou o compositor e, às vésperas de completar 65 anos, pegou o violão e fez a música. Com a canção concluída, Cartola a ofereceu à mulher, dizendo que “As rosas não falam” era presente de aniversário. Fonte Lenin Novaes




Tia Izete nos deixou para brilhar no céu.


Tia Izete era irmã dos componentes do Bando de Macambira.


Dona Ivone Lara Morre, mais uma Estrela no céu: "... E eu que agora moro nos braços da paz..."

Dona Ivone Lara, sambista, compositora e enfermeira morre aos 97 anos no Rio de Janeiro, vítima de uma parada cardiorrespiratória, nesta segunda-feira dia 16-04-2018. Aos 56, Dona Ivone se aposentou e passou a dedicar-se exclusivamente à carreira artística. Vários intérpretes gravaram suas músicas, como Maria Bethânia, Elba Ramalho, Criolo, Zeca Pagodinho, Mar.

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Histórias de Nossa Música(07)No Batuque do Samba com Carlos J Fernandes Essa Moça tá Diferente(Chico Buarque) e a Tropicália



Em 1967, um artista começava a se tornar a única unanimidade nacional, como definiu à época Millôr Fernandes. O jeito tímido, o ar de genro ideal e os caprichados sambas tradicionais diferenciavam Chico Buarque da turma que pretendia revolucionar a música brasileira: a Tropicália. Por isso, passou a ser tachado de antiquado pelo movimento. Em resposta aos tropicalistas, Chico escreveu um artigo no jornal Última Hora sob o título “Nem toda loucura é genial, nem toda lucidez é velha”. E muitos viram em Essa Moça Tá Diferente o contra-golpe mortal. Na canção, a personagem anseia se modernizar a qualquer custo, desdenha de tudo que pareça velho, mas samba escondida, que é pra ninguém reparar. 


A Melhor Sintonia do Samba, No Batuque do Samba com Carlos J Fernandes pela Rádio Sintonia de Bambas 20-04-2018 19h.


O que:- No Batuque do Samba
Com:- Carlos J Fernandes
Onde:- Rádio Sintonia de Bambas
End:- www.sintoniadebambas.com.br
Quando:- 20-04-2018
Horários:- Sexta 19h - Sábado 14h - Domingo 15h



Tia Ciata - "A Mãe do Samba"

"TIA CIATA", MÃE DO SAMBA...

" O samba é o mais belo documento da vida e da alma do povo brasileiro". (Rosane Volpatto-extraído do Texto SAMBA, SABOR DO BRASIL) Um grande abraço ao nosso patrono PAULINHO DA VIOLA. (Veja mais na página História do Samba)
-------x-------

Pelo Fim da Ordem dos Músicos do Brasil !

Abaixo-Assinado Eletrônico pelo direito ao livre exercício da profissão de músico:

Participe você também, leia matérias neste blog.

Para assinar eletrônicamente:

http://www.carlosgiannazi.com.br/fale_conosco/abaixo-assinado-omb.htm

Paulinho da Viola- Entrevistado pelo programa Memória do Rádio

PAULINHO DA VIOLA - O Nosso Patrono

O Verso "Quando penso no futuro não esqueço meu passado" é creditado por Paulinho da Viola, em "Meu tempo é hoje", como sintese de sua obra, de sua vida. Recolhido de sua "Dança da Solidão"(72). (Pedro Alexandre Sanches - Folh aOn Line - 11/04/2003)

"Eu não costumo brigar com o tempo" afirma Paulinho da Viola (em 09/12/2004 - Folha On line)

"A música de Paulinho da Viola representa um universo particular dentro da cultura brasileira. Experimentá-la é reconhecer que a identidade cultural brasileira não é única, há sempre algo mais." (extraído do site de Paulinho da Viola)

A Obra de Paulinho da Viola já foi tema de livros, trabalhos acadêmicos, gravações e documentário. Em fase de finalizações, se encontra um Documentário realizado pela VideoFilmes com direção de Isabel Jaguaribe e roteiro de Zuenir Ventura. (Confira mais na página - PAULINHO DA VIOLA - Vídeos e muito mais)

-------x-------

AGENDA CULTURAL DA PERIFERIA

A Ação Educativa é uma organização não governamental sem fins lucrativos que desenvolve a apóia projetos voltados para a educação e juventude, por meio de pesquisas, formação, assessoria e produção de informações. Mantém em sua sede o espaço de Cultura e Mobilização Social, aberto ao público, que promove regularmente atividades de formação, intercâmbio e difusão cultural. Vale a pena acessar : http://www.acaoeducativa.org.br/

Confira As Comunidades de SAMBA divulgadas.
-------x-------

Samba do Sino comemora primeiro ano na noite de 15/12/2009 com história do samba

O Movimento Cultural Samba do Sino comemerou 01 ano de vida no último dia 15/12/2009, e presenteia os moradores da cidade com histórias que contam a evolução do samba no Brasil. A proposta nasceu com a idéia de resgatar esse pedaço da cultura popular. (Vanessa Coelho - Guarulhos Web 15/12/2009)