Samba do Sino

A Roda surge da necessidade em manter acesa a chama da Cultura Popular Brasileira, trazendo a tona histórias que são cantadas através de sambas tradicionais de todo o território nacional, da velha guarda aos novos compositores, pois o Samba Presente Não Esquece o Passado, deixando prevalecer o sotaque do samba paulista, do rural ao urbano. O Sino surge devido à dificuldade em encerrar o Samba às 22h, pois é realizado em bairro residencial. Surge a idéia de se utilizar um sino para indicar o final do samba. Ai começaram a dizer: –“Vamos naquele samba, aquele que o cara toca o Sino...” Assim acaba-se adotando o nome Samba do Sino. Houve a aceitação e respeito geral e assim se conveniou tocar o Sino para começar e para terminar o Samba.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Rica & Iowa Trio


Agora quero reviver esse encontro entre samba e jazz.

O cantor, compositor e violonista paulistano Ricardo Coen conheceu três músicos da Johnson County Landmark Big Band, de Iowa (EUA), e os convidou a participarem da gravação de seu primeiro trabalho, “Em Casa”. Pontuado por melodias cuidadosas e improvisações ousadas, o show percorre composições de Rica em português e italiano, intercaladas por releituras de grandes nomes como Ataulfo Alves, Luiz Bonfá, Jamiroquai, Noel Rosa, Edu Lobo, Luiz Gonzaga, Buena Vista, entre outros.

Comecei a cantar, tocar, compor e me apresentar ainda aos 13 anos. Desde 2007, quando vivi em Roma, estive envolvido com o intercâmbio sonoro entre ritmos do Brasil e de outras culturas. Em agosto de 2011, apresentei na Itália meu primeiro trabalho, “Em Casa”, totalmente independente, feito com a participação de três jazzistas norte-americanos.

[I started singing, playing, composing and presenting myself when I was 13. Since 2007, when I lived in Rome, I’ve been involved in exchanging sonorities among brazilian and other cultures rhythms. In august 2011, I presented in Italy my first work, “Em Casa”, totally independent and recorded with the participation of three jazzists from the US].

O compacto inclui “Domingo de Luz”, samba-jazz italiano composto em Sevilha durante um período de imersão na música flamenca, e “Mil Perdões”, releitura naturalista das palavras mordazes do compositor carioca Chico Buarque, que aliás ouviu e autorizou a venda do disco sem ônus.

[The single includes “Domingo de Luz”, an Italian samba-jazz composed in Seville during an immersion period in the Flamenco music, and “Mil Perdões”, a naturalist rereading of pungent words by the carioca composer Chico Buarque, who listened to the album and authorized it’s selling without any charge].

Agora quero reviver esse encontro entre samba e jazz, trazendo os amigos de Iowa pra tocar aqui na minha cidade. A ideia é realizar uma turnê paulistana, em janeiro de 2012, com os mesmos três jovens músicos dos EUA e o percussionista romano que tocou comigo na Itália. Mas não é só isso: durante a estadia deles no Brasil, a gente também quer completar o álbum, gravando em estúdio mais cinco composições minhas.

[Now I want to do a tour, in January 2012, here in São Paulo, with the same three American musicians, plus the Roman percussionist who played with me in Italy. We want to show this mix of samba and jazz in many places here in São Paulo and also record other 5 songs of mine, that are ready to go. By doing so, we will complete the album].

Veja mais:- www.catarse.me

O que:- Rica & Iowa Trio
Quando:- Dia 11 de Janeiro (quarta)
Horário:- às 22h
Onde:- All of Jazz (60 lugares)
End:- Rua João Cachoeira, 1366 (Itaim) 
Tel:             (11) 3849-1345      
Preço na Bilheteria: R$ 15,00

Tia Ciata - "A Mãe do Samba"

"TIA CIATA", MÃE DO SAMBA...

" O samba é o mais belo documento da vida e da alma do povo brasileiro". (Rosane Volpatto-extraído do Texto SAMBA, SABOR DO BRASIL) Um grande abraço ao nosso patrono PAULINHO DA VIOLA. (Veja mais na página História do Samba)
-------x-------

Pelo Fim da Ordem dos Músicos do Brasil !

Abaixo-Assinado Eletrônico pelo direito ao livre exercício da profissão de músico:

Participe você também, leia matérias neste blog.

Para assinar eletrônicamente:

http://www.carlosgiannazi.com.br/fale_conosco/abaixo-assinado-omb.htm

Paulinho da Viola- Entrevistado pelo programa Memória do Rádio

PAULINHO DA VIOLA - O Nosso Patrono

O Verso "Quando penso no futuro não esqueço meu passado" é creditado por Paulinho da Viola, em "Meu tempo é hoje", como sintese de sua obra, de sua vida. Recolhido de sua "Dança da Solidão"(72). (Pedro Alexandre Sanches - Folh aOn Line - 11/04/2003)

"Eu não costumo brigar com o tempo" afirma Paulinho da Viola (em 09/12/2004 - Folha On line)

"A música de Paulinho da Viola representa um universo particular dentro da cultura brasileira. Experimentá-la é reconhecer que a identidade cultural brasileira não é única, há sempre algo mais." (extraído do site de Paulinho da Viola)

A Obra de Paulinho da Viola já foi tema de livros, trabalhos acadêmicos, gravações e documentário. Em fase de finalizações, se encontra um Documentário realizado pela VideoFilmes com direção de Isabel Jaguaribe e roteiro de Zuenir Ventura. (Confira mais na página - PAULINHO DA VIOLA - Vídeos e muito mais)

-------x-------

AGENDA CULTURAL DA PERIFERIA

A Ação Educativa é uma organização não governamental sem fins lucrativos que desenvolve a apóia projetos voltados para a educação e juventude, por meio de pesquisas, formação, assessoria e produção de informações. Mantém em sua sede o espaço de Cultura e Mobilização Social, aberto ao público, que promove regularmente atividades de formação, intercâmbio e difusão cultural. Vale a pena acessar : http://www.acaoeducativa.org.br/

Confira As Comunidades de SAMBA divulgadas.
-------x-------

Samba do Sino comemora primeiro ano na noite de 15/12/2009 com história do samba

O Movimento Cultural Samba do Sino comemerou 01 ano de vida no último dia 15/12/2009, e presenteia os moradores da cidade com histórias que contam a evolução do samba no Brasil. A proposta nasceu com a idéia de resgatar esse pedaço da cultura popular. (Vanessa Coelho - Guarulhos Web 15/12/2009)