Samba do Sino

A Roda surge da necessidade em manter acesa a chama da Cultura Popular Brasileira, trazendo a tona histórias que são cantadas através de sambas tradicionais de todo o território nacional, da velha guarda aos novos compositores, pois o Samba Presente Não Esquece o Passado, deixando prevalecer o sotaque do samba paulista, do rural ao urbano. O Sino surge devido à dificuldade em encerrar o Samba às 22h, pois é realizado em bairro residencial. Surge a idéia de se utilizar um sino para indicar o final do samba. Ai começaram a dizer: –“Vamos naquele samba, aquele que o cara toca o Sino...” Assim acaba-se adotando o nome Samba do Sino. Houve a aceitação e respeito geral e assim se conveniou tocar o Sino para começar e para terminar o Samba.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

PRAÇA DO SAMBA - Kolombolo


Uma forma de contribuir para a valorização, preservação e difusão do Samba Paulista e da arte de seus mestres precursores é garantir o acesso e divulgação das riquezas e da importância de se guardar sua história. Assim, a Praça do Samba acontece todo último domingo do mês, em Pinheiros.

Entidade: Grêmio Recreativo de Resistência Cultural Kolombolo diá Piratininga
São Paulo - SP

Divulgue o link da página da campanha


Sobre o Projeto.

O Kolombolo diá Piratininga é uma entidade sem fins lucrativos que foi criada em 2002 e que realiza pesquisas, oficinas culturais, encontros de incentivo à criação de samba, produção de CDs, apresentações de shows musicais e desfiles carnavalescos com o objetivo de divulgar o Samba Paulista, suas raízes e vertentes.

Como uma maneira de manter a cultura viva, criou-se A PRAÇA DO SAMBA, evento realizado desde abril de 2007 e que consiste em apresentações musicais realizadas no último domingo de cada mês na Praça Aprendiz das Letras com acesso livre ao público e duração aproximada de 6 horas.

Nestas apresentações o grupo Kolombolo Diá Piratininga apresenta clássicos do samba paulista e novas composições criadas pelos integrantes da Ala de Compositores do grêmio, além de convidar o homenageado do dia – que pode ser um artista da agremiação ou velha guarda de escola de samba - reconhecidos como mestres ou precursores da cultura popular paulista e que de alguma forma o preservam e divulgam.
A Praça do Samba é realizada com autorização da Subprefeitura de Pinheiros, com apoio da Associação Cidade Escola Aprendiz, da Associação Sambatá - Música e Cultura, do Centro Cultural Rio Verde e outros parceiros que contribuem, por exemplo, com a divulgação, estrutura para acolhimento dos artistas e fornecimento de energia elétrica.
Às vezes temos apoio das Secretarias Estadual e Municipal de Cultura que de forma direta ou através da SP Turis (São Paulo Turismo S/A.) fornecem tenda, luz, som, gerador de energia e banheiros químicos – itens indispensáveis à realização da Praça do Samba com qualidade e segurança.

Como não temos garantia dessa estrutura para todos os eventos e ainda estamos em busca de apoio através outras formas de captação, solicitamos aqui a sua doação para garantir a realização das duas últimas edições da PRAÇA DO SAMBA de 2012, que serão realizadas nos dias 28 de OUTUBRO e 25 de NOVEMBRO.

Com os R$ 10.000,00 que esperamos obter com esta campanha, além de contribuir com a continuidade da cultura paulista e brasileira, faremos a locação dos seguintes equipamentos para as duas edições do evento:

- tenda 10x10m;
- gerador de energia;
- sistemas de sonorização;
- sistema de iluminação;
- Sanitários químicos masculino, feminino e para cadeirante.

Caso o valor arrecadado supere a meta estipulada, aplicaremos o recurso da mesma forma para a realização das edições da PRAÇA DO SAMBA seguintes.

Colabore para que esse pedaço da cultura brasileira continue e se desenvolva!

Assista Vídeo:-

Tia Ciata - "A Mãe do Samba"

"TIA CIATA", MÃE DO SAMBA...

" O samba é o mais belo documento da vida e da alma do povo brasileiro". (Rosane Volpatto-extraído do Texto SAMBA, SABOR DO BRASIL) Um grande abraço ao nosso patrono PAULINHO DA VIOLA. (Veja mais na página História do Samba)
-------x-------

Pelo Fim da Ordem dos Músicos do Brasil !

Abaixo-Assinado Eletrônico pelo direito ao livre exercício da profissão de músico:

Participe você também, leia matérias neste blog.

Para assinar eletrônicamente:

http://www.carlosgiannazi.com.br/fale_conosco/abaixo-assinado-omb.htm

Paulinho da Viola- Entrevistado pelo programa Memória do Rádio

PAULINHO DA VIOLA - O Nosso Patrono

O Verso "Quando penso no futuro não esqueço meu passado" é creditado por Paulinho da Viola, em "Meu tempo é hoje", como sintese de sua obra, de sua vida. Recolhido de sua "Dança da Solidão"(72). (Pedro Alexandre Sanches - Folh aOn Line - 11/04/2003)

"Eu não costumo brigar com o tempo" afirma Paulinho da Viola (em 09/12/2004 - Folha On line)

"A música de Paulinho da Viola representa um universo particular dentro da cultura brasileira. Experimentá-la é reconhecer que a identidade cultural brasileira não é única, há sempre algo mais." (extraído do site de Paulinho da Viola)

A Obra de Paulinho da Viola já foi tema de livros, trabalhos acadêmicos, gravações e documentário. Em fase de finalizações, se encontra um Documentário realizado pela VideoFilmes com direção de Isabel Jaguaribe e roteiro de Zuenir Ventura. (Confira mais na página - PAULINHO DA VIOLA - Vídeos e muito mais)

-------x-------

AGENDA CULTURAL DA PERIFERIA

A Ação Educativa é uma organização não governamental sem fins lucrativos que desenvolve a apóia projetos voltados para a educação e juventude, por meio de pesquisas, formação, assessoria e produção de informações. Mantém em sua sede o espaço de Cultura e Mobilização Social, aberto ao público, que promove regularmente atividades de formação, intercâmbio e difusão cultural. Vale a pena acessar : http://www.acaoeducativa.org.br/

Confira As Comunidades de SAMBA divulgadas.
-------x-------

Samba do Sino comemora primeiro ano na noite de 15/12/2009 com história do samba

O Movimento Cultural Samba do Sino comemerou 01 ano de vida no último dia 15/12/2009, e presenteia os moradores da cidade com histórias que contam a evolução do samba no Brasil. A proposta nasceu com a idéia de resgatar esse pedaço da cultura popular. (Vanessa Coelho - Guarulhos Web 15/12/2009)