Samba do Sino

A Roda surge da necessidade em manter acesa a chama da Cultura Popular Brasileira, trazendo a tona histórias que são cantadas através de sambas tradicionais de todo o território nacional, da velha guarda aos novos compositores, pois o Samba Presente Não Esquece o Passado, deixando prevalecer o sotaque do samba paulista, do rural ao urbano. O Sino surge devido à dificuldade em encerrar o Samba às 22h, pois é realizado em bairro residencial. Surge a idéia de se utilizar um sino para indicar o final do samba. Ai começaram a dizer: –“Vamos naquele samba, aquele que o cara toca o Sino...” Assim acaba-se adotando o nome Samba do Sino. Houve a aceitação e respeito geral e assim se conveniou tocar o Sino para começar e para terminar o Samba.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Cor da Arte. Mensagem do Samba do Sino 2016

Cor da Arte
Carlos J Fernandes Neto

Era Uma Vez Uma sociedade chamada Tons de Cinza, uma pequena localidade, afastada e esquecida por todos. Tendia para a Luz, mas nunca seria Clara totalmente para demonstrar que nada será como queremos e poderia ser, e de outro lado tendia para o Escuro, mas nunca chegaria ao Escuro total propriamente dito, pois sempre a escuridão ainda poderia ser maior.

A elaboração das leis era de responsabilidade da classe legisladora e aos seus descendentes de sangue – apesar de passarem por processo votante, sempre apoiado pelo executivo e negociado com o judiciário, e tudo faziam para perpetuar os Tons de Cinza de forma a garantir continuidade à pequena elite controladora do sistema Cinzento.


O alimento faltava, a saúde era precária, a educação só era pensada para a pequena elite do Sistema Cinzento, moradia então, essa é melhor nem contar. Os acordos, negociatas e corrupções que geram o prejuízo ao bem público eram corriqueiros, e as leis mudavam a cada momento para melhor beneficiar os infratores.

Os anciões dão conta que há muito o departamento de cultura, arte e entretenimento foi praticamente excluído do dia a dia desta sociedade acinzentada. Seus fazedores de arte, brincantes, cantadores e contadores de história e toda a classe de artistas foram por muito tempo ridicularizado e praticamente desapareceu, pois em nada poderia ajudar, somente agregar mais despesas. O povo foi entristecendo, não expressava mais seus sentimentos, não cantava, e com tudo isto reduzia seu consumo.


O processo produtivo foi declinando e para manter seus lucros os preços foram aumentando e as contrapartidas pelo trabalho foram sendo reduzidas com prejuízo dos postos de trabalho. A situação só piorava, pois fica “escuro” (para nós seria claro) que com menos pessoas para produzir, comprar e fomentar o mercado todo estava ruindo.

Mas, num período de transição corruptiva novos senhores - que ascenderam ao poder abruptamente, implantaram em menos de três meses um sistema revolucionário para educação – tudo o que não foi conseguido em mais de 500 anos agora resolvido em apenas três meses, verdadeiros pensadores, filósofos e gênios.

No meio de tanto caos um grupo mambembe adentra a cidade cinzenta com seus contorcionistas – o povo precisava mesmo, mágicos – mais que necessários, dançarinas – de dançar o povo entendia, atores e atrizes, poetas e escritores, músicos e cantantes, foram seguidos por uma multidão de brincantes chamado irritantemente de povo.


Por onde passavam, deixavam sinais das cores, as serpentinas, os confetes, as alegorias, as fantasias, os sonhos, as alegrias. Lembraram de seus ancestrais, se reuniam em torno das fogueiras, cantaram e contaram as histórias de seus avós como se nunca as tivessem cantado ou contado.


Começa uma busca por tecidos coloridos, por adereços, por livros. Os locais públicos começam a ser ocupado culturalmente pelos fazedores de arte. Em pouco tempo a economia volta a aquecer, o povo mais cheio
de vida consegue produzir mais, o ganhos aumentam e a contrapartida pelo trabalho também. Novos interlocutores são eleitos, o equipamento público fica mais enxuto, profissionais de suas áreas resolvem problemas de moradia, educação, saúde e necessidades básicas de higiene. O arco íris da vida volta clareando de vez a pequena localidade cinzenta.

A Arte e a Cultura são o alimento da alma, sem o qual uma sociedade não pode entender sua identidade, e um povo que não tem sua identidade cultural é dominado e facilmente controlado ao bel prazer de seus mandatários. A arte, cultura e todas as suas linguagens não dá conta de tamanha envergadura sozinha como pudemos ver nesta obra de ficção, mas é inegável a sua importância para a identidade cultural de um povo, participando do desenvolvimento social e cultural de uma nação.

Obs – Trata-se de uma obra de ficção, qualquer semelhança é mera coincidência.
Em caso de agravamento da falta de cultura PROCURE um Artista.

Esta ficção foi a forma encontrada para poder agradecer os aplausos – e vaias, que recebemos durante nossa trajetória.

Os integrantes do Samba do Sino desejam um Natal e Ano Novo muito COLORIDO para toda a nação!


Samba do Sino no Programa Guarulhos e Cartaz as 15 horas NET Canal 3 - Chamada

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Dia do Samba em Guarulhos 2016 - Comemorações tem Samba do Sino


Revista Samba Acadêmico Especial Dia do Samba Edição 9 ANO I Dezembro 2016

Revista Samba Acadêmico Especial Dia do Samba. Nesta edição temos a transcrição integral da Carta Magna do Samba extraída do I Congresso Nacional do Samba de 1962, e também as respectivas contestações de Rossini Tavares de Lima. Tem Samba de Pirapora, Comunidades de Samba e muito mais. Não esqueça o Assinante fica informado antecipadamente, já recebeu por e-mail a sua Revista desde 0 dia 01-12-2016. Assine Gratuitamente você também através do link abaixo:




domingo, 20 de novembro de 2016

Samba do Sino abriu as Comemorações do Centenário do Samba Pelo Telefone 19-11-2016

Abrindo as Comemorações do Centenário do Samba Pelo Telefone, no Circuito Rodas de Samba, O Samba do Sino se apresentou na Casa de Cultura São Rafael. Os eventos acontecem na cidade de São Paulo do dia 19-11-2016 até o dia 11-12-2016 em diversos locais da cidade e com diversos artistas.

Os Sineiros trouxeram um pouco desta Cultura Popular que é o Samba. O Samba não é apenas um ritmo ou um tipo de música brasileira. Na realidade esta cultura popular miscigenada está ligada umbilicalmente a nossa identidade cultural. Herança de nossa diversidade no mosaico racial que é a nossa nação. O mais importante desta consciência negra é entender o quão é importante e fundamental para a formação de nossa nação, essa miscigenação se deu de forma tão forte que hoje não conseguimos separar uma da outra, na culinária, na agricultura, na linguagem, no sincretismo religioso, na dança, no ritmo, na musicalidade, no leite negro que nos alimentou, e também na importância de se respeitar a diversidade seja ela em qual grau houver.

Não conseguimos precisar qual a idade do samba, mas sabemos que começa quando os batuqueiros nascidos livres chegam ao Brasil como escravos, e para expressar sua religiosidade dançavam aos sons de seus tambores. Este é o embrião que nos levaria anos mais adiante a configuração do Samba. O Jongo, A Catira, O Maxixe – obrigado a mudar sua denominação para Tango Brasileiro para fugir da perseguição, e todas as matrizes que contribuíram para a sua formatação. Certo é que o samba é brasileiro.
Contando a história através dos sambas, trouxe o primeiro samba gravado de São Paulo, O Tatu Subiu no Pau de Eduardo Souto, e a partir daí um passeio pelo Brasil. Rio de Janeiro, Bahia, São Paulo, com a tonalidade cotidiana a expressão do dia a dia de nossa nação, no morro, na periferia, na comunidade, no bairro nas cidades.

Podem aguardar que vem muito mais até o final destas Comemorações idealizadas pela ASTEC SP – Associação dos Sambistas, Terreiros e Comunidades de Samba de São Paulo, Promoção da Secretaria de Cultura da cidade de São Paulo, apoio do InSamba – Aplicativo para celulares, Takto Percussões e CPTM.



terça-feira, 25 de outubro de 2016

Revista Samba Acadêmico ANO I Edição 07 Outubro de 2016 - Brasil




CLICK para acessar a Revista https://joom.ag/v4EQ






Simples e Rápido. Ao Acessar o link acima será solicitado para que você inclua seu e-mail. PRONTO a partir da próxima edição você já estará recebendo sua Revista Eletrônica Samba Acadêmico diretamente no seu endereço eletrônico.

Quintal da Frente - Roda de Samba - Primeiro Evento nesta sexta 28-10-2016 18hs


O que:- Quintal da Frente Roda de Samba
Quando:- 28-10-2016
Horário:- 18 hs
Onde:- Pontão de Cultura Giramundo
End:- Rua Jacob, 223 - Jd Tranquilidade - Guarulhos
Entrada Franca

Conta com Serviço de Bar

Traga seu instrumentos, sua voz, sua alegria. Venha participar com a gente

Como Chegar:
METRÔ ARMÊNIA - Ônibus Jardim Moreira - Descer 3º Ponto R Cb Antonio Pereira da Silva - Rua Lombroso - Rua Jacob.

MERCADO MUNICIPAL DA PENHA - Ônibus Guarulhos PQ Cecap - Descer 3º Ponto R Cb Antonio Pereira da Silva - Rua Lombroso - Rua Jacob.


METRO TUCURUVI - Guarulhos - Jardim Leda - Descer Primeiro Ponto Av Emílio Ribas (Em Frente Cacau SHOW) 1ª Direita Rua Jacob.

No Batuque do Samba A Melhor Sintonia do Samba com Carlos J Fernandes Neto - dia 28-10-2016 - 19h


O que:- Programa No Batuque do Samba
Quem:- Carlos J Fernandes Neto
Quando- 28-10-2016 (Toda Sexta)
Horário:- 19hs
Onde:- www.sintoniadebambas.com.br
A Melhor Sintonia do Samba

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Samba do Sino Convida Daniel Petrella para o Samba Três dia 12-11-2016 - 18h


O Samba Três é um Projeto do Samba do Sino e sempre tem um convidado a cada mês. Acontece todo Segundo Sábado do Mês, com entrada Franca. Funciona assim: O Convidado se apresenta, depois se apresenta o Samba do Sino. Após as apresentações todos são convidados a participar de uma grande Roda de Samba, todos cantam todos tocam.

O que:- Samba Três
Com:- Samba do Sino
Convidado:- Daniel Petrella
Quando:- 12-11-2016
Horário:- 18 horas
Onde:- Pontão de Cultura Giramundo
End:- Rua Jacob, 223 - Jd Tranquilidade - Guarulhos
Entrada Franca
Nota: O Evento começa as 18 horas, não se atrase para não perder nada.
Conta com 140 lugares e tem serviço de bar.

Como Chegar:
METRÔ ARMÊNIA - Ônibus Jardim Moreira - Descer 3º Ponto R Cb Antonio Pereira da Silva - Rua Lombroso - Rua Jacob.

MERCADO MUNICIPAL DA PENHA - Ônibus Guarulhos PQ Cecap - Descer 3º Ponto R Cb Antonio Pereira da Silva - Rua Lombroso - Rua Jacob.

METRO TUCURUVI - Guarulhos - Jardim Leda - Descer Primeiro Ponto Av Emílio Ribas (Em Frente Cacau SHOW) 1ª Direita Rua Jacob.

Daniel Petrella

Dos encontros com primos aos domingos, das rodas de violão após o almoço na casa dos avós italianos, surge um jovem que nem imaginava viver de música em futuro próximo. Por volta dos 17 anos de idade, juntamente com os primos, fazia parte de um grupo de Samba (Consagrasamba), onde participava tocando violão e se apresentando pelos bares de São Paulo. Aos 20 anos de idade, o grupo estava em plena ascensão e prestes a gravar seu primeiro disco, o produtor e percussionista (Laércio da Costa) acaba convencendo o rapaz e os outros companheiros de banda, há colocar sua voz em ação dividindo a metade do disco com o vocalista principal (Gusto). Após o fim da banda em 2001, o saxofonista e amigo (Ronaldo de Paula) e o músico e produtor (Luciano Moreno), passam a levar o rapaz para fazer algumas apresentações por bares em São Paulo.

A partir desse momento, a vida musical passa a ser extremamente importante, pois o jovem talento constrói sua historia com a música de maneira sabia e valente.

O músico estudou teoria musical no Conservatório Municipal de Guarulhos e estudou violão popular com o amigo e professor Irineu Geronazzo.

Hoje aos 38 anos idade, é conhecedor de vários ritmos brasileiros, consegue agradar nas varias vertentes musicais, mas é na MBP, onde se encontra confortável para desempenhar o seu papel como compositor e interprete juntamente com os companheiros da Banda Caldo de Cana ou com o seu violão solo e sua voz

Hoje o musico segue com o mais novo CD lançado em Junho de 2016 - Projeto Meu Samba. Disco delicado as canções autorais

domingo, 16 de outubro de 2016

Aproveite! Inscreva-se Grátis na Revista Eletrônica Samba Acadêmico


Ajude nesta luta de resistência de nossa Cultura. Inscreva-se gratuitamente para receber a Revista Eletrônica Samba Acadêmico Mensalmente em seu endereço eletrônico no site 

Acesse e Ative sua assinatura  https://joom.ag/v4EQ

terça-feira, 27 de setembro de 2016

O Samba do Sino convida Gessé Froes e o projeto Alma e Canto para o Samba Três do dia 08-10-2016 as 18hs.

O Samba do Sino convida Gessé Froes e o projeto Alma e Canto para o Samba Três do dia 08-10-2016 as 18hs.
O Samba Três acontece todo segundo sábado do mês e traz sempre um convidado novo. Após as duas apresentações – Samba do Sino e Convidado, acontece um grande Roda de Samba onde todos são nossos convidados a participar. Venha participar com a gente.

O que:- Samba do Sino convida para o Samba Três
Quem:- Gessé Froes e Bell Mainardi – Alma e Canto
Quando:- 08-10-2016
Horário:- 18h
Onde:- Pontão de Cultura Giramundo
End:- Rua Jacob, 223 – Jd Tranquilidade – Guarulhos – SP
Entrada Franca
Nota: O Evento começa as 18 horas, não se atrase para não perder nada.
Conta com 140 lugares e tem serviço de bar.

Como Chegar:
METRÔ ARMÊNIA - Ônibus Jardim Moreira - Descer 3º Ponto R Cb Antonio Pereira da Silva - Rua Lombroso - Rua Jacob.

MERCADO MUNICIPAL DA PENHA - Ônibus Guarulhos PQ Cecap - Descer 3º Ponto R Cb Antonio Pereira da Silva - Rua Lombroso - Rua Jacob.


METRO TUCURUVI - Guarulhos - Jardim Leda - Descer Primeiro Ponto Av Emílio Ribas (Em Frente Cacau SHOW) 1ª Direita Rua Jacob.

Programa No Batuque do Samba com Carlos J Fernandes, A Melhor Sintonia do Samba - 30-09-2016 - 19h



No Batuque do Samba tem a Voz da Comunidade: Samba do Sino, Samba da Vela, Maria Cursi e Berço do Samba de São Mateus. A Velha Guarda tem Raul Torres com trio GatocomFome, Toniquinho Batuqueiro, Osvaldinho da Cuíca e Geovana.  O Grupo Água de Moringa traz os chorinhos inéditos de Pixinguinha. Da Terra da Garoa: Tia Cida, Carmem Queiroz, Fabiana Cozza e Marcelo Menezes.

O que:- No Batuque do Samba
Com: Carlos J Fernandes Neto
Quando:- 30-09-2016
Horário:- 19h

Programa Samba Acadêmico com Carlos J Fernandes dia 03-10-2016 - 21h



No Programa Samba Acadêmico tem os Grandes Sambas da História: Nelson Sargento, Cyro Monteiro, Anjos do Inferno, Geraldo Pereira, Martinho da Vila e Gonzaguinha. Tem a bossa com Bebel Gilberto, Cazuza, Jorge Bem Jor, Joyce, Maria Creuza. Os chorinhos de Paulinho da Viola. Da Terra da Garoa: T Kaçula, Carmem Queiroz, Maurinho de Jesus, Marquinhos Jaca, Kimba, Marcelo Menezes, Daniel Petrella, Samba do Sino e Kiko Dinucci. Sambas Enredos de Vila Isabel, Imperatriz, Mangueira e Portela.

O que:- Samba Acadêmico
Com: Carlos J Fernandes Neto
Quando:- 03-10-2016
Horário:- 21h

Onde:- www.webradiomusicalivre.com.br

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

A Cultura de Guarulhos Mudou para Melhor

A Cultura da cidade de Guarulhos mudou para MELHOR nestes últimos 16 anos. Antes havia reclamações por que não tínhamos uma politica cultural para cidade e seus artistas. Hoje discutimos democraticamente o que podemos fazer para melhor utilizar os equipamentos existentes, os Coletivos Culturais se articulam, as linguagens culturais e a diversidade desabrocham pelos mais distantes locais da cidade. A certeza de haver uma atenção especial com nossa Cultura Popular, o desenvolvimento e ampliação dos equipamentos culturais – que resumiam-se apenas a Biblioteca Monteiro Lobato e Teatro Nelson Rodrigues, e novas parcerias como a construção do SESC na cidade. Isso não é só fazer o entretenimento mias deixar um legado, construir um processo de inclusão, o povo que não conhece e pratica sua cultura não constrói também a sua Identidade. Ainda há muito por fazer, mas acredito que trilhamos um caminho verossímil com politicas culturais discutidas e elaboradas em planos municipais de Cultura com seus agentes, que avançam para o Estado e União. Hoje existe uma Politica Cultural, que precisa ser mais lapidada e adequada, mas ela existe e estamos trabalhando na sua construção. Eu quero que este processo continue Eu APOIO Edmilson Souza para Vereador nessas eleições e convido VOCÊ também a entrar nessa Resistência Cultural Conosco.

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Programa Samba Acadêmico Homenageia João Borba 26-09-2016 21h



O Samba Acadêmico reverencia o sambista João Borba que nos deixou no dia 20 de setembro, e a melhor forma de lembra-lo é tocando sambas. Neste programa vamos ouvir João Borba cantando Jorge Costa. Teremos os Afro Sambas de Baden Powell e Vinicius de Moraes. Os Grandes Sambas de Paulo Vanzolini. Os Sambas Enredos de Osvaldinho da Cuíca. Douglas Germano, Dulce Monteiro, Adriana Moreira, Anderson Alves, Dodô Andrade, Deley Antonelli, Chapinha da Vela, Jonathan Silva, Chocolatte Vila Maria, Flávia Oliveira e Duda Ribeiro.

O que:- Samba Acadêmico
Homenagem: João Borba
Quando:- 26-09-2016
Horário:- 21h

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Samba do Sino e Família Macambira dia 17-09-2016 a partir das 15h. Muito Samba na parada. Aguardamos você por lá.

  Samba do Sino e Família Macambira no Silvinhos bar dia 17-09-2016 à partir das 15hs.

O que:- Samba do Sino e Família Macambira
Quando:- 17-09-2016
Horário:- 15 h
Onde:- Silvinhos Bar
End:- Rua Apeninos, 42 - PQ Jurema - Guarulhos


Programa Samba Acadêmico com Carlos J Fernandes dia 19-09-2016 21hs - O Melhor do Samba na Web Rádio

Programa Samba Acadêmico com Carlos J Fernandes – O Melhor do Samba na Web Rádio.

Os Grandes Sambas – Candeia, Benito di Paula, Bezerra da Silva, Beth Carvalho, Carlinhos Vergueiro, Chico Buarque, Monarco e Clara Nunes. Tem também uma seleção com Elis Regina. Chorinho com os grupos guarulhense Choromoço e Choramingando. A Bossa Nova. Trio GatocomFome, Fabiana Cozza, Marquinhos Jaca, Soró da Bahia, T Kaçula, Samba do Sino, Carmem Queiroz, Marcelo Menezes e Dobrando a Esquina.

O que:- Samba Acadêmico
Com:- Carlos J Fernandes
Quando:- 19-09-2016
Horário:- 21 hs

Onde:- www.webradiomusicalivre.com.br


Revista Samba Acadêmico Edição 6 ANO I Setembro 2016

Revista Samba Acadêmico Edição 6 ANO I Setembro 2016
Acesso pelo Link



domingo, 28 de agosto de 2016

Ele também estudou na Escola João Álvares no Jardim Tranquilidade em Guarulhos

    Foto enviada pelo Prof. Aécio.

Ele também estudou na Escola João Álvares no Jardim Tranquilidade

Ao lado direito do Gabriel Jesus de camisa verde é o José Eduardo - padeiro. Estudamos no Colégio João Álvares no Jardim Tranquilidade. Padeiro porque sua família era dona da padaria na Av. São Paulo em frente ao Baco Itaú                        

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Repensar as políticas culturais: Relatório UNESCO



UNESCO na rede
15 de julho •
Edições UNESCO

UNESCO na rede
15 de julho •
Edições UNESCO

Repensar as políticas culturais: 10 anos de promoção da diversidade das expressões culturais para o desenvolvimento, resumo


sexta-feira, 29 de julho de 2016





Domingo 31/07 a partir das 14h00 uma extensa programação espera por vocês na sede da AstecSP:

AV NOVE DE JULHO, 423 - Capítal - São Paulo

- Barracas de roupas, acessórios e outros artigos de empreendedoras negras;
- Aniversário da UNEGRO;
- Homenagem a mulheres negras de extrema importância na luta pela desigualdade racial:

Carmen Doria - Presidente da Comissão de Igualdade Racial da OAB São Paulo
Mestre Mara - capoeira
Zanza - Samba Rock
Esmeralda e Sharylane Hip Hop
Edleia dos Santos - Escolas de Samba
Stellita Marcia - Velha Guarda do Samba
Graça Braga - Sambista
Rosina Conceição de Jesus - UNEGRO
Teresa Gama – Sambista

Apresentações: Pagode do Cafofo, Projeto Samba de Todos os Tempos, Zanza Simião, Herança de Ciata e muito mais

ENTRADA GRATUITA!

terça-feira, 19 de julho de 2016

Descoberto o único vídeo de Jacob do Bandolim tocando o instrumento que lhe deu fama

Essa é para ficar nos anais da história da música brasileira. Única imagens de Jacob do Bandolim tocando. Isto é fantástico.

POR DANIEL BRUNET
14/07/2016 08:00
Após décadas de procura foi, enfim, encontrado um vídeo de Jacob do Bandolim (1918-1969). É o único, até aqui, no qual ele aparece tocando o instrumento que lhe deu fama. Está num fragmento do cinejornal “Bandeirantes na tela”, de Rodrigo Archangelo, que mostra trecho da cerimônia do Prêmio Guarani, de 1954, em São Paulo. Naquele ano, Jacob ganhou na categoria melhor instrumentista e, no palco, tocou o seu bandolim. Está nos arquivos da Cinemateca Brasileira, e sua existência chegou ao conhecimento de Jorge Cardoso, bandolinista de Fortaleza que está fazendo uma tese de mestrado sobre Jacob. Jorge, então, acionou outro pesquisador da obra do famoso músico, Sérgio Prata, diretor do Instituto Jacob do Bandolim.
— Eu fui até a Cinemateca e consegui uma cópia. Agora, poderemos estudar a técnica que ele tinha, a forma de pegar na paleta com a mão direita e de digitar as notas com a mão esquerda — explica Prata.
Aliás, mestre Hermínio Bello de Carvalho, um dos maiores pesquisadores da nossa música, dá a dimensão do achado:

— São quase cinco décadas de procura de qualquer imagem em movimento do mestre Jacob tocando seu bandolim, e eis que se conseguiu um final feliz

terça-feira, 12 de julho de 2016

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Programa Samba Acadêmico com Carlos J Fernandes e os sambas de Silvio Caldas 23-05-2016





Programa Samba Acadêmico com Carlos J Fernandes e a música de Silvio Caldas. Muito Samba com Elis Regina, Leci Brandão. Sambas Enredos de todos os tempos. Chocolate da Vila Maria, Yvison Pessoa, Elizeth Rosa, Família Macambira, Marquinhos Jaca, Maurinho de Jesus, Delei  Antonelli, Talismã, Tadeu Kaçula, Tia Cida, Samba do Sino e trio GatocomFome.

O que:- Programa Samba Acadêmico
Quem:- Carlos J Fernandes Neto
Com:- Silvio Caldas
Quando:- 23-05-2016
Horário:- 21 hs

Revista Samba Acadêmico Edição 02 ANO 1 Maio de 2016


A Revista Samba Acadêmico nª 02 já está disponível para acesso via celular na web.


A Revista Samba Acadêmico nª 02 já está disponível para acesso via celular na web.

Acesse  http://joom.ag/J0pQ

Também pode ser acessada por  www.sambaacademico.blogspot.com  


domingo, 24 de abril de 2016

Samba Acadêmico - Revista Eletrônica Valorizando a Cultura do Samba

Agora temos também a Revista Eletrônica Samba Acadêmico. Edição 1 - Trajetória Samba do Sino Click no link abaixo:



Samba Acadêmico Revista Eletrônica, Valorizando a Cultura do Samba.


Samba Três dia 14-05-2016. Samba do Sino e Família Macambira convida Comunidade Samba Cocaia. 18 horas.



O que:- Samba Três
Quem:- Samba do Sino e Família Macambira
Com:- Comunidade Samba Cocaia
Quando:- 14-05-2016
Horário:- 18 horas
Onde:- Pontão Giramundo
End:- Rua Jacob, 223 – Jardim Tranquilidade – Guarulhos – SP
Entrada Franca
Serviço: Conta com serviço de Bar. Lotação 150 lugares.

Como Chegar:
METRÔ ARMÊNIA - Ônibus Jardim Moreira - Descer 3º Ponto R Cb Antonio Pereira da Silva - Rua Lombroso - Rua Jacob.

MERCADO MUNICIPAL DA PENHA - Ônibus Guarulhos PQ Cecap - Descer 3º Ponto R Cb Antonio Pereira da Silva - Rua Lombroso - Rua Jacob.


METRO TUCURUVI - Guarulhos - Jardim Leda - Descer Primeiro Ponto Av Emílio Ribas (Em Frente Cacau SHOW) 1ª Direita Rua Jacob.

Programa Samba Acadêmico e Paulo Vanzolini dia 25-04-2016 21 hs na Web Rádio

Programa Samba Acadêmico com Carlos J Fernandes Especial Paulo Vanzolini. Os sambas do cientista e poeta com interpretações de Chico Buarque, Cristina de Holanda, Luiz Carlos Paraná(Bar Jogral), Mauricy Moura, Adauto Santos, Cláudia Morena, Carmem Cosa e Paulo Marques, Bando de Macambira, Trovadores Urbanos, Ana Bernardo e Eduardo Gudin.

O que:- Samba Acadêmico
Especial: Paulo Vanzolini
Quando: 25-04-2016
Horário: 21h

Onde: www.webradiomusicalivre.com.br



segunda-feira, 4 de abril de 2016

Samba Três dia 09-04-2016. Samba do Sino e Família Macambira convida Wal Serra e o show Sambando em Poesia. 18 horas.



O que:- Samba Três
Quem:- Samba do Sino e Família Macambira
Show: Sambando em Poesia
Com:- Wal Serra
Músicos:- Marcelo Menezes e Luís Grillo
Quando:- 09-04-2016
Horário:- 18 horas
Onde:- Pontão Giramundo
End:- Rua Jacob, 223 – Jardim Tranquilidade – Guarulhos – SP
Entrada Franca
Serviço: Conta com serviço de Bar. Lotação 150 lugares.

Como Chegar:
METRÔ ARMÊNIA - Ônibus Jardim Moreira - Descer 3º Ponto R Cb Antonio Pereira da Silva - Rua Lombroso - Rua Jacob.

MERCADO MUNICIPAL DA PENHA - Ônibus Guarulhos PQ Cecap - Descer 3º Ponto R Cb Antonio Pereira da Silva - Rua Lombroso - Rua Jacob.

METRO TUCURUVI - Guarulhos - Jardim Leda - Descer Primeiro Ponto Av Emílio Ribas (Em Frente Cacau SHOW) 1ª Direita Rua Jacob.

assista vídeo Wal Serra com MArcelo Menezes


Wall Serra

Walquiria Aparecida Serra - Wal Serra - é paulistana. Desde criança teve contato direto com a música, assistindo os ensaios do grupo de chorinho, ao qual seu pai, Waltão do violão (já falecido), integrava. Autodidata, passou a reproduzir os primeiros acordes no violão, mas foi no vocal que acabou se destacando
Formada em Música, desde 1995, passou a integrar bandas de baile, como vocalista, além de coros e madrigais, ampliando seu repertório e seu amor pela música.

Grande admiradora do samba, inspira-se em Dona Ivone Lara, Roberto Ribeiro, Délcio Carvalho e Clara Nunes na composição do seu repertório.

Show Sambando em Poesia...

O show Sambando em Poesia tem característica intimista e propõe, através de um breve bate-papo entre uma música e outra, a valorização e a apreciação das letras e melodias dos sambas da antiga e dos seus compositores.

Repertório - O show trará, em seu repertório, belíssimas canções de grandes compositores, como: Silas de Oliveira, Mauro Duarte, Delcio Carvalho, Dona Ivone Lara, Monarco, Candeia, Paulo Cesar Pinheiro, Ivor Lancellotti, Marcelo Menezes, Marco Pinheiro, dentre tantos outros!


Músicos que acompanharão Wal Serra - Marcelo Menezes (compositor e arranjador) no violão e Luis Grillo (músico e compositor), no cavaquinho e na percussão. 

Samba do Sino na Garoa - Disponível pela Internet

CD Samba do Sino na Garoa
Uma homenagem do Samba do Sino aos sambistas de São Paulo,
financiado pelo Fundo Municipal de Cultura de Guarulhos
Click para comprar


Tia Ciata - "A Mãe do Samba"

"TIA CIATA", MÃE DO SAMBA...

" O samba é o mais belo documento da vida e da alma do povo brasileiro". (Rosane Volpatto-extraído do Texto SAMBA, SABOR DO BRASIL) Um grande abraço ao nosso patrono PAULINHO DA VIOLA. (Veja mais na página História do Samba)
-------x-------

Pelo Fim da Ordem dos Músicos do Brasil !

Abaixo-Assinado Eletrônico pelo direito ao livre exercício da profissão de músico:

Participe você também, leia matérias neste blog.

Para assinar eletrônicamente:

http://www.carlosgiannazi.com.br/fale_conosco/abaixo-assinado-omb.htm

Paulinho da Viola- Entrevistado pelo programa Memória do Rádio

PAULINHO DA VIOLA - O Nosso Patrono

O Verso "Quando penso no futuro não esqueço meu passado" é creditado por Paulinho da Viola, em "Meu tempo é hoje", como sintese de sua obra, de sua vida. Recolhido de sua "Dança da Solidão"(72). (Pedro Alexandre Sanches - Folh aOn Line - 11/04/2003)

"Eu não costumo brigar com o tempo" afirma Paulinho da Viola (em 09/12/2004 - Folha On line)

"A música de Paulinho da Viola representa um universo particular dentro da cultura brasileira. Experimentá-la é reconhecer que a identidade cultural brasileira não é única, há sempre algo mais." (extraído do site de Paulinho da Viola)

A Obra de Paulinho da Viola já foi tema de livros, trabalhos acadêmicos, gravações e documentário. Em fase de finalizações, se encontra um Documentário realizado pela VideoFilmes com direção de Isabel Jaguaribe e roteiro de Zuenir Ventura. (Confira mais na página - PAULINHO DA VIOLA - Vídeos e muito mais)

-------x-------

AGENDA CULTURAL DA PERIFERIA

A Ação Educativa é uma organização não governamental sem fins lucrativos que desenvolve a apóia projetos voltados para a educação e juventude, por meio de pesquisas, formação, assessoria e produção de informações. Mantém em sua sede o espaço de Cultura e Mobilização Social, aberto ao público, que promove regularmente atividades de formação, intercâmbio e difusão cultural. Vale a pena acessar : http://www.acaoeducativa.org.br/

Confira As Comunidades de SAMBA divulgadas.
-------x-------

Samba do Sino comemora primeiro ano na noite de 15/12/2009 com história do samba

O Movimento Cultural Samba do Sino comemerou 01 ano de vida no último dia 15/12/2009, e presenteia os moradores da cidade com histórias que contam a evolução do samba no Brasil. A proposta nasceu com a idéia de resgatar esse pedaço da cultura popular. (Vanessa Coelho - Guarulhos Web 15/12/2009)