Samba do Sino

A Roda surge da necessidade em manter acesa a chama da Cultura Popular Brasileira, trazendo a tona histórias que são cantadas através de sambas tradicionais de todo o território nacional, da velha guarda aos novos compositores, pois o Samba Presente Não Esquece o Passado, deixando prevalecer o sotaque do samba paulista, do rural ao urbano. O Sino surge devido à dificuldade em encerrar o Samba às 22h, pois é realizado em bairro residencial. Surge a idéia de se utilizar um sino para indicar o final do samba. Ai começaram a dizer: –“Vamos naquele samba, aquele que o cara toca o Sino...” Assim acaba-se adotando o nome Samba do Sino. Houve a aceitação e respeito geral e assim se conveniou tocar o Sino para começar e para terminar o Samba.

sábado, 17 de dezembro de 2011

João Parahyba - o Samba no Balanço do Jazz

27/12/2011 Parahyba adaptou uma timba(surdo de mão) com um contratempo de bateria. 



Começou sua carreira profissional aos 18 anos, na boate Jogral em São Paulo. Como percussionista contratado da casa, acompanhou artistas como Cartola, Clementina de Jesus, e participou de históricas jam-sessions com artistas Hermeto Pascoal, Earl Hines, Michel Legrand. Uma dessas canjas tornou-se frequente: Jorge Benjor no violão, João na timba, Nereu Gargalo no Pandeiro e Fritz Escovão na cuíca. Nascia assim o Trio Mocoto formado pelos tres percussionistas para acompanhar Benjor no Festival Internacional da Canção de 1970. Baterista de formação, Parahyba adaptou uma timba(surdo de mão) com um contratempo de bateria e desenvolveu uma técnica pròpria usando escovas, pois não havia bateria no Jogral e a bateria era considerada um instrumento muito “barulhento” pelas boates de música brasileira da época.

Esse setup diferente de bateria tornou-se sua marca registrada. De 1970 a 75 o Trio Mocotò viajou pela europa com Benjor, participou de gravaçoes como Pais Tropical, Que Maravilha, Samba de Orly, do LP ‘Força Bruta‘ , acompanhou Vinicius e Toquinho no show ‘Encontro‘ e lançou dois LPs, ‘Muita Zorra‘ e Trio Mocotò, gravando ainda com varios artistas e participando em varios festivais da época. Em 1981 João Parahyba foi para os Estados Unidos estudar composição e arranjo no Berklee College of Music (Boston). De volta ao Brasil iniciou uma solida trajetoria como instrumentista acompanhando Ivan Lins no show ‘Novo Tempo‘ e em seguida participando do pioneiro projeto “Prisma/Ponte das Estrelas” com Cezar Camargo Mariano, que combinava musica instrumental e musica eletronica. Desse primeiro contato com sequencers e sintetizadores João não parou mais de pesquisar e desenvolver projetos unindo essas novas tecnologias a sua musica e aos ritmos brasileiros. A partir de 1990 se envolveu tambem com produção e foi parceiro de Mitar Subotic o SUBA, produzindo muitos projetos independentes e participando da maior parte de seus trabalhos com Arnaldo Antunes, Edson Cordeiro entre outros. A parceria foi coroada no disco de Suba “São Paulo Confessions” e no disco de “Bebel Gilberto” e terminou abruptamente com a morte de Suba em 1999.

Recentemente compos e produziu o novo tema do “Grande Pr..mio Brasil de Formula 1”, Em 2000 traz de volta o Trio Mocoto alem disso vem produzindo faixas para compilaçoes de musica eletronica do Brasil e do exterior‘Suba Tributo‘ e colaborando com artistas da cena eletr..nica como DJ Marky, Patife, M4J, Anvil FX, Patr..cia Marx. em 2004 produziu mais um disco do Trio Mocoto Beleza Beleza Beleza recentemente lançado no Brasil,Europa e Japão 2oo5 e 2006 participa de Tours com o Trio Mocoto por toda Europa. 2007 forma junto com Pascal Lefeuvre&Carlinhos Antunes o Trio Atlantico excursionando pela França&Espanha.Em 2008 comemorando 40 anos de Profissao JP forma a banda Komanche's groove Band e o Quinteto Parahyba Jazz.

Com Beto Bertrami (piano), Rudy Arnault (guitarra), Giba Pinto (contra-baixo), Ubaldo Versolato (sopros) e Janja Gomes (eletrônica). CD lançado pelo Selo Sesc.


O que:- João Parahyba - o Samba no Balanço do Jazz
Data:-  27 de Dezembro (terça) às 21h
Onde:- SESC Santo Amaro
End:- Rua Amador Bueno, 505 (Santo Amaro) 
Tel: (11) 5541-4000

Preço na Bilheteria: de R$ 2,00 a R$ 8,00
Recomendação: 12 anos

Tia Ciata - "A Mãe do Samba"

"TIA CIATA", MÃE DO SAMBA...

" O samba é o mais belo documento da vida e da alma do povo brasileiro". (Rosane Volpatto-extraído do Texto SAMBA, SABOR DO BRASIL) Um grande abraço ao nosso patrono PAULINHO DA VIOLA. (Veja mais na página História do Samba)
-------x-------

Pelo Fim da Ordem dos Músicos do Brasil !

Abaixo-Assinado Eletrônico pelo direito ao livre exercício da profissão de músico:

Participe você também, leia matérias neste blog.

Para assinar eletrônicamente:

http://www.carlosgiannazi.com.br/fale_conosco/abaixo-assinado-omb.htm

Paulinho da Viola- Entrevistado pelo programa Memória do Rádio

PAULINHO DA VIOLA - O Nosso Patrono

O Verso "Quando penso no futuro não esqueço meu passado" é creditado por Paulinho da Viola, em "Meu tempo é hoje", como sintese de sua obra, de sua vida. Recolhido de sua "Dança da Solidão"(72). (Pedro Alexandre Sanches - Folh aOn Line - 11/04/2003)

"Eu não costumo brigar com o tempo" afirma Paulinho da Viola (em 09/12/2004 - Folha On line)

"A música de Paulinho da Viola representa um universo particular dentro da cultura brasileira. Experimentá-la é reconhecer que a identidade cultural brasileira não é única, há sempre algo mais." (extraído do site de Paulinho da Viola)

A Obra de Paulinho da Viola já foi tema de livros, trabalhos acadêmicos, gravações e documentário. Em fase de finalizações, se encontra um Documentário realizado pela VideoFilmes com direção de Isabel Jaguaribe e roteiro de Zuenir Ventura. (Confira mais na página - PAULINHO DA VIOLA - Vídeos e muito mais)

-------x-------

AGENDA CULTURAL DA PERIFERIA

A Ação Educativa é uma organização não governamental sem fins lucrativos que desenvolve a apóia projetos voltados para a educação e juventude, por meio de pesquisas, formação, assessoria e produção de informações. Mantém em sua sede o espaço de Cultura e Mobilização Social, aberto ao público, que promove regularmente atividades de formação, intercâmbio e difusão cultural. Vale a pena acessar : http://www.acaoeducativa.org.br/

Confira As Comunidades de SAMBA divulgadas.
-------x-------

Samba do Sino comemora primeiro ano na noite de 15/12/2009 com história do samba

O Movimento Cultural Samba do Sino comemerou 01 ano de vida no último dia 15/12/2009, e presenteia os moradores da cidade com histórias que contam a evolução do samba no Brasil. A proposta nasceu com a idéia de resgatar esse pedaço da cultura popular. (Vanessa Coelho - Guarulhos Web 15/12/2009)