Samba do Sino

A Roda surge da necessidade em manter acesa a chama da Cultura Popular Brasileira, trazendo a tona histórias que são cantadas através de sambas tradicionais de todo o território nacional, da velha guarda aos novos compositores, pois o Samba Presente Não Esquece o Passado, deixando prevalecer o sotaque do samba paulista, do rural ao urbano. O Sino surge devido à dificuldade em encerrar o Samba às 22h, pois é realizado em bairro residencial. Surge a idéia de se utilizar um sino para indicar o final do samba. Ai começaram a dizer: –“Vamos naquele samba, aquele que o cara toca o Sino...” Assim acaba-se adotando o nome Samba do Sino. Houve a aceitação e respeito geral e assim se conveniou tocar o Sino para começar e para terminar o Samba.

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Sahaja - 1º Encontro Cultural

Um evento democrático, aberto a todas as linguagens artísticas.


Uma noite de apresentações artísticas espontâneas e colaborativas.
Se você é artista, venha mostrar o seu talento na noite da nossa primeira SAHAJA.

Se você não é artísta, mas é um apreciador ou apreciadora das diversas modalidades artísticas, venha prestigar essa festa cultural!

Não tem burocracia, é só chegar e participar.

Informações pelo e-mail: bruno.bennedetti@gmail.com

Sahaja (sânscrito) significa lit. “o seu próprio caminho”, ou o caminho alegre e natural até o estado divino. Natural, inato. 

Castelo Hansen em entrevista a TV Cultura de Jaú


“Desde criança queria ser escritor. Meu pai tinha muitos livros, aos 12 anos meu pai tinha uma máquina de escrever e já jazia poesia, mas não mostrava para ninguém, só para minha mãe. Jornalista, cronista e poeta. Meu primeiro trabalho foi em uma gráfica, não ganhava nada”. Foi fundador do Colégio Brasileiro de Poetas de Mauá, do Grupo Literário Letra Viva (Guarulhos), membro da Academia Guarulhense de Letras

Foi o presidente honorário da Sociedade Guarulhense da Cultura Artística.. Foi editor de Política o jornal Folha Metropolitana de Guarulhos. Livros: Canção para o Sol voltar -1980 (primeiro trabalhar), A flor que Drummond viu nascer no asfalto -2008, Um cego fita o horizonte, Consertam-se mundos e fundos (crônicas). Tem poesias musicadas, Utopia  e Dança da Noite, ambas musicadas por Ricardo Dutra; Você, Horizonte, Samba inútil e Tempo de goiaba também por Marcele.

Um Tempo
Primeiro de Abril
Castelo Hansen

Houve um tempo
Em que todo os versos eram de esperança
E mostra um caminho por fazer
Mesmo que noite fosse escura e fria
Havia sempre um jeito de poesia
Para se aguardar o amanhecer.

Mesmo em tempo de fome, tristeza,
De guerra fria, de dor, de incerteza,
Havia sempre um sol na consciência
Havia sempre luz no fim do túnel,

A marcha da história,
 A curva do horizonte
Para acalmar a santa paciência,
Houve um tempo
Em que todos os jovens eram proletários
Construindo seus versos literários
E fabricando um amanhã mais justo.

E já se via  até um novo dia
De sol, de amor, de pão e de alegria
A compensar todo trabalho e susto

Houve um tempo
Esse tempo passou, era tudo bobagem,
Era tudo mentira, engodo vil.

A história se enganou, voltou para trás,
Não  existe amanhã, nem pão, nem paz,
Nem fim de túnel, nem sonho,
Nem miragem.

Enganamos um bobo,
Primeiro de abril...

Assista a entrevista


Tomando Partido

Aniversário do Brão Lopes e Leo Virô Brasil.






 O que:- Tomando Partido
Quem:- Aniversário de Brão Lopes e Leo Viro Brasil
Convidados:- Grande festa com vários convidados
Quando:- 10/03/2012
Horário:- 22h
Onde:- Parada 93
End:- Av Gabriela Mistral, 93 – Penha – São Paulo
O churrasco é por conta dos aniversariantes
Ingressos:- Homens R$ 10,00 Mulher R$ 5,00

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Carnaval de Guarulhos 2012: Agora a campeã é a Imperatriz do Morro

Infelizmente Carnaval de Guarulhos 2012 não ficou na avenida.


Nota da LIESG -  Liga das Escolas de Samba de Guarulhos - após reunião extraordinária na noite o dia 25/02/2012 que mudou o resultado do Carnaval de Guarulhos, a partir de uma revisão de um recurso da Escola Unidos do Paraventi. Veja a integra do comunicado:

     "Em data de 22/02/2012. a Escola de Samba Unidos do Paraventi entrou com recurso pedindo a revisão de comparação da fantasia da Escola de Samba Cecap com a fantasia da ala das baianas de sua Escola.

    Em seu recurso, a Escola de Samba Unidos do Paraventi afirmou, por meio de fotos, que a Escola Cecap havia usado saia de sua ala das baianas em seu casal de Mestre Sala e Porta Bandeira.

     Analisando o fato pela comissão fiscalizadora e coordenação de carnaval, ficou decidido no dia da apuração que a referida escola seria penalizada na perda de um ponto, conforme art. 29 da apuração e homologação.

     Todavia, houve um erro na interpretação do regulamento pelos membros da comissão de fiscalização e coordenação.

     Desta forma, analisando calmamente o regulamento e interpretando-o com coerência o artigo 5 e seus incisos IV e VII, que versam sobre desclassificação e rebaixamento de Escola que utiliza deste expediente para desfilar no concurso, a comissão decidiu que a Escola de Samba Cecap está desclassificada do concurso, com a consequente perda do titulo de campeã do carnaval de 2012, sagrando-se, assim, campeã a Escola de Samba Impraetriz do Morro.

     A LIESG informa ainda que a entidade Parque Cecap recebeu o direito defesa da decisão tomada, que deverá ser apresentada até às 10h do dia 26 de fevereiro (domingo) de 2012.

     Em tempo, por decisão de todas as agremiações presentes à reunião extraordinária, ficou decidido pelo não rebaixamento das agremiações punidas (Império do Samba e Parque Cecap) do Grupo Especial, e também, pelo acenso da entidade Unidos da Vila Tijuco para o Grupo de Acesso em 2013, e os Bloco Três Rosas e Filhos de São Jorge desfilarão pelo Grupo Especial dos Blocos em 2013."

fonte:- Jornal Folha Metropolitana de 26/02/2012 - pg. 14.

     

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Desfile das Campeãs do Carnaval de São Paulo 2012


A Campeã Mocidade Alegre volta a desfilar na sexta dia 24/02/2012 no Anhembi.

A programação começa às 22h15 desta sexta-feira, com a vice-campeã do Grupo de Acesso, a Acadêmicos do Tatuapé, seguida pela campeã Nenê de Vila Matilde. As escolas do Grupo Especial entram logo depois, a partir da quinta colocada, na seguinte ordem: Unidos de Vila Maria, Mancha Verde, Vai-Vai, Rosas de Ouro e a campeã Mocidade Alegre.

Confira o horário dos desfiles desta sexta:

22h - Acadêmicos do Tatuapé (Vice-Campeã do Grupo de Acesso)
23h10 - Nenê de Vila Matilde (Campeã do Grupo de Acesso)

0h20 - Unidos de Vila Maria
1h25 - Mancha Verde
2h35 - Vai-Vai
3h45 - Rosas de Ouro
4h55 - Mocidade Alegre

Escola Samba Parque Cecap Festa do Título


Grande Campeã do Carnaval de Guarulhos 2012



O que:- Festa do Título do Carnaval
Quem:- Escola de Samba Parque Cecap
Quando:- 26/02/2012
Horário:- 16h
Onde:- Clube Parque Cecap
End:- Av Monteiro Lobato, 3415 – Guarulhos – SP
Ingresso:- R$ 5,00

Grupo Relíquia dia 24/02/2012


No Samba do Cecap.



O que:- Samba do Cecap
Convidado:- Grupo Relíquia
Quando:- 24/02/2012
Horáio:- 19h
Onde:- Clube Parque Cecap
End:- Av Monteiro Lobato, 3415 – Guarulhos – SP
Ingressos:- Mulher R$ 5,00 Homem R$ 10,00

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Samba do Sino dia 23/02/2012

Samba da Quinta de Cinzas.

Hoje tem Samba do Sino - Samba da Quinta de Cinzas para desafogar do Carnaval.

O que:- Samba do Sino
Quando:- 23/02/2012
Horário:- 20h30
Onde:- Bar III Milênio
End:- Rua Luiz Faccini, 528 - Centro - Guarulhos - SP

O PETISCO É GRÁTIS!

Unidos da Tijuca A Grande Campeã do carnaval do Rio de Janeiro 2012


A Unidos da Tijuca foi declarada a campeã do carnaval carioca de 2012. Com 299,9 pontos, a escola perdeu apenas um décimo de ponto, na categoria Alegorias e Adereços. A segunda colocada foi a Salgueiro, com apenas dois décimos de diferença. Em terceiro ficou a Vila Isabel, com 299,5 pontos. As escolas rebaixadas foram a Porto da Pedra e a Renascer de Jacarepaguá.

Com muita criatividade, a Unidos da Tijuca desfilou a obra de Luiz Gonzaga no sambódromo do Rio nesta terça-feira (21) de um jeito inusitado. Sem couro, gibão e outros elementos da cultura sertaneja, a escola mostrou o enredo O Dia em que Toda a Realeza Desembarcou na Avenida para Coroar o Rei Luiz do Sertão contando uma viagem de reis e rainhas de todo o mundo para a coração do rei do sertão.

O enredo foi desenvolvido por Paulo Barros, que desde 2004 tem surpreendido o público na comissão de frente e nas alegorias. Apesar de falar de Nordeste e do sertão, o carnavalesco optou por não usar as cores e elementos da estética tradicional da região. A história da coroação de Luiz Gonzaga deu margem para o carnavalesco ousar nas alegorias, com muitas coreografias, encenações e tecnologia.

Sempre muito aguardada, a comissão de frente da escola apresentou a "Alma da Sanfona", com dançarinos representando turistas guiados por Lampião e Maria Bonita. Os integrantes trocavam de roupa durante o desfile, se transformando em sanfonas vivas. Além disso, um tripé representava o instrumento e de dentro dela surgiu um dançarino executando performances numa roupa sanfonada e colorida.

A primeira alegoria mostrou um saguão de aeroporto, de onde surgiam realezas inusitadas, como Pelé, Roberto Carlos, Michael Jackson, a rainha Elizabeth, Elvis Presley e outras figuras. No carro, esculturas de jegues estilizadas em prata ofereciam serviços de 'Jegue Taxi' às celebridades. Os personagens também apareceram em outros momentos do desfile, pontuando aspectos da viagem pelo sertão até a coroação de Luiz Gonzaga.

As alas mostraram as comidas típicas do Nordeste, costumes dos sertanejos, e a beleza do artesanato local. Outras alas mostraram as danças típicas, o colorido das roupas e a alegria do povo nordestino. As baianas estavam fantasiadas com palhas, destacando as criações artesanais da região. "Mercado de São José do Recife" foi a segunda alegoria da escola, apresentando uma réplica do mercado municipal, com objetos de cerâmica e diversos produtos do artesanato local.

O segundo casal de mestre-sala e porta-bandeira, Vinícius e Jackellyne, iniciou uma ala em homenagem aos bonecos de cerâmica criados pelo Mestre Vitalino. Uma grande ala com fantasias do boneco seguiu o casal, marcando de marrom a passarela do samba. Na terceira alegoria, mais 154 bonecos preenchiam um barraco de sapê cujo telhado era formado por uma gangorra. Cada um dos integrantes carregava uma sanfona prateada, que produziu um belo efeito visual em contraste com a cor do barro.

As alegorias desenvolvidas pela Tijuca chamaram a atenção do público. "Missa do Vaqueiro", apresentou um brinquedo de parque, o Crazy Dance, em que doze cavaleiros giravam em diferentes direções sob um chão forrado de bois. Outro destaque foi a alegoria que lembrou o Rio São Francisco, com peixes saltando de uma piscina de panos.

O encerramento do desfile contou com uma alegoria que içava no alto da Sapucaí um ator encenando Luiz Gonzaga. Na alegoria, 79 integrantes vestidos de pássaros brancos faziam uma coreografia sob um fundo preto, lembrando a famosa canção "Asa Branca". Na passarela, o efeito dos passistas coreografando os movimentos das asas impressionou o público.


veja o Quadro Geral da Apuração por Quesitos.


A Escola de Samba Parque Cecap é Campeã do Carnaval de Guarulhos 2012


 Mesmo após ser penalizada em um ponto na fantasia de sua porta bandeira (não utilizar as cores da agremiação) a Escola de Samba Parque Cecap sagrou-se campeão do Carnaval Guarulhense em 2012 com 174,25 pontos, 12,75 à frente da Vai Quem Fica – Campeã do desfile de 2011. O esforço e dedicação da comunidade, foram os principais trunfos para a conquista segundo a presidente da entidade.

A Escola Imperatriz do Morro com o enredo sobre a pirataria ficou com o vie campeonato, seguida da Unidos do Paraventi e Vai Quem Fica

Após ser rebaixada no Desfile de Carnaval de 2011 a Escola Unidos de São João voltará a desfilar no Grupo Especial em 2013, mesmo após ter perdido 77 ponto por não contar com o número mínimo de componentes.

A Escola de Samba Mocidade de Guarulhos foi eliminada do Carnaval e não poderá desfilar nos próximos dois anos. Foi penalizada em 228 pontos por falta de componentes, atraso na concentração de 30 minutos e por 04 minutos na saída da avenida.

Do Grupo de Pleiteantes subiram para o Grupo de Acesso em 2013 as Campeãs Caprichosos da Vila e a Império de Guarulhos.

Blocos Carnavalescos Também perdem pontos no desfile de 2012-02-23

Verdadeiro festival de perdas de pontos no Desfile dos Blocos Carnavalescos do Carnaval de Guarulhos em 2012. Mesmo perdendo 13 pontos o Bloco Treme Treme foi o campeão. O Bloco Três Rosas perdeu 70 pontos e foi rebaixado para o Grupo de Acesso em 2013.

Oc Blocos Saudosa e Unidos da Paineira irão desfilar no Grupo de Acesso em 2013.

Apuração do carnaval de Guarulhos: Tumulto e gás pimenta.

 A Escola Império do Samba foi penalizada em 21 pontos e de virtual campeã do grupo especial é rebaixada para o grupo de acesso. O presidente da Escola teria ficado irritado e discutido com o presidente da LIESG. O dirigente culpa o diretor de transportes da LIESG pelo atraso na chegada dos carros, o que teria também atrasado a entrada da Escola na avenida para o seu desfile.

A LIESG informa que dois guinchos foram colocados a disposição da entidade tanto no dia 18/02 como também no dia 19/02 e não foram utilizados para os devidos transportes.

Fonte:- jornal Folha Metropolitana e Diário de Guarulhos

Lula Barbosa



O que:- Lula Barbosa
Quando:- 26/02/2012
Horário:- 17h
Onde:- Casa dos Cordéis
End::- Av Torres Tibagy, 90 - Gopoúva - Guarulhos - SP

Quarteto Flaututti



O que:- Quarteto Flaututti
Quando:- 26/02/2012
Horário:- 11h
Onde:- Casas dos Cordéis
End:- Av Torres Tibagy, 90 - Gopoúva - Guarulhos - SP

Exposição de Fotos - Vida Simples

por João Machado.



O que:- Exposição de Fotos
Evento:- Vida Simples
Quem:- João Machado
Quando:- 05/02 à 03/3/2012
Onde:- Casa dos Cordéis
End:- Av, Torres Tibagy, 90 - Gopoúva - Guarulhos - SP

@migas do samba.com e Convidadas.


Em Comemoração ao mês de Março as Mulheres estarão mandando novamente o seu recado, através do SAMBA.

Apresentação das
@migas do samba.com e Convidadas.

O que:-: Apresentação das @migas do samba.com e Convidadas.
Convidadas:- Dona Inah ,Adriana Moreira, Railidia Carvalho, Paulinha Sanches, Bel Borges, Daisy Cordeiro, Raquel Figueiredo, Sharylaine e Tia Cida
Quando: Sexta dia 02 de Março de 2012.
Horário: Das 19:00h às 22:00h
Ondel: Ação Educativa
Endereço: Rua General Jardim,660 - Vila Buarque - Próx. Sesc Consolação
Entrada: FRANCA
Realização: Ação Educativa
Organização: @migos do samba.com

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Mocidade Alegre é anunciada campeã do carnaval paulista 2012


O público correspondeu à emoção da Mocidade.

Terceira escola a entrar no Sambódromo do Anhembi no segundo dia de desfiles do Grupo Especial paulistano, a Mocidade Alegre ostentou o clima de união e orgulho de quem precisou de esforço extra para brilhar no carnaval deste ano. Atingida no dia 9 de janeiro por um incêndio no barracão da escola, que fica sob o Viaduto Pompeia, na Zona Oeste de São Paulo, a Mocidade teve que correr para reconstruir alguns carros a tempo.

Com 3.500 componentes e 25 alas, a Mocidade comemorou o centenário do escritor Jorge Amado homenageando o candomblé, a capoeira e as festas populares que integram o universo do livro “Tenda dos Milagres”, romance publicado em 1969. A passagem da escola pela avenida durou 60 minutos, cinco a menos que o prazo máximo permitido para cada agremiação.

O público correspondeu à emoção da Mocidade: a bateria empolgou os foliões do Sambódromo durante as várias "paradinhas" executadas pelos ritmistas.


Vergonha na Apuração do Desfile de Carnaval de São Paulo

A confusão durante a apuração começou quando um representante da escola Império de Casa Verde, Tiago Ciro Tadeu Faria, de 29 anos, invadiu o local onde eram lidas as notas, no Sambódromo do Anhembi, e rasgou os envelopes durante a divulgação dos pontos do último quesito. Naquele momento, a Mocidade Alegre liderava, seguida por Rosas de Ouro, Vai-Vai, Mancha Verde e Unidos de Vila Maria. Houve quebra-quebra, carros alegóricos foram incendiados e pelo menos cinco pessoas acabaram detidas.


Confira o Quadro com a apuração das Notas dos Jurados por Quesitos.



terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Carnaval 2012 São Paulo -Tom Maior


Clip Desfile Carnaval 2012

Enredo:- Paz na Terra e aos Homens de Boa Vontade.


Carnaval 2012 São Paulo -Gaviões da Fiel


Clip Desfile Carnaval 2012

Enredo:- “Verás que um filho fiel não foge à luta – Lula, o retrato de uma nação”

Carnaval 2012 São Paulo -Unidos de Vila Maria


Clip Desfile Carnaval 2012

Enredo:- A Força Infinita da Criação - Vila Maria feita à mão.

Carnaval 2012 São Paulo - Águia de Ouro


Clip Desfile Carnaval 2012

Enredo:- Tropicália da paz e do amor! O movimento que não acabou



Carnaval 2012 São Paulo - Mocidade Alegre


Clip Desfile Carnaval 2012

Enredo:- "Ojuobá - No Céu, os Olhos do Rei... Na Terra, a Morada dos Milagres... No Coração, Um Obá Muito Amado!"

Carnaval 2012 São Paulo - Pérola Negra


Clip Desfile Carnaval 2012

Enredo:- A pedra que canta também samba. Itanhaém: Hoje a Pérola é você

Carnaval 2012 São Paulo - Dragões da Real


Clip Desfile Carnaval 2012

Enredo:- Mãe, ventre da vida e essência do Amor


Carnaval 2012 São Paulo - Mancha Verde


Clip Desfile Carnaval 2012

Enredo:- “PELAS MÃOS DO MENSAGEIRO DO AXÉ A LIÇÃO DE ODÚ OBARÁ: A HUMILDADE”.


Carnaval 2012 São Paulo - Acadêmicos do Tucuruvi


Clip Desfile Carnaval 2012

Enredo:- “O esplendor da África no reinado da folia”


Carnaval 2012 São Paulo - Rosas de Ouro


Clip Desfile Carnaval 2012

Enredo:- O Reino dos Justus

Carnaval 2012 São Paulo -Vai Vai


Clip Desfile Carnaval 2012

Enredo:- "MULHERES QUE BRILHAM - A FORÇA FEMININA NO PROGRESSO SOCIAL E CULTURAL DO PAÍS"

Carnaval 2012 São Paulo - X-9 Paulistana


Clip Desfile Carnaval 2012

Enredo:- “Trazendo Para os Braços do Povo, o Coração do Brasil... A X-9 num Grande Rally Desbrava os Sertões Dessa Gente Varonil”

Carnaval 2012 São Paulo -Império da Casa Verde


Clip Desfile Carnaval 2012

Enredo:- Na ótica do meu Império, o meu foco é você

Carnaval 2012 São Paulo -Camisa Verde e Branco


Clip Carnaval 2012

Enredo:- É  O AMOR



Carnaval Guarulhos 2012

Os Blocos foram para avenida no domingo 19/02/2012.


Neste domingo os Blocos Carnavalescos foram para a avenida Lauro Gusmão Silveira, ao todo foram cinco agremiações, sendo dois como pleiteantes: Filhos de São Jorge e Saudosa. Em seguida desfilaram pelo Grupo Especial os Blocos Unidos da Paineira, Treme Treme, Três Rosas e Santa Beatriz.

A avenida foi aberta oficialmente pela apresentação do grupo Afoxé Kaomy Olhos de Xangô, simbolizando a benção para que nada de mal aconteça durante os desfiles.

O Bloco Filhos de São Jorge trouxe o enredo em homenagem a Fiel (torcida Corintiana) e a construção do estádio Itaquerão. O bloco contou ainda com a apresentação do Grupo de Ginástica Acrobática da Prefeitura de Guarulhos.



O Bloco Saudosa trouxe o enredo inspirado na música de Adoniran Barbosa “Saudosa Maloca”.

Já o Bloco Treme Treme foi o primeira a desfilar pelo Grupo Especial com o enredo sobre os Personagens do Sitio do Pica pau Amarelo obra de Monteiro Lobato. Em sua bateria contou com instrumentos de fabricação própria e 50% dos componentes são crianças.

O bloco da comunidade de São Rafael – Unidos da Paineira, trouxe no enredo a história da evolução da cidade, dos índios guaru até chegar ao aeroporto de Cumbica. O destaque fica por conta da inovação, ao invés de trazer a rainha da bateria desfilou com o Rei de Bateria, o cabeleireiro Nino Fashion Hair.

O Bloco Três Rosas desfilou com o enredo sobre o aço, as linha do metrô e a expectativa do Trem Bala.

O último a desfilar na noite foi o bloco Santa Beatriz trazendo o enredo “Rico de pena e bom de bico”, histórias de “Xavequeiros”, brincou  na avenida, como nos antigos carnavais.

O prefeito Almeida espera que as agremiações carnavalescas desenvolvam projetos junto a suas comunidades durante todo o ano, e não somente por época do carnaval.

veja vídeo






segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Carnaval do Rio Verde


Carnaval de Brincadeira
Onde: Centro Cultural Rio Verde – Rua Belmiro Braga, 181 – Vila Madalena – São Paulo – SP
Quando: Dia 20 de Fevereiro de 2012
Horário:- 15h
Entrada: R$ 15,00 / Irmãos: R$ 10,00 / Bebês: Gratuita
Informações: Tel.:             11 3459-5321       – Fax: 11 3054-5703

O que:- A Noite! (Roto Roots e Kenya – Ska, Reggae e Samba-Soul)
Onde: Centro Cultural Rio Verde
End:-  Rua Belmiro Braga, 181 – Vila Madalena – São Paulo – SP
Quando: Dia 20 de Fevereiro de 2012
Horário:-  22h00
Entrada: R$ 15,00

O que:- Os Babilaques (um passeio pelo humor e poesia para encerrar o carnaval)
Onde: Centro Cultural Rio Verde
End:- Rua Belmiro Braga, 181 – Vila Madalena – São Paulo – SP
Quando: Dia 21 de Fevereiro de 2012
Horário:- 16h00
Entrada: R$ 15,00

Carnaval de Todos os Tempos


Quem organiza a festa é a mesma equipe de todas as edições anteriores. Como em todos os anos, a ótima Super Banda Koisa Nossa – com 12 músicos – vai animar as quatro noites de folia com as grandes marchas e canções que marcaram época.

Desta vez, será feita uma homenagem ao centenário de nascimento do ator e compositor Mário Lago (26 de novembro de 1911 a 30 de maio de 2002), autor de músicas inesquecíveis como “Ai que saudades da Amélia” e “Atire a primeira pedra”, ambas em parceria com Ataulfo Alves; e da marcha carnavalesca “Aurora”, com Roberto Roperti.

O que:- Carnaval de Todos os tempos
Horário:- 23h
Onde:- Estúdio Emme
End:- Rua Pedroso de Morais, 1.036 - Pinheiros - São Paulo
Ingressos:- R$ 20 (mulher) e R$ 50 (homem);
       com nome na lista do site: R$ 10 (mulher) e R$ 40 (homem)
Fone:- 11 3031-3290      

Stanley Carvalho Trio


Trio instrumental que desenvolve no repertório composições ambientadas nas décadas de 40 e 50 de sambas consagrados no imaginário de gerações. Com Stanley Carvalho (Clarinete), Roberta Valente (pandeiro) e Zé Barbeiro (violão 7 cordas).

O que:- Stanley Carvalho Trio
Quando:- 20/02/2012
Horário:- 12h30
Ingressos:- Grátis
Onde:- SESC Bom Retiro
End:- Alameda Nothmann, 185 - Bom Retiro - São Paulo
Fone:- 11 3332-3600            

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

BLOCO EURECA 2012


Enredo Contra a Internação Compulsória.

O Projeto Meninos e Meninas de Rua – PMMR é uma organização não governamental sem fins econômicos que realiza ações educacionais e participativas no desenvolvimento de políticas publicas com crianças e adolescentes para que possam ser alcançados patamares aceitáveis de atenção aos direitos de cidadania.

Tradicionalmente o Projeto e mais entidades do município, da Grande São Paulo, Baixada Santista e Campinas, vão as ruas de SBC para dar o Grito de Carnaval com o Bloco EURECA ( Eu Reconheço o Estatuto da Criança e do Adolescente), que este ano completa 21 anos.

O bloco tem como objetivo divulgar o ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente, sensibilizando a sociedade para questões relacionadas as crianças e adolescentes. Este ano o tema trabalhado será EURECA Contra a Internação Compulsória.

Estamos nos organizando para contarmos com a presença de cerca de 2500 pessoas, entre crianças, adolescentes, famílias e educadores/as.

Aproveitamos a ocasião para convidá-lo para participar conosco da ala do Compromisso, tradicionalmente composta por autoridades, conselhos, secretarias, etc. órgãos comprometidos com a defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes.

O Bloco ocorrerá no dia 17 de Fevereiro de 2012, sexta-feira, às 14h.saindo da Rua Jurubatuba 1610, sede do Projeto Meninos e Meninas de Rua, percorrendo as ruas: Tenente Sales, Marechal Deodoro até a Praça Santa Filomena por volta das 17h.

Sem mais para o momento, desde já agradecemos e nos colocamos a disposição para esclarecimentos.

Néia Bueno
Danilo Ramos
4339-1476   - 7400-9133

Projeto Meninos e Meninas de Rua

*BLOCO EURECA 2012: *
*"Contra a Internação Compulsória"*
eurecanarua2012@gmail.com
www.pmmr.org.br      

O que:- Bloco Eureca 2012
Quando:- 17/2/2012
Horário:- 14h
Onde:- Sede do projeto Meninos de Rua
End:- Rua Jurubatuba, 1610

vídeo:


Samba do Cecap – Esquenta do Carnaval




O que:- Samba do Cecap – Esquenta do Carnaval
Quem:- Grupo Sambada
Quando:- 17/02/2012
Horário:-  19h
Onde:- Clube Parque Cecap
End:- Av Monteiro Lobato. 3415 – Cecap – Guarulhos
Mulher VIP


vídeo

Carnaval com a Banda Glória.

Neste domingo, 19/02/2012 15h.




O que:- Carnaval com a Banda Glória.
Quando:-  19/02/2012 – Domingo
Horário:-  15hs
Onde:- Parque Horto Florestal
End:- Rua do Horto, 931 - Horto Florestal – SP


vídeo


Carmen Queiroz


Duas noites de carnaval no Ó do Borogodó acompanhada pela Orquestra Borogodó.

Como em todos os anos, o Ó do Borogodó faz seu Carnaval com cinco bailes noturnos, de sexta a terça-feira gorda. Os tradicionais sambas, frevos e marchinhas estarão a cargo da “Orquestra Borogodó” formada por consagrados músicos da casa, que se revezarão durante as noites de folia. Lula Gama, Ildo Silva, Didi, Amílcar, Allan Abadia, Stanley, Alligator, Toti, Chico Valle, Samba Sam, Douglas Alonso, Roberta Valente, Pimpa, Anaí Rosa, Carmen Queiroz, Fernando Szegeri, Paula Sanches, Giana Viscardi, Railídia e Adriana Moreira compõem o time mais carnavalesco da cidade. Fantasias são mais que bem-vindas!

O que:- Carmen Queiroz
Quando:- 17 e 18/02/2012
Onde:- Ó do Borogodó
End:- Rua Horácio Lane, 21
Ingressos:- R$ 30,00

vídeo

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Samba do Sino

Dia 16/02/2012 as 20h30. O Petisco é grátis.

O que:- Samba do Sino
Quando:- 16/02/2012
Horário:- 20h30
Onde:- Bar III Milênio
End:- Rua Luiz Faccini, 528 - Centro - Guarulhos


Como Chegar: Em Guarulhos, Av. Tiradentes até a Universidade de Guarulhos (UNG), passando o prédio da UNG primeira a direita (ladeira), siga pela R Nilo Peçanha, coninue pela R Sete de Setembro, cruze a R João Gonçalves e entre na Rua Luiz Faccini.

vídeo

Pixinguinha

Aniversário de morte.


Alfredo da Rocha Viana Filho, conhecido como Pixinguinha, (Rio de Janeiro, 23 de abril de 1897 — Rio de Janeiro, 17 de fevereiro de 1973) foi um flautista, saxofonista, compositor e arranjador brasileiro.

Pixinguinha é considerado um dos maiores compositores da música popular brasileira, contribuiu diretamente para que o choro encontrasse uma forma musical definitiva.
Era filho do músico Alfredo da Rocha Viana, funcionário dos correios, flautista e que possuía uma grande coleção de partituras de choros antigos. Pixinguinha aprendeu música em casa, fazendo parte de uma família com vários irmãos músicos, entre eles o China (Otávio Viana). Foi ele quem obteve o primeiro emprego para o garoto, que começou a atuar em 1912 em cabarés da Lapa e depois substituiu o flautista titular na orquestra da sala de projeção do Cine Rio Branco.

 Nos anos seguintes continuou atuando em salas de cinema, ranchos carnavalescos, casas noturnas e no teatro de revista.

Pixinguinha integrou o famoso grupo Caxangá, com Donga e João Pernambuco. A partir deste grupo, foi formado o conjunto Oito batutas, muito ativo a partir de 1919. Na década de 1930 foi contratado como arranjador pela gravadora RCA Victor, criando arranjos celebrizados na voz de cantores como Francisco Alves ou Mário Reis.

No fim da década foi substituído na função por Radamés Gnattali. Na década de 1940 passou a integrar o regional de Benedito Lacerda, passando a tocar o saxofone tenor. Algumas de suas principais obras foram registradas em parceria com o líder do conjunto, mas hoje se sabe que Benedito Lacerda não era o compositor, mas pagava pelas parcerias.

Quando compôs "Carinhoso", entre 1916 e 1917 e "Lamentos" em 1928, que são considerados alguns dos choros mais famosos, Pixinguinha foi criticado e essas composições foram consideradas como tendo uma inaceitável influência do jazz, enquanto hoje em dia podem ser vistas como avançadas demais para a época. Além disso, "Carinhoso" na época não foi considerado choro, e sim uma polca. Outras composições, entre centenas, são "Rosa", "Vou vivendo", "Lamentos", "1 x 0", "Naquele tempo" e "Sofres porque Queres".

No dia 23 de abril comemora-se o Dia Nacional do Choro, trata-se de uma homenagem ao nascimento de Pixinguinha. A data foi criada oficialmente em 4 de setembro de 2000, quando foi sancionada lei originada por iniciativa do bandolinista Hamilton de Holanda e seus alunos da Escola de Choro Raphael Rabello.

Pixinguinha faleceu na igreja de Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, quando seria padrinho de um batizado. Foi enterrado no Cemitério de Inhaúma.


vídeo

Projeto Social e Cultural Samba da Alegria

3º Aniversário.


O que:- 3º aniversário Samba da Alegria
Quando:- 10/03/2012
Horário:- 15h
Onde:- Quadra Escola Samba Mocidade Unida da Mooca
End:- Ave Alcântara Machado, s/nº -Viaduto Bresser – Prox. Metro Bresser/Mooca - SP    
Entrada:- R$ 5,00 ou 1KG de alimento nãp perecível

vídeo:

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Carnaval, momento para pensar em Cultura Popular ou de Massa?


Quando falo em cultura, penso em uma identidade cultural. Para poder ajudar um pouco estou reproduzindo o texto abaixo para uma profunda reflexão a respeito, e que acho muito oportuno para o momento. Faço uma prévia sobre o que disse o papa Pio XII (matéria completa abaixo)

“O povo é formado por indivíduos que se movem por princípios ...”

“...A massa é sempre passiva. Ela não age racionalmente e por sua conta. Mas se alimenta de entusiasmos e idéias estáveis. É sempre escrava das influências instáveis da maioria, das modas e dos caprichos....”

Depois, vamos verificar qual o tipo de política cultural que desejamos para nossa cidade, para o nosso estado e para o nosso país, e qual é a que estamos recebendo?

Cultura de Massa
Publicado em 01 de novembro de 2008 em Filosofia
 
Definir cultura é uma tarefa por demais difícil, já que vivemos um período histórico onde a praticidade toma o lugar dos conceitos. Ainda mais quando se trata da cultura de massa, ou cultura popular, onde encontramos a sua presença em nosso dia a dia, porém falta-nos a reflexão por um momento. Para se chegar de fato a um conceito bem definido.Segundo Orlando Fideli, cultura de massa em nossos dias é um conceito amplo, que abrange por muitas vezes a toda e qualquer manifestação de atividades ditas populares. Assim sendo, do carnaval ao rock, do jeans à coca-cola, das novelas de televisão às revistas em quadrinhos, tudo hoje, pode ser inserido no cômodo e amplo conceito de cultura de massa. (FIDELI,2008:1)

Para entendermos melhor essa expressão "cultura de massa" precisamos buscar uma definição do que seria "massa" e de "povo". Segundo o papa Pio XII, numa célebre radiomensagem de Natal no ano de 1944, expressou muito bem o conceito de "povo" e de "massa". Segundo sua visão, totalmente filosófica "o povo é formado por indivíduos que se movem por princípios. Ele é ativo, agindo conscientemente de acordo com determinadas idéias fundamentais, das quais decorrem posições definidas diante das diversas situações em que vivem. Assim ele fala das massas como "um grupo de indivíduos que não se movem, mas que são movidos por paixões. A massa é sempre passiva. Ela não age racionalmente e por sua conta, mas se alimenta de entusiasmos e idéias estáveis. É sempre escrava das influências instáveis da maioria, das modas e dos caprichos..."

As definições do sumo pontífice nos faz concluir que as massas jamais discordam da maioria. Jamais procuram estipular pontos reflexivos que os levem a um senso crítico sobre as informações que estão sendo assimiladas no momento. A inserção na massa lhe impõe que se vista como os outros, que coma como os outros, que goste do que gostam os outros. Ser, pensar, agir, estar sempre, obrigatoriamente, "como os outros" é amoldar-se inexoravelmente a esse implacável "deus" chamado "todo mundo".

É renunciar à própria individualidade, trocando-a pelo amorfo e medíocre "eu coletivo" da multidão. Essa realidade nua e crua que vivemos nos leva a uma pergunta: "PODE A MASSA TER CULTURA? " Certa vez alguém definiu cultura, sob o prisma individual, como aquilo que permanece após ter-se esquecido tudo o que se aprendeu. Segundo
Denise Macedo Ziliotto é preciso Transplantar tal conceito para o plano coletivo, podendo afirmar que cultura é o resíduo, imune à ação do tempo, dos conhecimentos fundamentais dos povos. A cultura de determinada civilização vem a ser, portanto, o conjunto de seus valores e conhecimentos perenes. (ZILIOTTO,2003:23)

O termo cultura tem sua origem na agricultura, em razão da flagrante analogia entre as etapas do cultivo de um terreno e a formação da cultura humana. Com efeito, a cultura de um terreno pressupõe sua limpeza de toda sujeira e ervas daninhas, a aragem e o cultivo dos vegetais desejados. Levando em conta a perspectiva deste conceito análogo, a plantação deverá obedecer determinadas regras. Será preciso plantar, antes de mais nada, coisas úteis, eis que uma cultura de ervas daninhas será uma falsa cultura. Ademais, será necessário plantar em ordem, de maneira que, por exemplo, cada cereal esteja separado dos demais, a fim de que possa receber o tratamento que mais lhe convém.

Segundo Sandra Jovchelovitch a boa cultura exige que se limpem as inteligências de todos os erros e falsas opiniões que comprometem tudo o que nelas venha a ser plantado. É preciso "arar" nossas inteligências, habituando-as a pensar. Pois apenas estudar não significa adquirir cultura: há analfabetos mais "cultos" do que muitos eruditos. Finalmente será chegado o momento de "plantar", ordenadamente, verdades úteis em nossa mente. (Jovchelovitch,2001:42)

Segundo Eclea Bosi a cultura de massa não passa, na verdade, de um oceano de imposições ditadas pelos meios de comunicação, muitas vezes idênticamente destinadas às mais diferentes regiões e povos. Não é por outro motivo que as massas, sejam da América, Europa ou Ásia, apreciam e produzem a mesma arte, vestem as mesmas roupas, gostam das mesmas comidas. Não é por razão diversa que os estilos, as maneiras, as tradições, enfim, a cultura peculiar de cada povo vem dando lugar, em larga medida, a uma triste vitrine universal. (BOSI,2000:102)

Exatamente por não partir genuinamente dos povos, mas ser sempre uma imposição de cima para baixo, a pseudo-cultura se mostra indiferente e imune às profundas diferenças existentes, por exemplo, entre japoneses e italianos, ou entre norte-americanos e árabes: todos consomem o mesmo hamburguer e tomam coca-cola.

Segundo Pedro Demo algo totalmente diverso, porém, ocorre em relação ao povo. Este tem movimento próprio, guardando seus próprios princípios e movendo-se de acordo com eles. Ao povo é dado, portanto, formar sua própria cultura, reflexo evidente das idéias fundamentais que o movem. Ao contrário da chamada "cultura" de massa, a cultura popular tem suas raízes nas tradições, nos princípios, nos costumes, no modo de ser daquele povo. Desta forma, cada povo produz, por exemplo, uma arte peculiar, reflexo de suas específicas qualidades, necessariamente diversa das artes de outros povos. Assim, por exemplo, houve uma verdadeira arquitetura colonial brasileira, muito diferente da arte de escultores de outros povos. (DEMO,2005:93)

Portanto a cultura de massa é uma cultura fabricada pela ideologia que tenta se apresentar como sendo a própria cultura. Porém, a cultura de massa é um sistema de pensamento muito fácil de desmascarar já que tem por característica primeira "o ser limitado". A cultura de um povo jamais poderá ser a cultura de massa, já que a construção da cultura popular se dá pela experiência histórica de um povo, que mediante sua própria história constrói sua identidade.

BIBLIOGRAFIA
FEDELI, Orlando. Cultura Popular e Cultura de Elite, cultura de massa. São Paulo: Associação Cultural Montfort, 2008. p. 1 .
ZILIOTTO, Denise Macedo. Consumidor Objeto da cultura. Rio de Janeiro: Vozes, 2003. p. 23.
JOVCHELOVITCH, Sandra. Contextos do saber Representações, comunidades e cultura. Rio de Janeiro: Vozes, 2001. p. 42.
BOSI, Eclea. Cultura de massa e cultura popular. Rio de Janeiro: Vozes, 2000. p. 102.DEMO, Pedro. Éticas multiculturais sobre convivência humana possível. Rio de Janeiro: Vozes, 2005. p. 93

Carlos J F Neto

Carnaval 2012 – Rio de Janeiro - Renascer de Jacarepaguá


Desfile Grupo Especial na Marquês de Sapucai

Horário:- 21h as 22h15
Dia 19/02/2012
Sambódromo Marquês de Sapucai

"O Artista da alegria dá o tom na folia"

Sinopse

... No princípio criou Deus os céus e a terra.
E a Terra era sem forma e vazia...
E disse Deus: haja luz! E houve luz!

Gênesis Cap I,II e III

E de tudo que Deus criou, da luz surgiram as cores!

O G. R. E. S. Renascer de Jacarepaguá te convida a embarcar em uma colorida viagem pelo universo das obras de Romero Brito.

Uma viagem que não tem fronteiras, início, meio e fim. É como um conto de fadas que toca o coração, liberta a alma e concretiza nossos desejos.

A mente humana guarda sonhos, fantasias, loucuras e magias. É como uma abstrata máquina que subindo e descendo, girando para todos os lados carrega milhares de células que conferem ao homem dons divinais entre eles o poder de pensar e criar. E Deus deu a ele a genialidade na arte de brincar com formas sem formas. Na arte de transformar o insano em sano e de fazer surgir das mais fantásticas fantasias de sua mente, formas que encantaram o mundo inteiro. Mente querida que não se rendeu a infância sofrida.

O Criador o fez assim: moleque, maneiro, faceiro e arretado. Em suas mãos o abstrato criou forma e as cores se transformaram na razão de sua vida!

Desembarcamos na história da arte ocidental, viajamos a barroca Itália do Mestre Caravaggio que retratava o aspecto mundano dos eventos bíblicos, usando o povo comum das ruas de Roma.

Ainda jovem, Romero recebeu de seu irmão, um jovem vendedor de enciclopédias, um livro a respeito de Caravaggio, sequer havia ouvido falar do Mestre, mas se impressionou com a violência de sua obra. Sua infância pobre nas favelas de Recife, repletas de adversidades, poderia fazer de Romero o novo Caravaggio, o Caravaggio Tropical, dores e dificuldades não faltariam para retratar, Romero era na verdade uma dessas milhares de pessoas comuns que Caravaggio retratava em suas telas. Mas o que faz uma pessoa comum? As circunstâncias? O cenário de sua vida? Ao escolher seu estilo artístico, Romero nos apresenta uma grande lição de vida: não somos oque temos, somos o que guardamos dentro de nós. Somos o que podemos contribuir para um mundo melhor, das obras de Caravaggio teve a exata noção do que não queria retratar em suas obras, se poderia influenciar o mundo e as pessoas com uma obra feliz, serena e brilhante, por que iria compartilhar seus pesadelos?

Ainda na Europa sua inspiração viaja para Espanha de Pablo Picasso, o artista das formas certamente é um traço reconhecido na obra de Romero. Picasso, o pai do cubismo no mundo é um marco em suas obras.

Dizem que a propaganda é alma do negócio, mas no fundo a propaganda é uma nave por onde uma obra navega e chega a muitos lugares. Quando um artista idealiza uma obra, ela se limita a um espectador, alegra uma única vida, altera uma única história. Uma obra que ilustra um produto, tem um poder de alcance inimaginável. As obras de Romero transmitem alegria e através dos inúmeros produtos mundiais que carregam os traços de Britto, esta arte isenta de ansiedade e medo rompeu fronteiras étnicas, sociais e religiosas alcançando um número incalculável de vidas e de histórias.

É o início do ciclo publicitário de sua carreira onde Romero descobre que o infinito é realmente intocável e sua obra abraça o mundo, chegando aos cinco continentes. Dezenas de trabalhos publicitários, selos para a ONU e esculturas que tiraram do artista o poder de perceber até onde pode chegar, embora tenha durante sua vida, criado sem a pretensão de voos distantes, pois criou com a alma e com a emoção de ver uma vida ou sorriso modificado. E neste aspecto, já é muito mais que um vencedor.

O mundo conhece Romero e ele está ou esteve nos maiores circuitos artísticos mundial. Suas obras públicas ilustram várias cidades do mundo, inclusive sua doce e bela Miami. A cidade que abriu as portas para suas obras e reconhece seu brilhantismo em quase toda sua extensão territorial. Museus mundiais puderam apresentar a sua nação o encanto das telas e peças deste artista. Romero de Brito chega à Cidade Luz, ao Museu do Louvre em Paris, o mais visitado museu do mundo, onde nosso genuíno artista pôde se encontrar com os maiores Gênios das artes plásticas do mundo que até então, viviam apenas nas lembranças de sua infância.

Do alto do morro e de braços abertos o Corcovado recebe este artista que no maior espetáculo da terra conta as maravilhas deste gênio modernista. É a capital do samba que explode de felicidade e suas paisagens naturais vão ganhando as cores e a cara de Romero. O Rio de Janeiro recebe agora um olhar carinhoso de Britto e a cidade do samba da mulata e futebol aos poucos se rende.

Em 06 de outubro de 1963, quando o quarto exército invadia o Recife para uma luta armada contra a revolta dos camponeses, nascia Romero de Brito, um garoto pernambucano que aos 8 anos de idade chamava a atenção na escola onde estudava. Além de decorar cadernos com desenhos coloridíssimos, passava horas no quintal de sua casa criando. Sucatas, papelão e jornal serviam de suporte para suas pinturas. E ele adorava ganhar de presente livros de arte. "Eu ficava ali sentado e copiava mestres da pintura por dias e dias", lembra Romero Britto.

''Nasci com um dom, e quero dividir com todos''

Britto criou obras que invocam o espírito de esperança e transmitem uma sensação de aconchego. Suas obras são chamadas, por colecionadores e admiradores, de "arte da cura". Sua arte contém cores vibrantes e composições ousadas, criando graciosos temas com elementos compostos do cubismo.

Nesta Noite a passarela branca vai se colorir de alegria, a Renascer abre as portas da folia para contar a vida e arte de Romero de Brito esse mágico artista que aos 47 anos contribui para a formação artística de milhares de jovens e vem chegando de mansinho para encantar a Marquês de Sapucaí. Romero, que há mais de 20 anos mora em Miami é Made in Brazil e a Renascer que é Especial, apresenta seu carnaval: O ARTISTA DAS CORES DA O TOM DA FOLIA.

Carnavalesco: Edson Pereira
Pesquisa: Anderson Ferreira

Veja vídeo-


Samba Enredo - LETRA
Artista da alegria dá o tom na folia
Compositores: Cláudio Russo, Adriano Cesário, Fábio Costa e Isaac

Esse dom que faz o artista imortal
É luz do céu para pintar
A Renascer no carnaval
O faz buscar em cada cor o infinito
Acreditar, Romero Britto
Que Deus mora na inspiração
Em páginas, arte que viu
O inverso se abriu, presente de irmão
Contraste que se refletiu
Universo do artista, outra direção

Nas cores de sua aquarela
Valores brincando na tela
Aquele abraço desenhar
Gira o compasso, eu quero outra vez sambar

Sensibilidade, pop arte ao mundo espalhou
Sorrir é brilhar
Dar ao papel a emoção que seduz
Eu sei que a arte vai reinar
Tal qual as telas na cidade luz
Do alto do morro o redentor abraça o gênio
Que hoje repinta esta cidade
Moleque, Recife é saudade
Há tantos meninos assim
Querendo um sonho
Na liberdade das cores sem fim

Pintor da alegria, calor da emoção
Pintou Renascer no meu coração
No tom da folia vou me apresentar
Na galeria Jacarepaguá

Carnaval 2012 – Rio de Janeiro - Portela


Desfile Grupo Especial na Marquês de Sapucai

Horário:- 22h05 – 22h20
Dia 19/02/2012
Sambódromo Marquês de Sapucaí

"...E o povo na rua cantando é feito uma reza, um ritual..."

Sinopse

Pequena Prece ao Senhor do Bonfim

Salve, meu Pai Oxalá, Meu Senhor do Bonfim!
Senhor do branco, pai da luz.
Força divina do amor...
Epa Babá!

Meu pai, "... sou filha de Angola, de Ketu e Nagô
Não sou de brincadeira
Canto pelos sete cantos
Não temo quebrantos
Porque eu sou guerreira
Dentro do samba eu nasci,
Me criei, me converti
E ninguém vai tombar a minha bandeira."

E venho a ti pedir sua benção e proteção, e pedir, também, licença aos meus padroeiros, para conduzir a minha águia altaneira, o meu altar do samba, até a sua presença.

Sabe, meu senhor, sempre fomos muito festeiros, muito devotos, e gostaria muito que o meu povo conhecesse o seu povo e a sua maneira de festejar, de reverenciar a sua crença, a sua fé.

Por muitas vezes cantei a Bahia, agora chegou a hora de mostrá-la.

"... essa Bahia gostosa
Cheia de encanto e feitiço
Que deixa a gente dengosa
E a gente nem dá por isso"

Bahia que tem o dom de encantar.
Terra em que o branco e o negro, o sagrado e o profano, o afro e o barroco se misturam e se tornam uma coisa só. No mar da Bahia, tudo e todos se misturam.
Bahia de vários corações... sagrados corações.
Terra de cores, cheiros e temperos.
Terra de festas e de fé, de santos e orixás.
Terra de samba.
Terra de amor e devoção.
A Bahia é festa o ano todo e o povo vai pra rua manifestar a sua fé.

"... E esse canto bonito que vem da alvorada."

Alvoradas, missas, procissões, afinal "quem tem fé vai a pé".

Novenas, flores, fitas, águas e perfumes.
Cortejos, fiéis e cânticos.
Velas, orações e adoração.
Gente que dança!
Tambores e atabaques, samba de roda, batucadas.
Comidas, pois festa sem comida não é na Bahia.
Gente que canta!
Canta pro santo, canta pro orixá. Canta para os dois ao mesmo tempo. É o sincretismo se fazendo presente.
Louva a alegria, a liberdade, a esperança.
Gente que pula!
Pula como pipoca, como cordeiro, em blocos e trios. Transforma as ruas em um mar branco, de paz.
Mar branco, mar vermelho, mar azul. Bahia é feita de mar, é feita de água.
Gente que louva!
Beatos, filhos-de-santo, padres, mães-de-santo, fiéis e iaôs, todos juntos num mesmo ideal. Deuses e mortais, passado e presente.
Altares e terreiros, tudo é mistério. As divindades tão próximas e tão íntimas. O milagre da cumplicidade com o sagrado.
A luz dos orixás refletida nos olhares.

"... Tem um mistério que bate no coração
Força de uma canção que tem o dom de encantar."

É dia de festa na Bahia. Não importa como começou. Não importa se um dia tudo vai terminar, pois o riso e o gesto já estão gravados na eternidade, no céu e no mar.
Bem aventurados todos aqueles que puderem ver a Bahia em festa.

E neste momento, meu  Senhor, vejo que tudo aquilo que move o baiano: a fé, a alegria, a esperança, a crença e a devoção, move também o meu povo, o portelense.

Um povo que nunca desiste, vive a sorrir e a festejar.

E que essa Bahia que é de Todos os Santos, seja a partir de então dos santos da Portela também, que eles passem a fazer parte do seu panteão, estendendo sobre eles o seu divino manto e nos conduza a um desfile triunfal sobre o altar do carnaval.

Bem aventurados aqueles que puderem ver a Portela em festa.
Afinal,
Sou Clara,
Sou Portela,
Sou Guerreiros,
Sou Amor!

Salve o manto azul e branco.
Amém!

Carnavalesco: Paulo Menezes
Enredo: Paulo Menezes e Marquinhos de Oswaldo Cruz


Vídeo

Samba Enredo:

 ...E o povo na rua cantando é feito uma reza, um ritual...
Compositores: Wanderley Monteiro, Luiz Carlos Máximo, Toninho Nascimento e Naldo 

Meu rei
Senhor do Bonfim alumia
Os caminhos da Portela
Que eu guardo no meu patuá
Eu vim na proteção dos meus guias
Com Clara guerreira à Bahia
Cheguei, eu cheguei pra festejar
Deixa lavar nos altares e terreiros
Tem jarro com água de cheiro
Vou jogar flores no mar

No mar
Procissão dos navegantes
Eu também sou almirante
De nossa senhora Iemanjá

Vou no gongá
Bater tambor
Rezo no altar
Levo o andor
Vem chegando os batuqueiros
Desce a ladeira, meu amor
Que a patuscada começou
Eu vim pra rua
Onde o samba de roda chegou

Iaiá
De saia rendada em cetim
Bota o tempero na festa
Oi, tem abará e quindim

Portela cheia de encantos
Acolhe a Bahia em seu canto
Com festas, rezas, rituais
Vestido de azul e branco
Eu venho estender o nosso manto
Aos meus santos do samba que são Orixás

Madureira sobe o Pelô... Tem capoeira
Na batida do tambor... Samba Ioiô
Rola o toque de Olodum... Lá na Ribeira
A Bahia me chamou

Tia Ciata - "A Mãe do Samba"

"TIA CIATA", MÃE DO SAMBA...

" O samba é o mais belo documento da vida e da alma do povo brasileiro". (Rosane Volpatto-extraído do Texto SAMBA, SABOR DO BRASIL) Um grande abraço ao nosso patrono PAULINHO DA VIOLA. (Veja mais na página História do Samba)
-------x-------

Pelo Fim da Ordem dos Músicos do Brasil !

Abaixo-Assinado Eletrônico pelo direito ao livre exercício da profissão de músico:

Participe você também, leia matérias neste blog.

Para assinar eletrônicamente:

http://www.carlosgiannazi.com.br/fale_conosco/abaixo-assinado-omb.htm

Paulinho da Viola- Entrevistado pelo programa Memória do Rádio

PAULINHO DA VIOLA - O Nosso Patrono

O Verso "Quando penso no futuro não esqueço meu passado" é creditado por Paulinho da Viola, em "Meu tempo é hoje", como sintese de sua obra, de sua vida. Recolhido de sua "Dança da Solidão"(72). (Pedro Alexandre Sanches - Folh aOn Line - 11/04/2003)

"Eu não costumo brigar com o tempo" afirma Paulinho da Viola (em 09/12/2004 - Folha On line)

"A música de Paulinho da Viola representa um universo particular dentro da cultura brasileira. Experimentá-la é reconhecer que a identidade cultural brasileira não é única, há sempre algo mais." (extraído do site de Paulinho da Viola)

A Obra de Paulinho da Viola já foi tema de livros, trabalhos acadêmicos, gravações e documentário. Em fase de finalizações, se encontra um Documentário realizado pela VideoFilmes com direção de Isabel Jaguaribe e roteiro de Zuenir Ventura. (Confira mais na página - PAULINHO DA VIOLA - Vídeos e muito mais)

-------x-------

AGENDA CULTURAL DA PERIFERIA

A Ação Educativa é uma organização não governamental sem fins lucrativos que desenvolve a apóia projetos voltados para a educação e juventude, por meio de pesquisas, formação, assessoria e produção de informações. Mantém em sua sede o espaço de Cultura e Mobilização Social, aberto ao público, que promove regularmente atividades de formação, intercâmbio e difusão cultural. Vale a pena acessar : http://www.acaoeducativa.org.br/

Confira As Comunidades de SAMBA divulgadas.
-------x-------

Samba do Sino comemora primeiro ano na noite de 15/12/2009 com história do samba

O Movimento Cultural Samba do Sino comemerou 01 ano de vida no último dia 15/12/2009, e presenteia os moradores da cidade com histórias que contam a evolução do samba no Brasil. A proposta nasceu com a idéia de resgatar esse pedaço da cultura popular. (Vanessa Coelho - Guarulhos Web 15/12/2009)